• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Camila de Paula Monteiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Nunomura, Myrian (Presidente)
Cardoso, Viviane Cunha
Moraes, Camila de
Santos, Sinval Avelino dos
Título em português
Associação de polimorfismos da visfatina e dos receptores ?? - adrenérgicos com a magnitude de resposta ao treinamento de crianças com sobrepeso e obesidade por meio de danças afro-brasileiras
Palavras-chave em português
Dança
Obesidade infantil
Polimorfismos
Receptores ?2- adrenérgicos
Visfatina
Resumo em português
Introdução: A influência de variantes genéticas dos genes da visfatina e dos recep- tores ?2-adrenérgicos em resposta ao treinamento físico é ainda inconclusiva. Obje- tivos: Verificar os efeitos do treinamento com danças afro-brasileiras por 13 sema- nas sobre parâmetros de saúde de crianças com sobrepeso ou obesidade e a in- fluência das variantes genéticas acima descritas na magnitude de resposta a este treinamento. Materiais e métodos: 30 crianças (9 ± 1,1 anos) realizaram um trei- namento que consistia em 5 minutos de aquecimento a 60% da FCmáx, quatro mo- mentos dez minutos de 70% a 80% da FCmáx intercalados com cinco momentos de dois minutos de recuperação ativa a 60% da FCmáx, 3x/sem, 60 min por sessão. Antes e após o treinamento realizou-se avaliação da composição corporal, índice de massa corporal (IMC), z- score do IMC, circunferência da cintura (CC), relação cintu- ra/estatura (RCE), pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD), capacidade aeróbia e analise da variabilidade da frequência cardíaca (VFC). Análises sanguí- neas foram realizadas para genotipagem, avaliação do perfil lipídico, glicemia, insu- lina e HOMA-IR. A análise estatística foi realizada utilizando modelo de regressão de efeitos mistos. Resultados: Após o treinamento com dança afro-brasileira houve redução significativa (p<0,05) no z-score do IMC (-6,6%), na relação cintura/estatura (-4,8%) e consumo calórico (-15,3%). Considerando os genótipos dos polimorfismos estudados houve uma diminuição significativa no valor do z-score do IMC (-10%) para o genótipo AG do gene do receptor ?2-adrenérgico Arg16Gly, mas nenhuma alteração significativa para os genótipos relacionados aos genes da visfatina e Gln27Glu do receptor ?2-adrenérgico. Conclusão: O treinamento com dança afro- brasileira foi uma estratégia com efeito positivo sobre o score-z do IMC e relação cintura/estatura em crianças com sobrepeso e obesidade. E o genótipo AG do poli- morfismo do receptor ?2-adrenérgico Arg16Gly apresentou melhor resposta ao trei- namento no z-score do IMC, o que pode indicar uma influência genética à resposta ao treinamento.
Título em inglês
Association of polymorphisms of visfatin and ?2-adrenergic receptors with magnitude of response to the training of overweight and obese children through Afro-Brazilian dances
Palavras-chave em inglês
?2-adrenergic receptors
Childhood obesity
Dance
Polymorphisms
Visfatin
Resumo em inglês
Introduction: The influences of NAMPT and ?2-adrenergic receptors polymorphisms in response to dance training remain unclear. Objectives: To verify the effects of dance training on health parameters of overweight or obese children and to verify the influence of the genetic variants previously mentioned in response to 13 weeks of training with African-Brazilian dance. Methods: Thirty children (9 ± 1.1 years) per- formed a training that consisted of 10 minutes at 60% of HRmax, four moments from 70% to 80 % of HRmax interspersed with five minutes of active recovery at 60% of HRmax, in total of 60 minutes of training session. Before and after the training body composition, body mass index (BMI), waist circumference (WC), systolic and diastolic blood pressure (DBP), physical fitness and heart rate variability (HRV) were evaluat- ed. Blood analyzes were performed for genotyping and evaluation of the lipid profile, glucose, insulin and HOMA-IR. Statistical analysis was performed using a general linear mixed effects model. Results: The African-Brazilian dance training resulted in a significant reduction (p<0.05) in BMI z-score (-6.6%), waist-to-height ratio (-4.8%) and caloric intake (-15.3%). In the analysis of each polymorphism, it was possible to observe a significant decrease in the z-score BMI (-10%) for the AG genotype of the Arg16Gly polymorphism in the ?2-adrenergic receptor gene, but there is no signifi- cant difference for the visfatin and Gln27Glu of the ?2-adrenergic receptor polymor- phisms. Conclusion: Afro-Brazilian dance training was a strategy with a positive ef- fect on BMI-z score and waist-to-height ratio in overweight and obese children. In addition, the AG genotype of the ?2-adrenergic receptor Arg16Gly polymorphism presented a better response to training on the BMI z-score, which can suggest a ge- netic influence on the training response.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PRIMEIRA.pdf (1.89 Mbytes)
Data de Publicação
2019-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.