• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.108.2017.tde-03082017-120207
Documento
Autor
Nombre completo
Lidiane Soares dos Santos Melo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Peduzzi, Marina (Presidente)
Leonello, Valéria Marli
Marques, João Mazzoncini de Azevedo
Pinto, Nicanor Rodrigues da Silva
Título en portugués
Necessidades de ações de educação permanente para fortalecer e aprimorar o matriciamento em saúde mental na Atenção Primária à Saúde
Palabras clave en portugués
Atenção Primária à saúde
Educação Permanente
Práticas Colaborativas
Saúde Mental
Resumen en portugués
Introdução:Este estudo tem como tema central as necessidades dos profissionais da atenção primária à saúde (APS) e da saúde mental (SM) de ações de educação permanente que possam fortalecer e aprimorar as ações de matriciamento em SM na APS. O matriciamento é um arranjo institucional incorporado pelo Ministério da Saúde como estratégia de gestão para a construção de uma rede ampla de cuidados em SM e mudança da lógica de encaminhamentos indiscriminados para uma lógica da corresponsabilização.Objetivos: Identificar e analisar as necessidades de ações educativas de trabalhadores de saúde para a prática interprofissional colaborativa entre equipes de Saúde da Família e profissionais de matriciamento em SM, e identificar as ações que promovem colaboração entre as equipes de APS e SM.Metodologia: Utilizada abordagem qualitativa com estudo de caso como estratégia de investigação, com duas equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) e a equipe do apoio matricial em SM, em duas unidades básicas de saúde no município de São Paulo. Na coleta de dados foram entrevistados 12 profissionais e a analise foi realizada com base na técnica de analise de conteúdo com elucidação das categorias e temas. Resultados:Foram construídas cinco categorias: Necessidades de educação permanente em saúde, Matriciamento em Saúde Mental, Práticas colaborativas entre profissionais da APS SM, Estigma e medo no cuidado em Saúde Mental, e Saúde Mental na Atenção Primária, dos quais o último configura o contexto das necessidades educativas para prática colaborativa entre equipes ESF e equipe de matriciamento em SM. As categorias apresentaram reciprocidades entre si que permitiram agrupá-las em três temas sínteses: Necessidades de educação permanente, Matriciamento em SM e Práticas colaborativas. Os temas evidenciaram, por um lado, a necessidade de ações de educação permanente e a potência educativa do matriciamento para o cuidado integral em SM e pratica colaborativa entre APS e SM. Por outro lado, mostraram também as tensões que os profissionais e equipes vivenciam frente a barreiras representadas pelo Estigma e medo e também pelo contexto de trabalho com elevada pressão da demanda por atendimento e crescente cobrança de produção. Conclusão: As necessidades de educações permanente apontadas pelos profissionais revelaram que as ações educativas podem favorecer o atendimento aos usuários com necessidades em SM e a prática colaborativa, ambos, com base no matriciamento entre equipes da APS e SM. Contudo, isso também requer o enfrentamento das barreiras apontadas.
Título en inglés
The need for permanent education actions to strengthen and improve mentalhealth matrix support in Primary Health Care
Palabras clave en inglés
Collaborative Practices
Mental health
Permanent Education
Primary Health Care
Resumen en inglés
Introduction: This study has as a central theme the needs of primary health care (PHC) and mental health (MH) professionals for Permanent Education actions that can strengthen and improve PHC matrix support actions in MH. Matrix support Care is an institutional arrangement incorporated by the Ministry of Health as a management strategy to build a broad network of care in MH and change the logic of indiscriminate referrals to a logic of co-responsibility. Objectives: Identify and analyze health workers needs of educational actions to collaborative interprofessional practice between Family Health teams and MH matrix support and identify the actions that promote collaboration between PHC and MH teams. Methodology: A qualitative approach was used, whith Case Study as a research strategy, through interviews of two teams from the Family Health Strategy (FHS) and the MH Collaborative Care team in two basic health units in the city of São Paulo. In the data collection, 12 professionals were interviewed and the analysis was performed based on the technique of content analysis with elucidation of categories and themes. Results: Five categories were developed: Needs of permanent education in Health, Matrix support in Mental Health, Collaborative practices between PHC and MH professionals and Stigma and fear in Mental Health care and Mental Health in Primary Care. The last configures the context of the educational needs for collaborative practice among FHS teams and collaborative care team in MH. The categories presented reciprocity among themselves that allowed them to be grouped into three synthesis themes: Needs of permanent education, Matrix support in MH and Collaborative practices. The themes showed, on the one hand, the need for permanent education actions and the educational power of the matrix support team for the integral care in MH and collaborative practice between PHC and MH. On the other hand, they also showed the tensions that the professionals and teams experience in front of the barriers represented by the Stigma and fear and also by the context of work with high pressure of the demand for attendance and increasing collection of production. Conclusion: The permanent education needs pointed out by the professionals revealed that the Educational actions can favor the service to the users with needs in MH and the collaborative practice, both, based on the collaborative care between PHC and MH teams. However, this also requires addressing the barriers pointed out.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-08-08
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.