• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.107.2017.tde-07072017-163008
Documento
Autor
Nome completo
Felipe Henrique Canaval Gomes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Cristina Godoy Bernardo de (Presidente)
Ferreira, Gustavo Assed
Albuquerque, Ana Carolina Cavalcanti de
Castro Filho, Osvaldo Alves de
Título em português
O voto na filosofia do direito de Hegel: o conceito de liberdade entre os interesses individuais e coletivos
Palavras-chave em português
Estado
Filosofia do direito
Hegel
Liberdade
Voto
Resumo em português
Esta dissertação estuda o voto na filosofia política de Hegel. Nossa hipótese é que o modelo hegeliano de voto consegue pacificar as divergências entre interesses individuais e coletivos que surgem a partir da representação da sociedade civil na assembleia do Estado. Após uma introdução ao seu pensamento, onde serão considerados aspectos da dialética hegeliana, estudaremos o contexto histórico no qual se insere a filosofia hegeliana. A partir daí, teremos as referências necessárias para trabalharmos com a teoria madura da sociedade civil e do Estado na Filosofia do Direito. Discutiremos o voto como instrumento de intercâmbio dessas esferas, como elemento de efetivação das liberdades individuais e coletivas. Analisamos como a participação eleitoral se propõe a ser um desses mecanismos que satisfaça a exigência moderna de conservar os interesses individuais, ao mesmo tempo em que programam interesses coletivos. Tema relevante até os dias de hoje, a disputa entre indivíduo e comunidade, Hegel oferece uma solução que satisfaça a ambos e responde a isso com o voto estamental e corporativo.
Título em inglês
The vote in Hegel's philosophy of law: the concept of liberty between individual and collectives interests
Palavras-chave em inglês
Freedom
Hegel
Philosophy of law
State
Vote
Resumo em inglês
This dissertation studies the vote in Hegel's political philosophy. Our hypothesis is that the Hegelian model of vote can pacify the differences between individual and collective interests that arise from the representation of civil society in meeting the state. After an introduction to his thought, which will be considered aspects of Hegelian dialectics, we will study the historical context. From there, we will have the necessary references to work with the mature theory of civil society and the state in the Philosophy of Law. We will discuss the vote as an exchange tool such spheres as effective element of individual and collective freedoms. We analyze how the turnout is proposed to be one of those mechanisms that meet modern demands to retain individual interests, while scheduling collective interests. Theme relevant for today, the contest between individual and community, Hegel offers a solution that satisfies both and responds to this with states and corporate vote.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.