• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.106.2016.tde-29032016-113434
Documento
Autor
Nome completo
Paola Sarah Fonseca Gonçalves
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Morsello, Carla (Presidente)
Adams, Cristina
Novelli, Yara Schaeffer
Título em português
Efeitos da integração à economia de mercado sobre a pesca e o consumo de pescado: um estudo em sete comunidades amazônicas do Brasil e da Bolívia
Palavras-chave em português
Amazônia
Araweté
Asuriní
caboclos
Ecologia humana
economia de mercado
indígenas
Kayapó
pesca
Tsimane
Resumo em português
A maior participação na economia de mercado de sociedades indígenas e extrativistas habitantes de florestas tropicais provoca transformações no uso de recursos naturais. Enquanto vários estudos prévios avaliam mudanças na caça e na agricultura, os efeitos sobre a pesca e o consumo de pescado em tais sociedades são, em geral, negligenciados muito embora o consumo de pescado seja importante fonte de proteína para essas populações. Este estudo teve, portanto, como objetivos centrais avaliar os efeitos da exposição à economia de mercado sobre a pesca e o consumo de pescado, e ainda, sobre o orçamento temporal das unidades domésticas. Partiu-se de duas hipóteses, sendo a primeira que o aumento da exposição ao mercado estaria associado a menor tempo dedicado à pesca, assim como, menor quantidade de pescado consumida pelas unidades domésticas. Já a segunda assume que o aumento da exposição ao mercado diminuiria o tempo que homens adultos dedicariam à pesca, ao mesmo tempo em que aumentaria o tempo dedicado à atividade por mulheres e idosos. Para isso, foram estudadas sete comunidades pertencentes a cinco sociedades indígenas e extrativistas da Amazônia brasileira e boliviana. Os dados provêm de um survey por entrevistas e de duas técnicas de observação direta (i.e., random-interval instantaneous sampling e weigh day) e foram analisados por meio de análises descritivas e modelos mistos com efeitos fixos e aleatórios. Os resultados mostram que tanto a pesca como as atividades de mercado e a maior parte da renda das famílias são providas pelos homens não idosos. Além disso, o aumento do tempo dedicado ao mercado esteve associado à redução do tempo dedicado à pesca pelas unidades domésticas e pelos homens, enquanto o incremento da renda monetária esteve associado ao aumento do consumo de pescado pelas famílias e não teve efeitos sobre o tempo dedicado à pesca por homens, mulheres e idosos. Quatro fatores podem explicar estes resultados: (i) existência de trade-off no tempo, fazendo com que aqueles que dedicam mais tempo ao mercado tenham pouco tempo para pescar; (ii) transformações nas tecnologias de pesca e na área de forrageamento (meios de transporte) para famílias com maior renda, que permitem aumento do consumo com menor tempo dedicado à atividade; (iii) redução do compartilhamento de pescado concomitante a sua compra, e (iv) atividades com maiores níveis de renda não necessariamente envolvam grande tempo despendido. Conclui-se que o envolvimento das famílias na economia de mercado tem efeitos diferenciados ou nulos sobre a pesca, a depender dos indicadores adotados.
Título em inglês
The effects of market integration to fishing and fish consumption: a study in seven Amazonian communities of Brazil and Bolivia
Palavras-chave em inglês
Amazon
Araweté
Asuriní
caboclos
fishing
Human ecology
indigenous people
Kayapó
market economy
Tsimane
Resumo em inglês
Increased participation in the market economy by indigenous and extractive communities of rainforest inhabitants is known to causes changes in their use of natural resources. While several previous studies evaluated the changes provoked in hunting and agriculture, the effects on fishing and on fish consumption are often neglected, despite fish consumption is an important source of protein for these populations. This study, therefore, aimed to evaluate the effects of market exposure to fishing and fish consumption, and the consequences to the time budget of households. We departed from two hypotheses, the first one proposed that increases in market exposure should be associated with less time devoted to fishing, as well as a smaller amount of fish consumed by households. The second assumed that increases in market exposure should decrease the time that adult men devoted to fishing, whereas it would raise the time devoted to the activity by adult women and the elderly. To test that, we studied seven communities belonging to five indigenous and extractive societies of the Brazilian and Bolivian Amazon. Data came from an interview-based survey and two direct observation techniques (i.e., random-interval instantaneous sampling and weigh day) and were analyzed using descriptive analysis and mixed models with fixed and random effects. The results show that fishing and market activities as well the greatest proportion of income of the households are provided by adult men. Besides, increasing the time devoted to market activities was associated with reduced time spent on fishing by households and only by men. In contrast, higher levels of monetary income were associated with increased fish consumption by households and had no effect on the time dedicated to fishing for men, women and the elderly. Four factors may explain these results: (i) existence of trade-off in time, causing those who devote more time to market have little time to fish; (ii) changes in fishing gear and in the foraging area (means of transport), which allows increased consumption with less time devoted to the activity to the richest families; (iii) increases in fish purchase with concomitant reduced its sharing; and (iv) activities with higher levels of income do not necessarily involve big time spent. We conclude that the involvement of families in the market economy has differentiated or null effects on fisheries, depending on the indicators adopted.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PaolaCorrigida.pdf (1.95 Mbytes)
Data de Publicação
2016-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.