• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.106.2021.tde-22112021-133719
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Labão Catapani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Morsello, Carla (Presidente)
Barros, Yara de Melo
Ferraz, Katia Maria Paschoaletto Micchi de Barros
Marchini, Silvio
Pardini, Renata
Rocha, Fabiana Lopes
Título em português
Pessoas e grandes xenartros: uma abordagem das Dimensões Humanas para orientar a coexistência
Palavras-chave em português
análise de conflito
colisões veiculares com fauna
interações humano-fauna, lacuna entre pesquisa e implementação
superstições.
Resumo em português
A abordagem científica de Dimensões Humanas da Vida Silvestre oferece informações úteis ao planejamento e direcionamento de estratégias aplicadas para a conservação da fauna silvestre. Nesta tese, adotou-se tal abordagem para investigar três interações entre pessoas e duas espécies de Xenarthra ameaçadas de extinção: o tamanduá-bandeira e o tatu-canastra. O objetivo central foi compreender o contexto e os determinantes de tais interações, bem como suas implicações para a conservação das espécies e para os atores envolvidos. Nos três estudos aqui apresentados utilizou-se delineamento de métodos mistos em duas fases: (i) entrevistas informais e semiestruturadas, dispondo-se de roteiro de entrevista e (ii) entrevistas estruturadas, com a utilização de questionário. O objetivo do primeiro capítulo foi identificar os fatores psicológicos que afetam a probabilidade de colisões entre caminhoneiros e diferentes animais nas rodovias. Os resultados sugerem que promover atitudes positivas em relação à vida selvagem pode não ser eficiente em reduzir colisões. Isto porque a tomada de decisão dos motoristas é principalmente determinada pela percepção de risco; eles avaliam a segurança relativa de colidir em comparação com os perigos de evitar um animal na rodovia (i.e., frear ou desviar). No segundo capítulo, o objetivo foi identificar os determinantes das superstições de mau-agouro e suas implicações para a conservação do tamanduá-bandeira no Pantanal sul-mato-grossense. Os resultados indicam que, embora a influência social seja importante na disseminação de tais crenças, o fator-chave que prediz a adesão das pessoas às superstições é o baixo conhecimento factual sobre a espécie. Verificou-se ainda que as superstições podem ocasionar perseguição aos tamanduás-bandeira, mas também afetam o bem-estar psicológico de quem as detêm, além do risco a que estão expostos aqueles que se envolvem em comportamentos supersticiosos de contato com o animal. O terceiro capítulo utilizou um framework de análise de conflito com vistas a compreender o cenário envolvendo a destruição de colmeias por tatus-canastra em apiários do Cerrado do Mato do Grosso Sul e a eventual retaliação dos apicultores. A análise trouxe evidências de que o conflito está associado a fatores tangíveis (i.e., perda econômica dos apicultores), não envolvendo valores, crenças e identidades enraizadas e conflitantes entre os atores envolvidos. Isto sugere que a implementação de estratégias de mitigação do dano (e.g. redução da vulnerabilidade das colmeias) pode melhorar a relação dos apicultores com tatuscanastra. Investigações com abordagens interdisciplinares e integrativas que aproximem a Ciência da prática têm maiores chances de serem implementadas e podem contribuir efetivamente para a persistência da vida silvestre de forma socialmente justa.
Título em inglês
People and giant xenarthrans: a Human Dimensions approach to guide a better coexistence
Palavras-chave em inglês
conflict analysis
human-wildlife interactions
research-implementation gap, wildlife-vehicular-collisions
superstitions
Resumo em inglês
The Human Dimensions of Wildlife scientific approach offers useful information for planning and directing strategies applied to wildlife conservation. In this thesis, such an approach was adopted to investigate three interactions between people and two species of Xenarthra threatened with extinction: the giant anteater and the giant armadillo. The central objective was to understand the context and the determinants of such interactions, as well as their implications for the conservation of species and for the people involved. In the three studies presented here, a mixed-method design was used in two phases: (i) informal and semi-structured interviews, with an interview guide and (ii) structured interviews, using a questionnaire. The purpose of the first chapter was to identify the psychological factors that affect the likelihood of collisions between truck drivers and different animals on the highways. The results suggest that promoting positive attitudes towards wildlife may not be effective in reducing collisions. This is because the drivers' decision making is mainly determined by the perception of risk; they assess the relative safety of colliding against the dangers of avoiding an animal on the road (i.e., breaking or swerving). In the second chapter, the objective was to identify the determinants of bad omen superstitions and their implications for the conservation of the giant anteater in the Pantanal of Mato Grosso do Sul. The results indicate that, although the social influence is important in the dissemination of of such beliefs, the key factor that predicts people's adherence to superstitions is the low factual knowledge about the species. It was also found that superstitions can lead to persecution of giant anteaters, but they also affect the psychological well-being of those who detain them, in addition to the risk to those who are involved in superstitious behaviors of contact with the animal. The third chapter used a conflict analysis framework to understand the scenario involving the destruction of beehives by giant armadillos in apiaries in the Cerrado of Mato do Grosso Sul and the eventual retaliation of beekeepers. The analysis brought evidence that the conflict is associated with tangible factors (i.e., economic loss of beekeepers), not involving entrenched and conflicting values, beliefs and identities among the actors involved. This suggests that the implementation of damage mitigation strategies (e.g., reducing the vulnerability of hives) may improve the relationship between beekeepers and giant armadillos. Investigations with interdisciplinary and integrative approaches that bring Science and practice closer together are more likely to be implemented and can effectively contribute to the persistence of wildlife in a socially just manner.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MLCATAPANI_TESE.pdf (30.72 Mbytes)
Data de Publicação
2021-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.