• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.106.2020.tde-08092020-144140
Documento
Autor
Nome completo
Leticia Stevanato Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Zanirato, Silvia Helena (Presidente)
Giulio, Gabriela Marques di
Moretto, Evandro Mateus
Porto, Marcelo Firpo de Souza
Título em português
Representações sociais e injustiça ambiental: o gerenciamento de riscos no Conjunto Heliópolis-Gleba L-SP
Palavras-chave em português
Áreas contaminadas
Conjunto Heliópolis
Injustiça ambiental
Representações Sociais
Riscos socioambientais
Resumo em português
Esta pesquisa objetivou investigar o processo de gerenciamento de risco empreendido no Conjunto habitacional Heliópolis Gleba L, que foi construído sobre um solo contaminado no município de São Paulo, o que configurou uma situação de risco à população moradora. Além disso, a pesquisa buscou compreender como o gerenciamento de risco foi comunicado e compreendido pelos moradores do local por meio do acesso e análise de suas representações sociais. Para isso, foi desenvolvido um estudo de caso do Conjunto Heliópolis constituído de revisão de literatura, análise de documentos sobre o processo de gerenciamento de risco e aplicação de entrevistas a moradores da área e a técnicos da COHAB-SP e do órgão ambiental estadual. Os resultados indicaram que o processo de comunicação e gerenciamento de risco adotado para a área não permitiu aos moradores compreender a extensão e a magnitude da situação de risco e evidenciaram que a maioria dos entrevistados não tem ciência desses aspectos. A análise do gerenciamento de risco e das representações sociais da população moradora revelou a predominância de pouco espaço para a efetiva participação dos moradores no gerenciamento. Os resultados da pesquisa revelaram a imbricação entre as dinâmicas de discriminação social, de exclusão social aos espaços urbanos saudáveis e de destituição de saberes e de alternativas locais para o enfrentamento da situação de risco no Conjunto Heliópolis. Essa junção conforma o que se denominou como condicionante sócio-histórica da injustiça ambiental no Conjunto Heliópolis, que se institui por dinâmicas de exclusão social presentes no âmago da estruturação da sociedade brasileira e da produção do espaço urbano paulistano.
Título em inglês
Social Representations and Environmental Injustice: risk management at Conjunto Heliópolis-Glebe L-SP
Palavras-chave em inglês
Conjunto Heliópolis
Contaminated Sites
Environmental injustice.
Social Representations
Socio-environmental risks
Resumo em inglês
This research aimed to investigate the risk management process undertaken at the Conjunto Heliópolis Glebe L that was built on contaminated soil in the municipality of São Paulo, which configured the resident population at risk. In addition, the research sought to understand how risk management was communicated and understood by residents through access and analysis of their social representations. To this purpose, a case study of Conjunto Heliópolis was developed, consisting of a literature review, analysis of documents on the risk management process and application of interviews to residents of the area and to technicians from COHAB-SP and the state environmental agency. The results indicated that the communication and risk management process adopted for the area did not allow residents to understand the extent and magnitude of the risk situation and showed that most respondents are unaware of these aspects. The analysis of risk management and social representations of the resident population revealed the predominance of little space for the effective participation of residents in management. The research results revealed the imbrication between the dynamics of social discrimination, social exclusion to healthy urban spaces and destitution of knowledge and local alternatives to face the risk situation in Conjunto Heliópolis. This junction conforms what is termed as a socio-historical conditioning of environmental injustice in Conjunto Heliópolis, which is established by dynamic social exclusion present in the core of the structure of Brazilian society and the production of São Paulo urban space.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.