• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.102.2019.tde-03082020-144723
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Nogueira Lima
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2019
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Carlos Roberto Monteiro de (Presidente)
Damiani, Amelia Luisa
Jacques, Paola Berenstein
Lopes, Ruy Sardinha
Santos, Fabio Lopes de Souza
Velloso, Rita de Cássia Lucena
Título em português
O Romantismo Revolucionário através das afinidades eletivas entre o Movimento Surrealista, Henri Lefebvre e a Internacional Situacionista
Palavras-chave em português
Guy Debord
Henri Lefebvre
Internacional Situacionista
Romantismo Revolucionário
Surrealismo
Resumo em português
A presente tese propõe analisar criticamente as aproximações históricas e ideológicas entre o Movimento Surrealista, a Internacional Situacionista e a obra do filósofo e sociólogo Henri Lefebvre, a qual é utilizada como mediação teórica e crítica entre os dois movimentos, abrangendo o período de formação do Movimento Surrealista e a dissolução da Internacional Situacionista, de 1924 a 1972. Nosso principal objetivo é identificar no Movimento Surrealista, na obra de Henri Lefebvre e na Internacional Situacionista, manifestações modernas da corrente de pensamento romântico, pertencentes à tipologia do Romantismo Revolucionário e/ou Utópico, de tendência do romantismo marxista. Portanto, o conceito de romantismo revolucionário é o fio condutor adotado para esclarecer as relações entre os três objetos de nossa pesquisa. A definição do conceito é adotada a partir de duas fontes: com base na obra do próprio Lefebvre, cuja formulação é apresentada pela primeira vez na Nouvelle Revue Française, no artigo Vers un romantisme révolutionnaire, publicado em 1957 e, posteriormente, retomada no artigo Vers un nouveau romantisme?, editado em 1962, no livro Introduction à la modernité; e na obra dos autores Michael Löwy e Robert Sayre desenvolvida no livro Révolte et mélancolie: le romantisme à contre-courant de la modernité, publicado em 1992, os quais são autores da tipologia do Romantismo Revolucionário e/ou Utópico, de tendência do romantismo marxista. O objetivo geral do trabalho é identificar as afinidades eletivas entre o conceito de romantismo revolucionário, elaborado por Lefebvre, e o conceito desenvolvido por Löwy e Sayre, assim como as suas divergências. Os objetivos e as hipóteses derivam da compreensão estabelecida a partir da contraposição entre as duas formulações de romantismo revolucionário. Verificaremos as hipóteses de que tanto Lefebvre quanto a I.S. apesar de negarem, compartilham da nostalgia romântica pelo passado; que os situacionistas, na tentativa de realizar a revolução da vida cotidiana, revelam que suas afinidades eletivas são de ordem teórica com Lefebvre e de ordem prática com o Movimento Surrealista; e que no esforço de criar meios de intervenção na vida cotidiana, os situacionistas tentam racionalizar os meios poéticos do surrealismo, transformando a deambulação poética em um meio de investigação psicogeográfica. A partir da metodologia adotada, examinamosde forma comparativa os textos primários produzidos pela Internacional Situacionista, pelo Movimento Surrealista, por Henri Lefebvre e por Michael Löwy e Robert Sayre, contrapondo suas ideias no campo da arte, cultura, política e meios de ação no espaço urbano. Os textos secundários (comentadores) fornecem um panorama mais amplo do universo surrealista, situacionista e da obra de Lefebvre no contexto das décadas de 20 a 70.
Título em inglês
The Revolutionary Romanticism through the elective affinities between the Surrealist Movement, Henri Lefebvre and the Situationist International
Palavras-chave em inglês
Guy Debord
Henri Lefebvre
Revolutionary Romanticism
Situationist International
Surrealism
Resumo em inglês
This thesis proposes to critically analyze the historical and ideological approaches between the Surrealist Movement, the Situationist International and the work of the philosopher and sociologist Henri Lefebvre, which is used as theoretical and critical mediation between the two movements, covering the period of formation of the Movement Surrealism and the dissolution of the Situationist International from 1924 to 1972. Our main objective is to identify in the Surrealist Movement, in the work of Henri Lefebvre and in the Situationist International, modern manifestations of the romantic current of thought, belonging to the typology of Revolutionary and / or Utopian Romanticism, a bias of marxist romanticism. Therefore, the concept of revolutionary romanticism is the guiding line adopted to clarify the relations between the three objects of our research. The definition of the concept is adopted from two sources: based on Lefebvre's own work, the formulation of which is presented for the first time in the Nouvelle Revue Française, in the article Vers un romantisme révolutionnaire, published in 1957, and later taken up in the article Vers a nouveau romantisme?, published in 1962 in the book Introduction à la modernité; and in the work of authors Michael Löwy and Robert Sayre developed in the book Révolte et mélancolie: le romantisme à contre-courant de la modernité, published in 1992, who are the authors of the Revolutionary and / or Utopian Romanticisms typology, a bias of marxist romanticism.The general objective of the work is to identify the elective affinities between Lefebvre's concept of revolutionary romanticism and the concept developed by Löwy and Sayre, as well as their divergences. The objectives and hypotheses derive from the understanding established from the contraposition between the two formulations of revolutionary romanticism. We will examine the hypotheses that both Lefebvre and the I.S., although they deny they shared the romantic nostalgia for the past; that the situationists in the attempt to realize the revolution of daily life, reveal that their elective affinities are of theoretical order with Lefebvre and of practical order with the Surrealist Movement; and that in the effort to create means of intervention in everyday life, the Situationists try to rationalize the poetic means of surrealism, transforming poetic déambulation into a means of psychogeographical investigation.Based on the adopted methodology, we examined in a comparative way the primary texts produced by the Situationist International, the Surrealist Movement, Henri Lefebvre and Michael Löwy and Robert Sayre, opposing their ideas in the field of art, culture, politics and means of action in space urban. The secondary texts (commentators) provide a broader overview of the surrealist, situationalist, and Lefebvre universe in the context of the 1920s and '70s.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-08-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.