• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.101.2020.tde-30092020-095840
Documento
Autor
Nome completo
Marketa Maria Jerabek
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Schor, Adriana (Presidente)
Gwiazda, Anna
Nishijima, Marislei
Silva, Glauco Peres da
Título em inglês
Does globalisation affect the quality of democracy? A proposal for more nuanced responses
Palavras-chave em inglês
Globalisation
Multi-dimensionality
Quality of democracy
Time series cross-section data
Resumo em inglês
How does globalisation affect the quality of democracy? The debate about globalisation and democracy is mostly dominated by pro-globalists and anti-globalists. In this thesis, I innovate by reasoning that the globalisation-democracy nexus is best understood when adopting a multi-dimensional perspective of both globalisation and the quality of democracy. Empirical research that scrutinises the relationship between globalisation and the quality of democracy limits itself, when too aggregated measures of both concepts are applied, or assume that all dimensions of globalisation and the quality of democracy go hand in hand. Therefore, I plead for more nuanced arguments and scrutinise the assumption that economic, social and political globalisation are associated with democratic freedom, equality, and control. To unravel the relationship, I apply extreme bounds analysis (EBA) and two step system generalized method of moments (GMM) using panel data covering 57 democracies from 1970-1991 and 115 young and old democracies from 1991-2017. Furthermore, I look at the Cold War and post-Cold War periods separately, given the different international system's power structures during both periods. The main findings of this thesis allow for the conclusion that: i) the binary positions of pro-globalists and anti-globalists are rather misleading, once we assume the multidimensionality of globalisation and the quality of democracy. The literature gains a lot by looking at different dimensions of globalisation and the quality of democracy separately ii) the distinction between the Cold War and post-Cold War periods makes sense in various estimations, and iii) while young and old democracies have in some aspects differing effects of globalisation on the quality of democracy, both categories seem to face common challenges or benefit equally with regard to other aspects.
Título em português
A globalização afeta a qualidade da democracia? Uma proposta para respostas mais sutis
Palavras-chave em português
Dados de seção transversal de séries temporais
Globalização
Multidimensionalidade
Qualidade da democracia
Resumo em português
Como a globalização afeta a qualidade da democracia? O debate sobre globalização e democracia é dominado principalmente por pró-globalistas e anti-globalistas. Nesta tese, inovei argumentando que o nexo globalização-democracia é melhor compreendido ao adotar uma perspectiva multidimensional da globalização e da qualidade da democracia. A pesquisa empírica que examina a relação entre globalização e qualidade da democracia se limita quando medidas muito agregadas de ambos os conceitos são aplicadas, ou pressupõe que todas as dimensões da globalização e da qualidade da democracia andam de mãos dadas. Portanto, apelo a argumentos mais sutis e examino a suposição de que a globalização econômica, social e política está associada à liberdade democrática, à igualdade e ao controle. Para desvendar o relacionamento, aplico a análise de limites extremos (EBA) e o método de momentos generalizados do sistema em duas etapas (GMM) usando dados em painel que cobrem 57 democracias de 1970-1991 e 115 jovens e velhas democracias de 1991-2017. Além disso, observo os períodos da Guerra Fria e do pós-Guerra Fria separadamente, dadas as diferentes estruturas de poder do sistema internacional durante os dois períodos. As principais conclusões desta tese permitem concluir que: i) as posições binárias de pró-globalistas e anti-globalistas são bastante enganosas, uma vez que assumimos a multidimensionalidade da globalização e a qualidade da democracia. A literatura ganha muito olhando as diferentes dimensões da globalização e a qualidade da democracia separadamente. ii) a distinção entre os períodos da Guerra Fria e do pós-Guerra Fria faz sentido em várias estimativas; e iii) embora jovens e velhas democracias tenham, em alguns aspectos, efeitos diferentes da globalização sobre a qualidade da democracia, ambas as categorias parecem enfrentar desafios comuns ou se beneficiam igualmente em relação a outros aspectos.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Liberação
2022-09-30
Data de Publicação
2020-12-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.