• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.101.2020.tde-23102020-114258
Documento
Autor
Nome completo
Jonatas Torresan Marcelino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Carneiro, Leandro Piquet (Presidente)
Almeida, Maria Herminia Brandao Tavares de
Mignozzetti, Umberto Guarnier
Stuenkel, Jan Oliver Della Costa
Título em português
Opinião pública, política externa e redes sociais no Brasil
Palavras-chave em português
Brasil
Facebook
Opinião pública
Política externa
Redes sociais
Resumo em português
A tese Opinião Pública, Política Externa e Redes Sociais no Brasil tem o objetivo de discutir as dinâmicas da opinião pública e da política externa a partir da difusão da internet e das redes sociais no País. O primeiro capítulo aborda as mudanças ocorridas no marco cronológico de 2010 a 2020 e a evolução de posicionamentos do público nas surveys de As Américas e O Mundo (2010, 2014, 2018). O segundo capítulo apresenta uma pesquisa exploratória, cujo objetivo é a discussão de quais são os principais atalhos cognitivos utilizados pela opinião pública brasileira para se conectar a política internacional no Facebook. A investigação tem como base de dados redes de páginas do Facebook organizadas em grafos. Foram construídas 59 redes bilaterais entre o Brasil e países dos cinco continentes. A questão de pesquisa é: Quais são os clusters mais importantes nas redes bilaterais do Brasil com cada um dos 59 países selecionados? A Hipótese é que os clusters de Governo/Política e de Mídias não são os principais atalhos cognitivos, como o foram no Século XX. O terceiro capítulo analisará a visão da opinião pública brasileira a respeito de dez países na survey As Américas e O Mundo em perspectiva comparada com dez redes bilaterais no Facebook. As questões de pesquisa são: Q2) O uso do Facebook pelos respondentes gera alterações significativas nas percepções a respeito dos dez países em questão? Q3) A opinião positiva acerca de um país está correlacionada ao tamanho de sua rede bilateral?; Q4) A opinião negativa acerca de um país está correlacionada ao tamanho de sua rede bilateral? As hipóteses são: H2) O uso do Facebook altera positivamente as percepções de Amizade, Sociedade, Rivalidade e Ameaça dos respondentes a respeito dos dez países pesquisados; H3) Quanto mais positiva é a opinião a respeito de um país, mais volumosa (nós) e conectada (arestas) tende a ser a sua rede bilateral; H4) Quanto mais negativa a opinião a respeito de um país, menos volumosa (nós) e conectada (arestas) tende a ser a sua rede bilateral.
Título em inglês
Public opinion, foreign policy and social networks in Brazil
Palavras-chave em inglês
Brazil
Facebook
Foreign policy
Public opinion
Social networks
Resumo em inglês
The thesis Public Opinion, Foreign Policy and Social Networks in Brazil aims to discuss the dynamics between public opinion and foreign policy in the midst of internet and social network diffusion in Brazil. The first chapter discusses the changes in Brazilian public opinion from 2010 to 2020 based on the survey The Americas and The World, conducted in Brazil by the University of São Paulo in 2010, 2014 and 2018. The second chapter presents an exploratory research that investigates which are the main cognitive shortcuts accessed by the Brazilians on Facebook to connect to international politics and related topics. The research is based on 59 bilateral networks organized in graphs. Data from Facebook was extracted using the Netvizz app. The Facebook pages are related to foreign policy, public diplomacy, culture and other subjects, from Brazil and 59 selected countries. The first research question is: "Q1) Which are the most important clusters on the 59 bilateral networks?" The hypothesis is: "H1) The Governmental/Politics and Media clusters are not the main cognitive shortcuts on foreign policy, as they were in the 20th century". The third chapter aims to analyze Brazilian public opinion of ten countries in comparison to bilateral network pages on Facebook. The database of the public opinion survey comes from The Americas and the World. Both data sets are from 2018. The networks were also built with a bilateral strategy, containing pages from Brazil and each one of these ten countries: Argentina, China, Cuba, India, Japan, Mexico, Russia, South Africa, the United States and Venezuela. The selected question from the survey was "How would you describe Brazil's relationship with the following countries: Friendship, Society, Rivalry or Threat?" The research questions are "Q2) Being a Facebook user changes the perception of each one of the ten countries?" "Q3) Does a positive opinion about a country correlate to the size of its bilateral network?", and "Q4) Does a negative opinion of another country correlate to the size of its bilateral network?" The hypotheses are "H2) Being a Facebook user positively influences the Brazilians' opinions on Friendship, Society and Rivalry of each one of the ten countries" "H3) The more positive an opinion of another country, the larger and more connected the bilateral network will be," and "H4) The more negative an opinion of another country, the smaller and less connected the bilateral network will be."
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-12-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.