• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.100.2020.tde-25092020-100529
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Nancy Medeiros dos Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Caroline Ribeiro de Borja (Presidente)
Dati, Livia Mendonça Munhóz
Gutierrez, Beatriz Aparecida Ozello
Silva, Thais Bento Lima da
Título em português
Influência da carga anticolinérgica sobre a adesão ao tratamento farmacológico prescrito e a cognição de idosos saudáveis
Palavras-chave em português
Adesão à medicação
Automedicação
Promoção da saúde
Saúde do idoso
Uso de medicamentos
Resumo em português
Introdução: As doenças comuns na velhice induzem ao uso de tratamentos farmacológicos, cujo sucesso depende da adesão do paciente. O uso concomitante de fármacos com propriedades anticolinérgicas por um mesmo indivíduo, situação comum em idosos, pode produzir toxicidade anticolinérgica cumulativa e aumentar o risco de reações adversas cognitivas. Objetivos: Investigar a influência da carga anticolinérgica sobre a adesão ao tratamento farmacológico prescrito e a cognição de idosos saudáveis. Métodos: Neste estudo observacional, transversal, descritivo e analítico, com 151 idosos da Universidade Aberta da Terceira Idade (UATI), foram coletados dados sociodemográficos, grau de adesão (Escala de Morisky), estado cognitivo (Mini Exame do Estado Mental, MEEM) e carga anticolinérgica cognitiva (ACB, associada a declínio cognitivo adverso ao tratamento farmacológico), estimada com base nos medicamentos em uso (Escala ACB). Para estimar a associação entre variáveis, utilizou-se testes de correlação (Spearman ou Person, conforme a distribuição dos dados), e qui-quadrado de Pearson ou exato de Fisher. Resultados: A maioria era do sexo feminino (72,2%), casada (38,1%), possuía 70 anos ou mais (54,7%) e ensino médio (41,7%), utilizava medicamentos prescritos (87,4%), apresentou grau de adesão moderado (39,7%; 6 a 7 pontos na Escala de Morisky) ao tratamento prescrito, o qual, na maioria, não exibia atividade anticolinérgica (ACB = 0 pontos em 56,2% dos participantes). Dos 151 participantes, 36,4% informaram praticar automedicação, a qual exibia atividade anticolinérgica severa (ACB 3 pontos em 63,6% dos que se automedicavam). Houve correlação significativa (p < 0,05) positiva entre adesão e idade (r = 0,2034; p = 0,0202), negativa entre adesão e ACB advinda da automedicação (r = -0,1748; p = 0,0457), e negativa entre cognição e ACB da automedicação (r = -0,2968; p = 0,0038). Conclusões: Observa-se que, quanto maior a idade, maior a adesão, porém, quanto mais alta a ACB advinda da automedicação, pior a cognição e menos aderente ao tratamento farmacológico prescrito
Título em inglês
Influence of anticholinergic burden on adherence to prescribed pharmacological treatment and cognition of healthy elderly
Palavras-chave em inglês
Drug utilization
Health of the elderly
Health promotion
Medication adherence
Self medication
Resumo em inglês
Introduction: Common diseases in the elderly population increase the need of pharmacological treatments, and the success of pharmacotherapy depends on adherence. Concomitant use of drugs with anticholinergic properties by the same individual, which is common in the elderly, may produce cumulative anticholinergic toxicity and increase the risk of cognitive adverse reactions. Objectives: To investigate the influence of anticholinergic burden on adherence to prescribed pharmacological treatment and cognition of healthy elderly. Methods: In this observational, cross-sectional, descriptive and analytical study of 151 elderly of University of the Third Age (UATI), sociodemographic data, degree of adherence (Morisky Scale), cognitive status (Mini Mental State Examination, MMSE) and Anticholinergic Cognitive Burden (ACB) associated with cognitive decline were collected. adverse effect to pharmacological treatment), estimated based on the medications in use (ACB Scale). To estimate the association between variables, correlation tests (Spearman or Pearson, according to data distribution), and Pearson's chi-square or Fisher's exact test were used. Results: Most were female (72.2%), married (38.1%), 70 years old or older (54.7%) and high school (41.7%), using prescription drugs (87, 4%) presented moderate adherence (39.7%; 6 to 7 points on the Morisky Scale) to the prescribed treatment, which, in the majority, did not exhibit anticholinergic activity (ACB = 0 points in 56.2% of the participants).Of the 151 participants, 36.4% reported practicing self-medication, which exhibited severe anticholinergic activity (ACB 3 points in 63.6% of self-medication). There was a significant (p <0.05) positive correlation between adherence and age (r = 0.2034; p = 0.0202), negative correlation between adherence and ACB due to self-medication (r = -0.1748; p = 0.0457), and negative between cognition and self-medication ACB (r = -0.2968; p = 0.0038). Conclusions: It is observed that, he higher the age, the greater the adherence, but the higher the ACB due to self-medication, the worse the cognition and the less adherence the prescribed pharmacological treatment
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ADRIANANANCY.pdf (1.54 Mbytes)
Data de Publicação
2021-06-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.