• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.100.2022.tde-23062022-212729
Documento
Autor
Nome completo
Karen Pereira Bisconcini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2022
Orientador
Banca examinadora
Gutierrez, Beatriz Aparecida Ozello (Presidente)
Caldas, José Manuel Peixoto
Falcão, Deusivania Vieira da Silva
Kovacs, Maria Julia
Título em português
Envelhecendo com doença crônica: experiência de idosos em cuidados paliativos
Palavras-chave em português
Cuidados Paliativos
Doença Crônica
Envelhecimento
Idoso
Psicanálise
Resumo em português
O envelhecimento da população tem sido observado como um fenômeno mundial e aumentado exponencialmente ao longo dos últimos anos, o que tem gerado novas demandas e necessidades de atuação. Um dos cenários que pode ser observado é o envelhecimento de pessoas que não se enquadram no que é tido como possibilidade de um envelhecimento ativo e saudável, pois com o aumento da expectativa de vida, também se encontra a população idosa que é acometida por doenças crônicas. A oferta de cuidado às pessoas com doenças crônicas e ameaçadoras da vida é o foco da abordagem e filosofia dos Cuidados Paliativos, que objetiva a melhoria da qualidade de vida dos pacientes e seus familiares, através de um enfoque multidisciplinar. Diante da percepção de que essa população necessita de assistência personalizada e de espaços de cuidado que levem em consideração a particularidade do seu envelhecimento, esta pesquisa teve como objetivo principal compreender a partir das narrativas de idosos a experiência singular de serem acometidos por doenças crônicas ao longo do envelhecimento. Os objetivos específicos foram: conhecer os significados atribuídos pelo idoso à experiência do envelhecer; identificar os sentimentos que surgem nas narrativas dos idosos sobre seu processo de adoecimento. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa, exploratória, com amostra intencional. Foram entrevistados 9 idosos que foram acometidos por doenças crônicas. A quantidade de entrevistados foi definida a partir do critério de saturação em pesquisa qualitativa em saúde. A pesquisa foi realizada no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. O método utilizado na pesquisa foi o clínico-qualitativo (Turato, 2013). Os resultados obtidos foram categorizados a partir da análise de conteúdo de Bardin (1977) e geraram as seguintes categorias: Concepções e sentimentos da chegada na velhice, que demonstra a maneira como os entrevistados percebem sua chegada na velhice, sempre ligada a um evento marcador externo, já que não há algo universal que consiga representar esse momento; Perdas significativas e suas repercussões multidimensionais, que destaca as queixas trazidas pelos entrevistados em relação a maneira como perceberam perdas relacionadas à velhice e a doença; Contato com a finitude e olhar para a morte, que destaca a maneira como os idosos consideram a proximidade da morte e sua influência na fase que vivem; Vivenciando o luto em meio ao adoecimento e à velhice, relacionada ao enfrentamento dos entrevistados diante do que os acometeu e que recursos de enfrentamento têm utilizado. As categorias foram não apriorísticas e advindas a partir da análise à luz do referencial teórico psicanalítico freudiano. Os idosos entrevistados pareceram se beneficiar do espaço para escuta de suas experiências, consideraram questões a respeito dos seus sentimentos e forma de olhar para sua vivência da velhice e do adoecimento. Considera-se essencial que os idosos em cuidados paliativos possam receber suporte em todas as dimensões de seus sofrimentos, para que possam conviver com seu adoecimento em suas singularidades e ter sua autonomia, biografia e narrativa respeitadas
Título em inglês
Aging with chronic illness: experience of elderly people in palliative care
Palavras-chave em inglês
Aged
Aging
Chronic Disease
Palliative Care
Psychoanalysis
Resumo em inglês
The aging of the population has been observed as a worldwide phenomenon and has increased exponentially over the last few years, which has generated new demands and needs for action. One of the scenarios that can be observed is the aging of people who do not fit into what is seen as a possibility of active and healthy aging, because with the increase in life expectancy, there is also the elderly population that is affected by chronic diseases. The provision of care to people with chronic and life-threatening diseases is the focus of the Palliative Care approach and philosophy, which aims to improve the quality of life of patients and their families, through a multidisciplinary approach. Faced with the perception that this population needs personalized assistance and spaces of care that take into account the particularity of their aging, this research had as main objective to understand, from the narratives of the elderly, the unique experience of being affected by chronic diseases over the long term. of aging. The specific objectives were: to know the meanings attributed by the elderly to the experience of aging; to identify the feelings that arise in the narratives of the elderly about their illness process. It was a qualitative, exploratory research, with an intentional sample. Nine elderly people who were affected by chronic diseases were interviewed. The number of respondents was defined based on the saturation criterion in qualitative health research. The research was carried out at the University Hospital of the University of São Paulo. The method used in the research was clinical-qualitative (Turato, 2013). The results obtained were categorized based on Bardin's content analysis (1977) and generated the following categories: Conceptions and feelings of reaching old age, which demonstrates the way the interviewees perceive their arrival in old age, always linked to an external marker event , since there is no universal thing that can represent this moment; Significant losses and their multidimensional repercussions, which highlights the complaints brought by the interviewees in relation to the way they perceived losses related to old age and illness; Contact with finitude and looking at death, which highlights the way the elderly consider the proximity of death and its influence on the stage they live; Experiencing grief in the midst of illness and old age, related to the interviewees' coping with what has affected them and what coping resources they have used. The categories were non-aprioristic and derived from the analysis in the light of the Freudian psychoanalytic theoretical framework. The elderly interviewed seemed to benefit from the space to listen to their experiences, considered questions about their feelings and the way of looking at their experience of old age and illness. It is considered essential that the elderly in palliative care can receive support in all dimensions of their suffering, so that they can live with their illness in their singularities and have their autonomy, biography and narrative respected
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-07-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.