• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.100.2020.tde-18122019-183019
Documento
Autor
Nome completo
Suélen Gomes dos Santos Marques
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Pontes Junior, Francisco Luciano (Presidente)
Gama, Eliane Florencio
Garay Malpartida, Humberto Miguel
Pardi, Linda Massako Ueno
Título em português
Determinação do somatotipo e do nível de atividade física em idosos frágeis
Palavras-chave em português
Atividade física
Fragilidade
Idoso
Somatotipo
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A Fragilidade é um processo sistêmico que afeta múltiplos sistemas orgânicos, gerando um fenótipo de fraqueza, fadiga, redução das reservas fisiológicas, diminuição da tolerância ao stress, e aumento do risco de hospitalização e morbimortalidade. As intervenções com o objetivo de gerenciar as consequências adversas da fragilidade se concentram na minimização do risco de incapacidade e dependência ou no tratamento de condições pré-existentes. Nesse sentido, a atividade física pode ser uma estratégia eficaz para a prevenção e o tratamento da fragilidade e a determinação do somatotipo pode ser um referencial importante para o estudo da fragilidade, pois é uma medida de baixo custo, não invasiva e de fácil aplicação. OBJETIVO: Desta forma, foi objetivo determinar o somatotipo, o gasto calórico e o nível de atividade física em idosos frágeis. MÉTODO: A amostra foi composta de 72 idosos de ambos os sexos, com 60 anos ou mais (x = 74,42; DP= 10,63). Os participantes foram divididos em dois grupos: idosos frágeis (IF=33) e idosos não frágeis (INF= 39). A fragilidade foi determinada de acordo com o instrumento Tilburg Fraialty Indicator-TFI, o somatotipo foi obtido usando o método de Heath e Carter e atividade física pelo questionário internacional de atividade física (IPAQ/versão curta). As análises comparativas entre os grupos foram realizadas por meio do Teste t de Student para amostras independentes, associado ao tamanho de efeito. A testagem da homogeneidade da amostra foi realizada através do Teste de Levene. Para a determinação do gasto calórico foi utilizado o teste de Mann-Whitney e o método Stepwise com método Lambda de Wilks, como critério de inclusão e exclusão da variável, adotou-se a probabilidade de (0,05). RESULTADOS: A análise do somatotipo demonstrou que houve predominância de endomorfia (IF= 6,54 ± 1,65 vs INF= 6,12 ± 2,07 p 0,350) seguido mesomorfia (IF= 3,44 ± 1,62 vs INF= 3,15 ± 2,19 p 0,531) e ectomorfia (IF= 0,82 ± 0,99 vs INF= 0,95 ± 0,86 p 0,163), mas não foram observadas diferenças significativas entre os grupos. Quanto ao nível de atividade 28 (84,7%) IF foram classificados como sedentários e insuficientemente ativos A e B, e 21 (53,8%) INF foram classificados como ativos e muito ativos. Essa diferença no nível de atividade física explica o maior gasto calórico total encontrado em idosos não frágeis (mediana 1.087,43; IAQ= 3.954,30) quando comparado com idosos frágeis (mediana= 0,0; IAQ= 462,64) (p=0,001). CONCLUSÃO: A predominância da endomorfia, ou seja, maior quantidade de gordura corporal e um menor gasto calórico observado nos IF pode interferir nas atividades de vida diária, capacidade funcional, vida independente e presença de doenças crônicas
Título em inglês
Somatotype and physical activity level determination in frail elderly
Palavras-chave em inglês
Elderly
Frailty
Physical activity
Somatotype
Resumo em inglês
INTRODUCTION: the fragility it's a systemic process that affects multiples organic systems, generating a phenotype of weakness, fatigue, reduction of physiological reserves, decreased of stress tolerance, and increased risk of hospitalization, morbidity and mortality. Interventions aimed at managing the adverse consequences of frailty, focus on minimizing the risk of disability and dependency or treating pre-existing conditions. In this sense, physical activity can be an effective strategy for the prevention and treatment of frailty and somatotype determination can be an important reference for the study of frailty, because it is a low cost, non-invasive and easy to apply measure. OBJECTIVE: This way, it was aimed to determine the somatotype, the caloric expenditure and the level of physical activity frail elderly. METHOD: The sample consisted of 72 elderly men and women, aged 60 years or older (x = 74.42; SD = 10.63). Participants were divided into two groups: frail elderly (IF = 33) and non- frail elderly (INF = 39). The frailty was determined according to the Tilburg Fraialty Indicator-TFI instrument, the somatotype was obtained using the Heath and Carter method and physical activity by the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ / short version). Comparative analyzes between groups were performed by Student's t-test for independent samples, associated with the effect size. Testing of sample homogeneity was performed using the Levene Test. For the determination of caloric expenditure, the Mann- Whitney test was used and the Stepwise method with Wilks Lambda method, as the inclusion and exclusion criterion of the variable, the probability of (0.05) was adopted. RESULTS: Somatotype analysis showed a predominance of endomorphy (IF = 6.54 ± 1.65 vs INF = 6.12 ± 2.07 p 0.350) followed by mesomorphy (IF = 3.44 ± 1.62 vs INF = 3.15 ± 2.19 p 0.531) and ectomorphy (IF = 0.82 ± 0.99 vs INF = 0.95 ± 0.86 p 0.163), but no significant differences were observed between the groups. Regarding activity level 28 (84.7%) IF were classified as sedentary and insufficiently active A and B, and 21 (53.8%) INF were classified as active and very active. This difference in physical activity level explains the higher total caloric expenditure found in non-frail elderly (median 1, 087.43; IAQ = 3, 954.30) when compared to frail elderly (median = 0.0; IAQ = 462.64) (p=0,001). CONCLUSION: The predominance of endomorphy, that is, higher body fat and lower caloric expenditure observed in FI can interfere with activities of daily living, functional capacity, independent living and the presence of chronic diseases
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
sucorrigida.pdf (2.14 Mbytes)
Data de Publicação
2020-02-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.