• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.100.2021.tde-20082021-204501
Documento
Autor
Nome completo
Pedro de Alvarenga Macedo Fernandes
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Christopoulos, Tania Pereira (Presidente)
Dias, Sylmara Lopes Francelino Gonçalves
Jayo, Martin
Wilner, Adriana
Título em português
Lógicas da mobilidade urbana: uma análise do discurso da grande mídia sobre a implantação de ciclovias em São Paulo.
Palavras-chave em português
Ciclovias
Direito à cidade
Mobilidade urbana
Neoliberalismo
Resumo em português
A cidade de São Paulo teve seu crescimento historicamente influenciado por interesses econômicos. As consequências desse modelo de desenvolvimento urbano são sentidas em diferentes aspectos urbanísticos e sociais da cidade, inclusive no âmbito da mobilidade urbana. Este trabalho se debruça sobre o processo de implantação de ciclovias em São Paulo pela gestão do prefeito Fernando Haddad com o objetivo de analisar a lógica institucional embutida no discurso da grande mídia acerca do tema, e colaborando para a compreensão do paradigma urbano neoliberal, seus alicerces de sustentação e os desafios explicitados em sua mudança. Orientada através da lente teórica das lógicas institucionais e pelas perspectivas marxistas da análise do discurso de tradição francesa e do direito à cidade, a pesquisa destaca cinco momentos importantes no processo de implantação das ciclovias em São Paulo, distribuídos cronologicamente no período de 2014 a 2019 e apresentados pelos dois jornais locais de maior circulação. Os resultados evidenciam nesses cinco momentos: o carro como símbolo da lógica neoliberal, a recuperação da ordem institucional do Estado e o desencadeamento de crise no campo, a resistência como evidência de posicionamento da grande mídia no campo, a tentativa neoliberal de reversão da lógica do direito à cidade, e, por fim, a abordagem das ciclovias como símbolo da lógica de direito à cidade e a apropriação neoliberal. A análise indica a existência de uma lógica neoliberal incorporada ao discurso dos grandes veículos de informação, evidenciada pela resistência à expansão da malha cicloviária em prol da manutenção do espaço do carro, a oposição a atores e grupos sociais historicamente negligenciados no processo de desenvolvimento urbano e o alinhamento do discurso a governos sucessores de Haddad, orientados pelos interesses de mercado. O trabalho oferece uma importante contribuição para uma observação mais aprofundada sobre problemas urbanos que são sustentados ou reforçados a partir de lógicas institucionais dominantes reproduzidas pela grande mídia e que representam um desafio à consolidação de políticas públicas de sustentabilidade.
Título em inglês
Logics of urban mobility: an analysis of the discourse of the mainstream media about the implementation of bicycle paths in São Paulo
Palavras-chave em inglês
Bicycle paths
Neoliberalism
Right to the city
Urban mobility
Resumo em inglês
The city of São Paulo had its growth historically influenced by economic interests. The consequences of this model of urban development are felt in different urban and social aspects of the city, including in the context of urban mobility. This work focuses on the process of implanting bicycle paths in São Paulo under the administration of mayor Fernando Haddad with the objective of analyzing the institutional logic embedded in the discourse of mainstream media about the topic, and collaborating to understand the neoliberal urban paradigm, its foundations of support and challenges explained in its change. Oriented through the theoretical lens of institutional logics and marxist perspectives of the analysis of the discourse of french tradition and the right to the city, the research investigates five important moments in the process of implantation of bicycle paths in São Paulo, distributed chronologically in the period from 2014 to 2019 and described by two local newspapers of greater circulation. The results show these five moments: the car as a symbol of neoliberal logic, the recovery of the institutional order of the State triggering a crisis in the field, resistance as an indication of the position of the mainstream media in the field, a neoliberal attempt to reverse the logic of the right to city, and, finally, an approach to bicycle paths as a symbol of the logic of the right to the city and neoliberal appropriation. The analysis indicates the existence of a neoliberal logic incorporated into the discourse of the great vehicles of information, evidenced by the resistance to the expansion of the bicycle paths in favor of the maintenance of the space of the car, the opposition to actors and social groups historically neglected in the urban development process and the alignment of the discourse of Haddads successor governments, guided by market interests. The work offers an important contribution to a more in-depth observation of urban problems that are sustained or reinforced based on dominant institutional logics reproduced by the mainstream media and which represent a challenge to the consolidation of public sustainability policies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-05-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.