• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.100.2020.tde-29012020-181802
Documento
Autor
Nome completo
Felipe Corrêa Guaré
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Machado, Jorge Alberto Silva (Presidente)
Cazetta, Valéria
Iglecias, Wagner Tadeu
Vieira, Miguel Said
Título em português
Humor e conservadorismo: análise de memes durante o Impeachment de Dilma Rousseff
Palavras-chave em português
Conservadorismo
Humor
Impeachment de Dilma Rousseff
Memes
Redes sociais
Resumo em português
O principal objetivo deste trabalho é identificar as principais matrizes discursivas encontradas em memes conservadores coletados no Facebook durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff, contendo a imagem da ex-presidente. Para tanto, faz-se primeiramente um breve levantamento histórico do conservadorismo brasileiro no período final da Ditadura Militar, passando pelo processo de redemocratização até o ano de 2013. Em seguida é debatido as origens do pensamento conservador, suas premissas mais basilares, seus afetos e aversões, sendo a característica mais preponderante deste a normalização da desigualdade. A manifestação desta ideologia por indivíduos na internet é, em seguida, analisada. Outrora uma ferramenta de visibilidade de minorias antes silenciadas, as redes sociais (acompanhando a tendência iniciada em fóruns e ImageBoards) se tornaram gradativamente um domínio conservador. Esta mudança gradual nos costumes provavelmente se deu por conta de uma batalha de ideias conflitantes, em disputa por nossa atenção e procurando promover sua replicação entre indivíduos. Este processo, denominado teoria memética, busca explicar este conflito de ideias em franca disputa por nossa atenção através de analogias biológicas. É proposto que, uma das maneiras que um meme pode aumentar as suas chances de replicação é através do humor. Em seguida, são apresentadas as diferentes formas que o humor toma em um contexto social: suas funções aglutinadoras, que servem como um sinal honesto de que membros de um mesmo grupo possuem ideologias em comum, sua função anti-dominação, que sugere o riso como uma arma do cidadão médio, protegido pelo anonimato da multidão que ri em conjunto de uma figura eminente, dentre outras. Por fim, será realizada a análise imagético-textual de todo o material coletado, levando em consideração o contexto de cada período analisado e procurando características que podem sugerir um meme com maior potencial replicador. Esta coleta se deu de forma manual em grupos conservadores do Facebook, durante os meses mais importantes no processo de Impeachment de Dilma Rousseff. Os memes coletados foram separados entre humorísticos e não-humorísticos, e seus dados (número de compartilhamentos) e características textuais e imagéticas foram analisados. Desta forma é possível verificar como grupos conservadores procuraram retratar (e denegrir) Dilma Rousseff, como utilizaram o humor no processo e se o humor foi uma característica importante na replicação de memes
Título em inglês
Humour and Conservatism: analysis of memes during the Impeachment of Dilma Rousseff
Palavras-chave em inglês
Conservatism
Dilma Rousseff's impeachment
Humour
Memes
Social media
Resumo em inglês
This thesis main goal is to identify the primary discourse matrix found in conservative memes found on Facebook during Dilma Rousseffs impeachment process, containing the ex-presidents image. Therefore, a brief historical survey about Brazilian conservatism in the period of the Military Dictatorship was needed, going through the re-democratization process until the year of 2013. Then, the origins of the conservative thought is debated, its more basic assumptions, its affections and its aversions, being the most preponderant its normalization of inequality. The manifestation of this ideology by individuals on the internet is then analysed. Once a tool of visibility to silenced minorities, the social media (following trends that started in forums and ImageBoards) have gradually become a conservative domain. This incremental change in morals probably happened via a battle of conflicting ideas, quarrelling by our attention and looking forward promoting their replication between individuals. This process is called Memetics and its aim is to explain this conflict of ideas in direct dispute for our attention through biological analogies. It is proposed that one way of a meme has to increase its chances to replicate itself is by the process of humour. Following that, are presented the different means that the humour can take in a given social context: its binder functions, that serves as an honest signal to members of a give group that they all share ideologies in common, its anti-domination function that suggests that laughter is the average citzens weapon against a prominent target, while being secure in the anonymity of the crowd that laughs in collusion, among other theories. Lastly, a textual and imagetic analysis of all collected material is performed, taking in consideration each periods context while looking for characteristics that may suggest a meme with a better replication potential. This data gathering was performed manually in Facebook conservative pages, during the most important months in Dilma Rousseffs impeachment process. The gathered memes were separated between humour and not-humour, and its data (number of shares), textual and imagetic characteristics were then analysed. In this way it is possible to verify how conservative groups aim to portray (and vilify) Dilma Rousseff, how they utilize humour in this process and if humour is a major characteristic in meme replication
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-02-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.