• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.100.2022.tde-14032022-201401
Documento
Autor
Nombre completo
Nathália Bonilha Borzilo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2022
Director
Tribunal
Velardi, Marilia (Presidente)
Christov, Luiza Helena da Silva
Cortés, Ana María Harcha
Título en portugués
Mulheres em criação: de tudo aquilo que fizemos juntas
Palabras clave en portugués
Autoetnografia
Feminismos
Investigação baseada nas artes
Pedagogias teatrais
Processos de criação
Resumen en portugués
O que sabemos sobre as mulheres de nossas famílias? Mãe, tias, avós, bisavós? Onde elas nasceram, como viveram, o que fizeram em suas trajetórias de vida? O que aprendemos com as histórias das mulheres que nos antecederam e pariram?. Em abril de 2019, eu, Nathália Bonilha, convidei um grupo de atrizes-pesquisadoras para iniciar uma jornada de investigação artístico-pedagógica junto às mulheres de suas respectivas famílias sanguíneas. Eu escolhi Teresinha de Toledo Bonilha, minha avó materna, parceira com quem passei a ter uma série de encontros que motivaram a criação artística-acadêmica desta investigação, desenvolvida ao lado das outras mulheres. De natureza radicalmente qualitativa, amparada pelo entrelaçamento metodológico da autoetnografia, das investigações baseadas nas artes e dos estudos feministas, esta pesquisa se desenhou ao passo dos meus pés, numa situação de trânsito entre a universidade e a vida comum. Portanto, das minhas andanças entre pessoas, autoras e fazeres artístico-pedagógicos, nasceu esta escrita. De natureza autoetnográfica, a trajetória aqui desenhada partiu de memórias e experiências pessoais, em direção às compreensões culturais sobre o que as narrativas de nossas antepassadas revelam através de seus corpos-experiências de mulheres, mães, avós, tias. Olhando com as lentes feministas, busquei traçar considerações sobre as construções de gênero que herdamos pelas estruturas familiares da sociedade capitalista e patriarcal em que fomos criadas. Para isso, eu percorri três campos de estudo, entrelaçando aspectos pedagógicos e artísticos: (1) encontros com as atrizes-pesquisadoras, que resultaram na organização metodológica de 15 provocações criativas, chegando à criação da dramaturgia De tudo aquilo que fizemos juntas; (2) encontros com Teresinha, nos quais desdobrei as provocações lançadas ao grupo de atrizes, resultando na criação do solo artístico Encontros comigo mesma, ou Em busca da pessoa útil que há mim; (3) encontros comigo mesma, nos quais, em diálogo com as autoras feministas, fui construindo interpretações da realidade e elaborando, entre teoria e prática, o pensar e o fazer metodológico desta investigação. Provocada pelas memórias das mulheres que estiveram comigo, o presente texto deseja refletir o que eu aprendi na experiência viva de encontrá-las, assumindo-se que a trajetória da pesquisa não partiu de conceitos, mas de pessoas: pessoas que carregam histórias e relações com a pesquisadora. Portanto, os capítulos que compõem a dissertação trazem em seus títulos os respectivos nomes das mulheres que provocaram em mim a articulação criativa da investigação. Construindo a pesquisa no chão da casa de minha avó, penso: por que não compreender o espaço doméstico como local de produção de conhecimento, criação e resistência diária das mulheres frente às opressões de gênero naturalizadas nas histórias familiares? Como o patriarcado e o capitalismo se inscreveram historicamente nos nossos corpos e narrativas? Com o movimento das reflexões do íntimo para o social, do privado para o público, vislumbro ao final desta narrativa, a possibilidade de instaurar fazeres artístico-acadêmicos amparados nas epistemologias da vida comum
Título en inglés
Women in Creation: of everything weve done together
Palabras clave en inglés
Arts-Based Research
Autoethnography
Creation processes
Feminisms
Theatrical pedagogies
Resumen en inglés
What do we know about the women in our families? Mother, aunts, grandparents, great-grandparents? Where were they born, how did they live, what did they do in their life trajectories? What do we learn from the stories of women who preceded us and gave birth?. In April 2019, I, Nathália Bonilha, invited a group of research-actresses to start a journey of artistic-pedagogical investigation with the women of their respective blood families. I chose Teresinha de Toledo Bonilha, my maternal grandmother, a partner with whom I started to have a series of meetings that motivated the artistic-academic creation of this investigation, developed alongside other women. Of a radically qualitative nature, supported by the methodological intertwining of autoethnography, investigations based on the arts and feminist studies, this research was designed at the pace of my feet, in a situation of transit between university and common life. Therefore, from my wanderings among people, authors and artistic-pedagogical activities, this writing was born. Autoethnographic in nature, the trajectory drawn here started from personal memories and experiences, towards cultural understandings of what the narratives of our ancestors reveal through their bodies-experiences of women, mothers, grandmothers, aunts. Looking through a feminist lens, I sought to outline considerations about the constructions of gender that we inherited through the family structures of the capitalist and patriarchal society in which we were created. For this, I covered three fields of study, interweaving pedagogical and artistic aspects: (1) meetings with the research-actresses, which resulted in the methodological organization of 15 creative provocations, reaching the creation of the dramaturgy Of everything we did together; (2) encounters with Teresinha, in which I unfolded the provocations launched to the group of actresses, resulting in the creation of the artistic solo Encontros me, or In search of the useful person there is me; (3) meetings with myself, in which, in dialogue with the feminist authors, I built interpretations of reality and elaborated, between theory and practice, the thinking and methodological practice of this investigation. Triggered by the memories of the women who were with me, this text wishes to reflect what I learned in the living experience of meeting them, assuming that the research trajectory started not from concepts, but from people: people who carry stories and relationships with the researcher. Therefore, the chapters that make up the dissertation have in their titles the names of the women who provoked in me the creative articulation of the investigation. Building the research on the floor of my grandmother's house, I think: why not understand the domestic space as a place for the production of knowledge, creation and daily resistance of women in face of gender oppression naturalized in family histories? How have patriarchy and capitalism been historically inscribed in our bodies and narratives? With the movement of reflections from the intimate to the social, from the private to the public, I glimpse at the end of this narrative, the possibility of establishing artistic-academic practices supported by the epistemologies of common life
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2022-05-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.