• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.10.2019.tde-26092019-145026
Documento
Autor
Nome completo
Cecilia Sartori Zarif Hudson
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Márcia de Oliveira Sampaio (Presidente)
Loureiro, Bruna Agy
Vasconcellos, Ricardo Souza
Título em português
Avaliação nutricional da fibra de mandioca em alimento extrusado para gatos
Palavras-chave em português
Ácido siálico
Digestibilidade
Felinos
Microbiota
Palatabilidade
Resumo em português
A indústria de alimento para cães e gatos busca por formulações que contenham ingredientes de boa qualidade e que atendam as demandas nutricionais dos animais. As fibras dietéticas são importantes componentes nos alimentos dos animais e podem promover a saúde intestinal por meio da modificação da microbiota e de seus metabólitos de acordo com a sua capacidade de fermentação. A fibra de mandioca (FM) é um ingrediente ainda pouco explorado pela indústria de alimentos extrusados para cães e gatos e informações sobre a inclusão dessa fibra, seus efeitos na digestibilidade dos nutrientes, microbiota intestinal e características fecais ainda são pouco elucidados. Esse estudo teve por objetivo avaliar os efeitos de diferentes níveis de inclusão da FM em alimento extrusado para gatos sobre a digestibilidade aparente dos nutrientes, palatabilidade, microbiota, pH, teor de amônia, ácido siálico e escore fecal. Seis alimentos extrusados foram produzidos compondo os tratamentos: dieta controle sem adição de fonte de fibra (CON); três dietas com inclusões crescentes de FM (4; 8 e 12% de matéria seca resultando em dietas com 5,5; 6,5 e 7,5% de fibra dietética total [FDT], respectivamente); dieta com 6% de polpa de beterraba (PO) e dieta com 4% de celulose (CEL). As quantidades da polpa de beterraba e celulose adicionados a dieta foram correspondentes para atingir a mesma quantidade de FDT da dieta com 12% de FM (aproximadamente 7,5% de FDT). O estudo foi conduzido em um delineamento em blocos casualizados no tempo, com três blocos de 12 animais cada e seis repetições por tratamento. Os resultados foram comparados pelo teste de Duncan a 5% de probabilidade e análise de regressão polinomial foi realizada para avaliar os efeitos de inclusão crescente da FM. Foi observado diferença entre os tratamentos para o coeficiente de digestibilidade para matéria orgânica (MO), fibra bruta (FB), extrativo não nitrogenado (ENN) e energia metabolizável (EM) (p<0,05). Não houve diferença das características fecais exceto para a MS fecal (p=0,02). A microbiota fecal diferiu entre as dietas onde observou-se maior abundância dos gêneros Bifidobacterium, Blautia e Peptoclostridium nos grupos FM 12%, PO e CON e menor gênero de Helicobacter em todos os grupos quando comparado ao CON. A FM de mandioca foi a última escolha no teste de palatabilidade. O estudo mostra que a inclusão de FM no alimento extrusado de gatos pode ser utilizado em até 12% na matéria seca como uma fonte de fibra sem que prejudique a digestibilidade dos nutrientes e as características fecais.
Título em inglês
Nutritional evaluation of cassava fiber in extruded diets for cats
Palavras-chave em inglês
Digestibility
Feline
Microbiota
Palatability
Sialic acid
Resumo em inglês
The dog and cat food industry searchs for formulations that contain good quality ingredients that meet the nutritional demands of the animals. Dietary fibers are important components in animal feed and can promote intestinal health by modifying the microbiota and its metabolites according to their fermentation capacity. Cassava fiber (CF) is an ingredient still little explored by dog and cat food industry and information on the inclusion of this fiber, its effects on nutrient digestibility, intestinal microbiota and fecal characteristics are still poorly understood. This study aimed to evaluate the effects of different levels of inclusion of CF in extruded cat food on apparent nutrient digestibility, palatability, microbiota, pH, ammonia content, sialic acid and fecal score. Six extruded foods were produced composing the treatments: control diet without added fiber source (CON); three diets with increasing CF inclusions (4, 8 and 12% dry matter [DM] - resulting in diets with 5.5, 6.5 and 7.5% total dietary fiber [TDF], respectively); diet with 6% beet pulp (BP) and diet with 4% cellulose (CEL). The amounts of beet pulp and cellulose added to the diet were matched to achieve the same amount of TDF as the 12% FM diet (approximately 7.5% TDF). The study was conducted in a randomized block design with three blocks of 12 animals each and six replications per treatment. Results were compared by the 5% probability Duncan test and polynomial regression analysis was performed to evaluate the effects of increasing inclusion of CF. Differences were observed between treatments for digestibility coefficient for organic matter (OM), crude fiber (CF), non-nitrogenous extractive (NNE) and metabolizable energy (ME) (p<0.05). There was no difference in fecal characteristics except for fecal DM (p=0.02). Faecal microbiota differed between diets where there was greater abundance of genera Bifidobacterium, Blautia and Peptoclostridium in CF 12%, BP and CON groups and smaller genus of Helicobacter in all groups when compared to CON. CF was the last choice in the palatability test. The study shows that the inclusion of CF in extruded cat food can be used up to 12% in DM as a fiber source without impairing nutrient digestibility and fecal characteristics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2020-09-30
Data de Publicação
2019-10-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.