• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2012.tde-26092012-163249
Documento
Autor
Nome completo
Daniela Ramos
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Reche Junior, Archivaldo (Presidente)
Guimarães, Marcelo Alcindo de Barros Vaz
Kogika, Marcia Mery
Mauro, Patricia Izar
Mills, Daniel
Título em inglês
Evaluation of medical, behavioural and physiological aspects of domestic cats (Felis catus) with inappropriate urination
Palavras-chave em inglês
Behaviour
Disease
Feline
Housesoiling
Stress
Resumo em inglês
Commonly reported refractoriness in feline cases of inappropriate urination, in spite of well established diagnosis schema and therapeutic regimens, emphasizes the need for reviewing traditional concepts and conducts. A case-control study with 18 "sprayer" and 23 "toileter" cats, and their respective controls from the same multi-cat households (3-9 cats), was performed to investigate the following aspects: disease, stress, personality, emotionality and social behaviour. A high prevalence of medical problems, including some alterations of the upper urinary tract, was equally found among "sprayers" and "toileters". Cystoscopy of female participant cats led to a probable diagnosis of interstitial cystitis in one "sprayer" and one "toileter". Unreliable values concerning plama bioamines restricted our understanding of the cats emotionality, but faecal glucocorticoid levels indicated that cats from spraying households ("sprayers" and their controls) were more aroused (probably more stressed) than cats from the toileting households. Cat owners were not consistent in their opinions with regard to personality but their more direct observations in respect to inter-cat relationships indicated that neither spraying nor toileting was associated with cats´ social behaviour or status. About recorded behaviours, no differences were seen between cases and "controls" from either of the groups. However, proportionally more time spent moving (as opposed to stationary) by cats from spraying houses might have reflected the higher arousal states of the former. Results reiterate the importance of medical check-ups in any case of inappropriate urination. Furthermore, they suggest spraying as a feline attempt to cope in highly stressful environments.
Título em português
Avaliação de aspectos médicos, comportamentais e fisiológicos em gatos domestics (Felis catus) com micção inapropriada
Palavras-chave em português
Comportamento
Doença
Eliminação inapropriada
Estresse
Felino
Resumo em português
Relatos comuns de refratariedade em casos de micção inapropriada em gatos, a despeito do esquema bem estabelecido de diagnóstico e regimes terapêuticos, enfatiza a necessidade de rever os conceitos tradicionais e condutas. Um estudo do tipo caso-controle com 18 gatos "sprayers" (manifestadores de marcação urinária) e 23 "toileters" (exibidores de micção fora da caixa sanitária), e seus respectivos controles oriundos das mesmas residências de mutiplos gatos (3-9 gatos), foi realizado para investigar os seguintes aspectos: doença, estresse, personalidade, emotividade, e comportamento social. A alta prevalência de problemas médicos, incluindo algumas alterações do trato urinário superior, foi igualmente encontrada entre os "sprayers" e "toileters". Cistoscopia realizada em fêmeas participantes da pesqusa levou ao provável diagnóstico de cistite intersticial em uma gata "sprayer" e uma "toileter". Valores não confiáveis de bioaminas plasmáticas restringiram nossa compreensão da emotividade dos gatos, mas os níveis de glicocorticóides fecais indicaram que os gatos das casas "spraying" ("sprayers" e seus controles), mostraram-se mais agitados (provavelmente mais estressados) do que os gatos das casas "toileting". Os proprietarios não se mostraram consistentes nas suas opiniões em relação à personalidade dos seus gatos, mas suas observações diretas a respeito das relações gato-gato indicaram que nem o "spraying" tampouco o "toileting" mostrou-se associado ao comportamento social e status do gato. Em relação aos comportamentos registrados em vídeo, não foram observadas diferenças entre "casos e "controles " em nenhum dos grupos. Entretanto, o maior tempo gasto movendo (proporcionalmente ao em estado estacionário) por gatos das casas "spraying" em comparação com aqueles das casas "toileting" pode ter refletido os estados mais elevados de excitação dos primeiros. Os resultados reiteram a importância dos "check-ups" médicos em qualquer caso de micção inapropriada. Além disso, sugere-se a marcação urinária como uma tentativa do felino para lidar em ambientes altamenteestressantes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DANIELA_RAMOS.pdf (8.16 Mbytes)
Data de Publicação
2013-05-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.