• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2001.tde-16042013-134432
Documento
Autor
Nome completo
Agnes Veridiana Mori
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Mendonça Júnior, Cássio Xavier de (Presidente)
Gioielli, Luiz Antonio
Lima, Felix Ribeiro de
Menten, José Fernando Machado
Prada, Flávio
Título em português
Utilização de óleo de peixe e linhaça na ração como fontes de ácidos graxos poliinsaturados ômega-3 em ovos de galinha
Palavras-chave em português
ácidos graxos ômega-3
linhaça
óleo de pescado
ovos
Resumo em português
Foram utilizadas 288 galinhas poedeiras Babcock, durante o periodo de 9 semanas, com o objetivo de se verificar o efeito de teores crescentes de linhaça, associados ou não ao óleo de peixe na ração, sobre o perfil de ácidos graxos do ovo. Paralelamente, avaliou-se o desempenho das aves, qualidade externa e interna, características sensoriais e teor de colesterol dos ovos. Foi empregado esquema fatorial 2X6 em blocos casualizados, sendo as aves alimentadas com dieta controle (isenta de produtos de origem animal) contendo linhaça moída (0%, 7%, 14%,21%, 28% e 35%), adicionada ou não de óleo de peixe (2%). O peso dos ovos sofreu redução significativa (p<0,05) a partir do uso de 21% de linhaça na ração, e de 14% quando da associação com o óleo de peixe. A postura das aves foi reduzida com a utilização de 28% e 35% de linhaça na ração, independentemente do uso de óleo de peixe na dieta. A qualidade dos ovos não foi alterada com o uso de ambos ingredientes e o teor de colesterol, expresso em mg/g, foi significativamente aumentado com 35% de linhaça. O teor de ácido linolênico na gema sofreu aumento crescente com a elevação da concentração dietética de linhaça, sendo sua deposição acentuada com a adição concomitante de óleo de peixe. A porcentagem de EPA (ácido eicosapentaenóico) na gema foi significativamente elevada com a utilização de 35% de linhaça na ração, sendo que o uso combinado de óleo de peixe determinou incremento do EPA a partir de 7% de linhaça na dieta. A concentração de DHA (ácido docosahexaenóico) na gema foi significativamente aumentada a partir de 7% de linhaça dietética, sendo este incremento mais marcante com a associação do óleo de peixe. O óleo de peixe e a linhaça na ração determinaram relação ômega-6/ômega-3 (n-6/n-3) estreita na gema, de acordo com recomendações nutricionais vigentes. As equações de regressão permitem estimar os teores de ácido Iinolênico, EPA, DHA, ácido araquidônico, total de ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs) n-3 e relação n-6/n-3 na gema a partir de concentrações de linhaça e de ácido linolênico na ração. O sabor de peixe foi detectado nos ovos provenientes dos grupos alimentados com óleo de peixe combinado com 28 e 35% de linhaça. Para se maximizar os teores de PUFAs n-3, especialmente os de cadeia longa, sem resultar em prejuízo do desempenho produtivo e do sabor dos ovos, a combinação de 2% de óleo de peixe com 7% de linhaça na ração mostrou ser a mais adequada.
Título em inglês
Dietary fish oil and flaxseed as sources of omega-3 polyunsaturated fatty acids in chicken eggs
Palavras-chave em inglês
eggs
fish oil
flaxseed
omega-3 fatty acids
Resumo em inglês
To investigate the effect of increasing levels of dietary flaxseed, combined or not with fish oil, upon fatty acid composition of eggs, 288 Babcock laying hens were used for a 9 week experimental period. Reproductive performance of hens, internal and external egg quality, egg flavor, and yolk cholesterol levels were evaluated. The experiment had a 2X6 factorial design, hens were fed a basal diet (without animal products) supplemented with ground flaxseed (0%, 7%, 14%,21%,28% and 35%), combined or not with fish oil (2%). Egg weight was significantly decreased (p<0,05) frem 21% dietary flaxseed, and from 14% when fish oil was added to the diet. In birds fed either 28% or 35% flaxseed, egg production was depressed, regardless of the addition of fish oil. Feeding diets containing both fat sources did not affect egg quality, and yolk cholesterol content (mg/g) was significantly increased in eggs laid by hens fed 35% flaxseed. Yolk concentrations of linolenic acid were enhanced as a result of feeding hens increasing levels of dietary flaxseed, and its deposition was markedly increased when fish oil was included in the diet. Yolk contents of EPA (eicosapentaenoic acid) were significantly increased when diets included 35% flaxseed, and the combination with fish oil produced enhanced levels of EPA from 7% dietary flaxseed. Egg contents of DHA (docosahexaenoic acid) were significantly increased from 7% dietary flaxseed, and the deposition of such n-3 fatty acid was greater when in combination with fish oil. Dietary fish oil and flaxseed caused a narrow ratio of n-6 to n-3 fatty acids, meeting the current dietary allowances. Regression equations allow to predict contents of linolenic acid, EPA, DHA, arachidonic acid, total of n-3 fatty acids and ratio of n-6 to n-3 in the yolk from levels of dietary flaxseed or linolenic acid. Fishy flavor was detected in eggs from hens fed 2% fish oil combined with flaxseed at 28 or 35%. In order to maximize the content of n-3, mainly the longer chain n-3 fatty acids, without impairing performance parameters and egg flavor, the combination of 2% fish oil and 7% flaxseed in the hen's diet is the most appropriate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.