• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2011.tde-08102012-141346
Documento
Autor
Nome completo
Lucas Campos de Sá Rodrigues
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Lucas, Silvia Regina Ricci (Presidente)
Bydlowski, Sergio Paulo
Fernandes, Wilson Roberto
Kogika, Marcia Mery
Pereira, Juliana
Título em português
Estudo da expressão dos genes de resistência a múltiplas drogas ABCB1, ABCC1 e ABCG2, em cães com linfoma multicêntrico, submetidos a três diferentes protocolos de tratamento antineoplásico
Palavras-chave em português
ABCB1
ABCC1
ABCG2
Cães
Linfoma
Resumo em português
Um dos principais desafios no tratamento quimioterápico em seres humanos e animais é a resistência que as células neoplásicas apresentam, sendo esse mecanismo responsável por falhas no tratamento e recidivas da doença. A resistência pode ser intrínseca ou adquirida e ocorre em função da expressão de transportadores de membrana ABC, como a glicoproteína P (ABCB1/MDR), proteínas de resistência a múltiplas drogas (ABCC1/MRP) e proteína de resistência do câncer de mama (ABCG2/BCRP). O linfoma é a neoplasia hematopoiética mais comum em cães, altamente responsiva à quimioterapia, mas que recidiva durante o tratamento antineoplásico, sendo a resistência das células neoplásicas aos quimioterápicos um fator responsável pela alta taxa de recidiva e óbito dos animais. Neste estudo avaliou-se a expressão de genes relacionados à resistência a múltiplas drogas em cães com linfoma, no diagnóstico e na recidiva da doença, em três diferentes protocolos quimioterápicos utilizados na rotina clínica. A expressão dos genes ABCB1, ABCC1, ACBG2 foi determinada por RT-PCR (PCR em tempo real) em 25 animais naturalmente acometidos pela doença, divididos aleatoriamente em 3 grupos tratados com os protocolos quimioterápicos COP, VCM e Short-Madison, além de um "pool" controle constituído por linfonodos normais de oito animais. A expressão dos genes foi detectada em todas as amostras, tanto de linfonodos normais quanto de animais com linfoma. No diagnóstico da doença, a expressão do gene ABCC1 foi relacionada negativamente com idade (p=0,008) e positivamente com duração da remissão (p=0,027) e sobrevida (p=0,007), entretanto para os genes ABCB1 e ABCG2 não houve diferença estatística significante. Na recidiva, a expressão dos genes não sofreu variação estatística significante em função do tipo e duração da remissão e sobrevida. Não houve variação na expressão dos genes ABCB1, ACBC1 e ABCG2 no momento da recidiva quando comparado ao protocolo quimioterápico utilizado.
Título em inglês
Study of ABCB1, ABCC1, ABCG2 multidrug resistance gene expression in canine multicentric lymphoma, submitted to three different chemotherapy protocols
Palavras-chave em inglês
ABCB1
ABCC1
ABCG2
Dogs
Lymphoma
Resumo em inglês
One of the main challenges of the chemotherapy treatment in human and animals is the resistance of the neoplasic cells, being this mechanism responsible for failures in the treatment and relapse of the disease. The resistance could be intrinsic or acquired and it occurs due to the expression of ABC membrane transporters, such as p-glycoprotein (ABCB1/MDR), resistance protein to multiple drugs (ABCC1/MRP) and resistance protein of breast cancer (ABCG2/BCRP). Lymphoma is the most common hematopoietic cancer disease in dogs, highly responsive to chemotherapy, but relapse during chemotherapy treatment, being the resistance of neoplastic cells to chemotherapy drugs the responsible factor for the high rate of relapse and death of animals. In this study, genes expression related to multiples drugs resistance it was evaluated in dogs with lymphoma, in the diagnosis and in the relapse of the disease in three different chemotherapy protocols used in the clinical routine. The genes expression ABCB1, ABCC1, ACBG2 was determined by RT-PCR (real time PCR) in 25 animals naturally undertaken by the illness, randomly divided into 3 groups treated with the chemotherapy protocols COP, VCM and Short-Madison, besides a "pool" control constituted by normal lymph node of eight animals. The genes expression was detected in all the samples, both in the normal lymph node and in the animals with lymphoma. In the diagnosis of the disease, the gene expression ABCC1 was negatively related with age (p=0,008) and positively with the duration of remission (p=0,027) and survival (p=0,007); however, for ABCB1 and ABCG2 there was no statiscally significant difference. In the relapse, the genes expression had no statiscally significant difference due to the type and duration of remission and survival. There was no variation in the genes expression ABCB1, ACBC1 and ABCG2 in the moment of relapse when compared to the chemotherapy protocol used.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.