• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2010.tde-01082012-155021
Documento
Autor
Nome completo
Ana Carolina Rusca Corrêa Porto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Fernandes, Wilson Roberto (Presidente)
Barreira, Maria Cristina Roque Antunes
Ferraz, Luciana Colbachini
Lessa, Daniel Augusto Barroso
Libera, Alice Maria Melville Paiva Della
Título em português
Vacinação de potros com linhagem atenuada de Salmonella enterica Typhimurium carreando o gene vapA de Rhodococcus equi: avaliação clínica e imunitária
Palavras-chave em português
Rhodococcus equi
Pneumonia
Potros
Resposta Imune
Vacina
Resumo em português
A infecção por Rhodococcus equi é a causa mais comum de pneumonia em potros durante os primeiros 6 meses de idade e as medidas utilizadas no controle da infecção são freqüentemente ineficientes. Os protocolos de tratamento são longos, de alto custo e nem sempre eficazes. A prevenção da rodococose através da imunização de potros com vacina eficaz e segura tem sido um desafio. Estudos recentes se baseiam na utilização da proteína A associada a virulência (VapA), que tem sido descrita como importante indutora da imunidade contra R. equi. Este estudo avaliou a resposta clínica e imunitária desenvolvida por potros imunizados com cepa atenuada de S. enterica Typhimurium capaz de expressar o antígeno VapA (grupo teste) ou apenas S. enterica Typhimurium sem o gene vapA (grupo controle), antes e após o desafio experimental. Duas etapas experimentais foram estabelecidas de acordo com a via de imunização: intranasal ou oral em até 12 horas após o nascimento e aos 14 dias de idade. Os animais do grupo teste e do grupo controle foram desafiados experimentalmente com cepa virulenta de R. equi 28 dias após o nascimento. Para acompanhar o desenvolvimento dos sinais clínicos, foram realizados exames clínicos, hemogramas e exames complementares de imagem. O padrão de resposta imune desenvolvida foi avaliada através da dosagem de munoglobulinas, mensuração da expressão de citocinas, ensaio de proliferação de linfócitos, isolamento de R. equi e perfil citológico do LTB. As manifestações clínicas foram observadas de maneira menos intensa nos animais do grupo teste da segunda etapa experimental e óbitos decorrentes da rodococose ocorreram apenas nos animais do grupo controle (2/3). Os animais do grupo teste apresentaram uma resposta de IgGb mais intensa quando comparada aos animais do grupo controle, porém não foi observado diferença estatística. A linfoproliferação e a expressão de citocinas de padrão Th1 foram superiores nos animais do grupo teste. Em contraste, os animais do grupo controle apresentaram uma resposta caracterizada pela maior expressão da citocina IL-4. A produção de IgA local foi mais significativa nos animais imunizados com Salmonella carreando vapA. Não foram observados efeitos tóxicos graves resultantes da imunização em nenhuma das etapas experimentais. A vacinação de potros neonatos com S. enterica Typhimurium expressando VapA foi considerada segura, capaz de modular eficientemente a resposta imune e aparentemente capaz de proteger contra a infecção experimental com R. equi.
Título em inglês
Immunization of foals with attenuated strain of Salmonella enterica Typhimurium carring vapA gene of Rhodococcus equi: clinical and immunological evaluation
Palavras-chave em inglês
Rhodococcus equi
Foals
Immune Response
Pneumonia
Vaccine
Resumo em inglês
Rhodoccocus equi is the major cause of pneumonia in foals during the first six months and control measures are frequently ineffective. Treatment protocols are long, expensive and do not always produce good results. Rhodococcosis prevention through immunization of foals using a safe and efficient vaccine is still a challenge. Recent studies are based on the use of the virulence associated protein A (vapA) which has been described as an important inducer of immunity against R. equi. The present study evaluated the clinical and immune response of foals vaccinated with an attenuated strain of S. enterica Typhimurium expressing VapA antigen (test group) or S. enterica Typhimurium without the vapA gene (control group), previous to and following experimental challenge. Two experimental phases were established according to the immunization route: intranasal or oral vaccination up to 12 hrs following birth and at 14 days of age. The experimental and control groups were challenge on day 28 with a virulent stain of R. equi. Clinical examination, complete hemograms and image complementary exams were used to evaluate the development of clinical signs. Immune response patterns were evaluated though immunoglobulin dosage, cytokine expression, lymphocyte proliferation essays, isolation of R. equi and cytological profiles of TBW. Clinical manifestation was less intense in the test group during the second experimental phase, and death occurred only in the control group (2/3) and was due to R. equi pneumonia. The test group produced a more intense IgGb response when compared to controls however no statistical difference was observed. Lymphoproliferation and Th1 cytokine expression were higher in the test group. In contrast, controls produced an IL-4 response. Local IgA was significantly higher in animals immunized with Salmonella carrying vapA. Immunization protocols produced no severe toxic effect. The vaccination of neonatal foals with S. enterica Typhimurium expressing VapA was considered safe, produced efficient modulation of the immune response and is apparently able to protect against experimental R.equi infection.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.