• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Sara Mariane da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2019
Orientador
Banca examinadora
Araujo, Cristiane Soares da Silva (Presidente)
Brisola, Marcelo Landim
Gomide, Catarina Abdalla
Título em português
Uso da farinha de alga Lithothamnium calcareum na dieta de poedeiras comerciais
Palavras-chave em português
Bem-estar animal
Estresse pelo calor
Nutrição
Qualidade de ovos
Resumo em português
O estudo consistiu em dois experimentos com o objetivo de avaliar o efeito da inclusão da alga marinha calcária (Lithothamnium calcareum) sobre o desempenho produtivo, a qualidade interna e externa dos ovos, os parâmetros fisiológicos e comportamentais de poedeiras comerciais. No primeiro experimento foram utilizadas 192 poedeiras da linhagem Bovans White distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado em esquema de parcelas subdivididas (dieta controle sem adição da alga e dieta formulada com 1% do suplemento mineral Lithothamnium calcareum, substituindo parcialmente o calcário x idades: 26, 30, 34 e 38 semanas). A inclusão de 1% da alga marinha calcária resultou em efeitos positivos sobre o consumo de ração, peso dos ovos, massa de ovos, conversão alimentar por dúzia e massa de ovos, melhorando de modo geral o desempenho das aves. Para o segundo experimento foram utilizadas 312 aves da linhagem Bovans White a partir da 51ª semana de idade, durante 112 dias (quatro ciclos de 28 dias). Adotou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado com três tratamentos e 13 repetições em esquema de parcelas subdivididas. Os tratamentos avaliados foram: T1- Dieta controle; T2 - Dieta formulada com 1% Lithonutri, substituindo parcialmente o calcário; T3- Dieta formulada com calcário + 0,2% Bicarbonato de Sódio x idade (55, 59, 63, 67 semanas). Com a inclusão de 1% de alga marinha calcária na dieta das aves, foram observados efeitos positivos sobre a produção de ovos, massa de ovos, porcentagem de ovos trincados, porcentagem de ovos vendáveis e espessura da casca. Os resultados sugerem ainda, que a utilização da alga marinha calcária permitiu a maior expressão de comportamentos relacionados ao conforto dos animais.
Título em inglês
Calcium marine algae in the diet of commercial laying hens
Palavras-chave em inglês
Animal welfare
Caloric stress
Egg quality
Nutrition
Resumo em inglês
The study consisted of two experiments with the objective of evaluating the effect of the inclusion of limestone (Lithothamnium calcareum) on the productive performance, the internal and external quality of the eggs, the physiological and behavioral parameters of commercial laying hens. In the first experiment, 192 laying hens of the Bovans White strain were used in a completely randomized design in a subdivided plots scheme (control diet without addition of algae and diet formulated with 1% of the Lithothamnium calcareum mineral supplement, partially replacing the limestone x ages: 26, 30, 34 and 38 weeks). The inclusion of 1% of seaweed resulted in positive effects on feed intake, egg weight, egg mass, feed conversion per dozen and egg mass, generally improving bird performance. In the two experimente it was used 312 laying hens Bovans White strain from 51 weeks of age for 112 days (four cycles of 28 days). The experimental design was completely randomized with three treatments and 13 replications in a subdivided plot scheme. The treatments evaluated were: T1- Control diet; T2 - Diet formulated with 1% Lithonutri, partially replacing limestone; T3- Diet formulated with limestone + 0.2% Sodium bicarbonate; (55, 59, 63, 67 weeks). The inclusion of 1% of calcareous seaweed in the diet resulted in positive effects on egg production, egg mass, percentage of eggs cracked, percentage of salable eggs and shell thickness. The results also suggest that the use of seaweed allowed a greater expression of behavior related to animal wellfare.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.