• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Thiago Henrique Annibale Vendramini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2019
Orientador
Banca examinadora
Brunetto, Marcio Antonio (Presidente)
Balieiro, Júlio César de Carvalho
Jeremias, Juliana Toloi
Kogika, Marcia Mery
Pontieri, Cristiana Fonseca Ferreira
Título em português
Expressão gênica da resposta imunoinflamatória e status imunológico de cães obesos e emagrecidos
Palavras-chave em português
Caninos
Citocinas
Emagrecimento
Linfócitos
Obesidade
Resumo em português
A obesidade caracteriza-se pelo baixo grau de inflamação crônica que além de resultar em alterações metabólicas, promove importantes alterações no organismo animal. O tecido adiposo participa ativamente na inflamação e na imunidade e, diversas células de defesa do organismo podem, portanto, estar envolvidas nas diversidades presentes entre indivíduos obesos e de peso ideal. Estudos nesta linha têm demonstrado alterações das células imunes em humanos e ratos, no entanto, são escassos na literatura informações neste sentido para cães. Desta forma, o presente estudo avaliou o perfil de expressão gênica da resposta imunoinflamatória e a linfoproliferação de cães obesos e as possíveis alterações resultantes após o emagrecimento. Foram incluídos oito cães, fêmeas, castradas, de diferentes raças, com idade entre 1 e 8 anos, obesos, com escore de condição corporal (ECC) igual ou superior a 8 e composição corporal determinada pelo método de diluição de isótopos de deutério. Os cães obesos foram incluídos em um programa de perda de peso e passaram a compor um novo grupo experimental, após a perda de 20% do peso inicial. Um terceiro grupo experimental foi constituído por oito cães, fêmeas, castradas, idade entre 1 e 8 anos e ECC ideal (4 ou 5). A expressão gênica das citocinas imunoinflamatórias (resistina, leptina, adiponectina, TNF-α, IL-6, IL-8, IL-10) foi avaliada por qRT-PCR e, a imunidade foi avaliada através da resposta linfoproliferativa pela técnica de citometria de fluxo. Os dados que apresentaram distribuição normal foram avaliados por análise de variância pelo PROC MIXED do SAS e, quando detectadas diferenças, essas foram comparadas pelo teste de Tukey. Em relação aos dados relativos às expressões gênicas, foi adotado o procedimento PROC GLIMMIX e, utilizou-se a metodologia de modelos lineares generalizados, onde a distribuição Gama demonstrou ser adequada. Valores de p<0,05 foram considerados como significativos. O período médio de emagrecimento dos animais incluídos no estudo foi de 194,25 ± 28,31 dias e a taxa média de perda de peso semanal foi de 1,02 ± 0,82%. Não foram observadas diferenças de peso entre os grupos avaliados e, ao exame de composição corporal, a porcentagem de massa gorda média, tanto em porcentagem (P<0,001) quanto em quilos (P=0,012), foi superior no grupo obeso (8,91kg; 40,88%) e, após o emagrecimento (3,01kg; 19,16%) essa variável não diferiu do grupo controle (4,11kg; 22,10%). O programa de perda de peso resultou em aumento da porcentagem de massa magra corporal (P=0,001) dos animais obesos (55,50% vs 77,90%), cujo aumento os tornou semelhantes ao grupo controle (80,84%). O grupo obeso apresentou maior expressão gênica de resistina e interleucina-8 em relação ao grupo emagrecido (P=0,002). Para a adiponectina, o grupo obeso também apresentou maior expressão gênica de mRNA quando comparado ao grupo emagrecido (P=0,003). A avaliação da proliferação de linfócitos apresentou diferenças entre o grupo de animais obesos antes e após o emagrecimento (P=0,004). O regime resultou no aumento da taxa de linfoproliferação (18,48%) em relação ao início do estudo, na condição obesa (10,71%). Estes resultados indicam que a perda de peso modula a resposta imunoinflamatória de cães obesos e, podem indicar benefícios importantes à saúde e longevidade dos animais.
Título em inglês
Gene expression of the immunoinflammatory response and immunological status of obese dogs and after weight loss
Palavras-chave em inglês
Canines
Cytokines
Lymphocytes
Obesity
Weight loss
Resumo em inglês
Obesity is characterized by a low degree of chronic inflammation state that, along with metabolic modifications, promotes important changes in animal organism. Adipose tissue actively participates in inflammation and immunity, and several defense cells of the organism may therefore be involved in the diversity found between obese and ideal weight individuals. Studies in relation to this subject have shown immune cell changes in humans and rats, however, the literature is scarce in information in this regard for dogs. Thus, the present study evaluated the gene expression profile of immunoinflammatory response and the lymphoproliferation of obese dogs and the possible alterations resulting after weight loss. Eight dogs, females, neutred, of different breeds, aged between 1 and 8 years, obeses, with body condition score (BCS) equal to or greater than 8 and body composition determined by the deuterium isotope dilution method were included. The obese dogs were included in a weight loss program and began to compose a new experimental group, after losing 20% of their initial weight. A third experimental group consisted of eight dogs, females, neutred, aged between 1 and 8 years and with ideal BCS (4 or 5). Gene expression of immunoinflammatory cytokines (resistin, leptin, adiponectin, TNF-α, IL-6, IL-8, IL-10) were assessed by qRT-PCR and immunity was assessed by lymphoproliferative response using the flow cytometry technique. The data that presented normal distribution was evaluated by analysis of variance by the PROC MIXED of the SAS and, when differences were detected, these were compared by the Tukey test. Regarding the gene expression data, the procedure PROC GLIMMIX was adopted and the methodology of generalized linear models was used, in which the Gama distribution proved to be adequate. Values of p<0.05 were considered significant. The mean weight loss period of the animals included in the study was 194.25 ± 28.31 days and the mean weekly weight loss rate was 1.02 ± 0.82%. No differences in weight were observed between the evaluated groups and, in the body composition test, the percentage of average fat mass, both in percentage (P<0.001) and in kilos (P=0.012), was higher for the obese group (8.91kg; 40.88%), returning to normal and without difference to the control group (3.01kg; 19.16%) after weight loss (4.11kg; 22.10%). The weight loss program resulted in an increase in percentage of lean body mass (P=0.001) of obese animals (55.50% vs 77.90%), with no difference in relation to the control group (80.84%). The obese group presented greater gene expression of resistin and interleukin-8 in relation to the weight loss group (P=0.002). In adiponectin, obese group presented higher mRNA gene expression when compared to the weight loss group (P=0.003). The evaluation of lymphocyte proliferation showed differences between the group of obese animals before and after weight loss (P=0.004). Weight loss resulted an increase in the lymphoproliferation rate (18.48%) compared to the beginning of the study, in the obese condition (10.71%). These results indicate that weight loss modulates the immunoinflammatory response of obese dogs and may indicate important benefits to health and longevity of animals.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.