• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.10.2021.tde-21062021-121001
Documento
Autor
Nome completo
Julia Rizzo de Medeiros Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2020
Orientador
Banca examinadora
Gobesso, Alexandre Augusto de Oliveira (Presidente)
Porto, Ana Carolina Rusca Corrêa
Santos, Raffaella Bertoni Cavalcanti Teixeira
Título em português
Avaliação do uso de fitoterápico como aditivo alimentar sobre parâmetros digestivos e inflamatórios de equinos alimentados com dieta de alto nível de amido
Palavras-chave em português
Macleaya cordata
Carboidrato não estrutural
Digestibilidade
Inflamação
Pônei
Resumo em português
A utilização de altas quantidades de grãos na dieta dos equinos leva ao consumo excessivo de amido, alterando populações microbianas e produtos fermentativos. Essas alterações podem acarretar no comprometimento da barreira gastrointestinal e ter consequências graves para a saúde equina. Assim, os aditivos alimentares vêm ganhando grande importância para minimizar os efeitos negativos da alta inclusão de amido. Os componentes da planta Macleaya cordata vêm sendo utilizados na alimentação animal por possuírem efeitos biológicos múltiplos, entre eles, anti-inflamatório e antibiótico. Sua eficácia e segurança já foram comprovadas em diversas espécies, mas não há relatos de seus efeitos em equinos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da inclusão de níveis crescentes de um fitoterápico comercial à base de Macleaya cordata sobre a saúde do trato gastrointestinal e seus reflexos sistêmicos em pôneis submetidos a uma dieta com alto nível de amido. Foram utilizados oito pôneis, raça Mini-Horse, castrados, hígidos, com idade média de 8,59+0,17 anos e peso corpóreo (PC) médio de 146,72+16,53 kg. O delineamento experimental utilizado foi o quadrado latino duplo 4x4 contemporâneo, sendo a unidade experimental o animal dentro de cada período experimental (n = 8 unidades por tratamento). A dieta atendeu exigência nutricional diária para animais em manutenção de 1,75% do PC em matéria seca, em uma proporção concentrado:volumoso de 60:40. A quantidade de amido fornecida diariamente correspondeu a 4,4 g/kg de PC, dividida em duas refeições. Água e sal mineral foram fornecidos ad libitum. Os animais foram divididos em quatro grupos: 1) Controle: concentrado sem aditivo, 2) S1: concentrado com adição de 1mg de fitoterápico/kg de PC, 3) S1,5: concentrado com adição de 1,5 mg de fitoterápico/kg de PC, 4) S2: concentrado com adição de 2 mg de fitoterápico/kg de PC. Foram avaliadas as seguintes variáveis: coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) dos nutrientes, parâmetros fecais, parâmetros sanguíneos relacionados à segurança alimentar e ao metabolismo energético, parâmetros de estresse oxidativo, espessura de parede intestinal (inflamação local), parâmetros inflamatórios sistêmicos e comportamento. Os dados foram submetidos à análise de variância, pelo PROC MIXED do programa Statistical Analysis System, ao nível de significância de 5%. Os resultados mostraram que a adição do fitoterápico teve efeito sobre: CDA de extrato etéreo da dieta, concentração de albumina sérica, concentração de triglicérides em jejum e espessura de parede intestinal. Em relação à digestibilidade aparente de extrato etéreo, o grupo S2 (63,75%) teve digestão 16% maior que o controle (54,55%). O grupo S2 também apresentou menor média de albumina (2,97 g/dl), mas sem prejuízo para a espécie. A concentração de triglicérides foi menor apenas no grupo S1 (29,87 mg/dl) quando comparada ao controle (37,24 mg/dl). Já a espessura de parede intestinal foi menor para todos os grupos tratados (Controle: 3,08 mm; S1: 2,59 mm; S1,5: 2,53 mm; S2: 2,44 mm). Pode-se concluir que a adição de fitoterápico comercial à base de Macleaya cordata à dieta de equinos recebendo alto nível de amido é segura e benéfica, pois melhora a digestibilidade, modula a resposta imune local e não tem impactos negativos para a espécie.
Título em inglês
Evaluation of a phytotherapic as food additive on digestive and inflammatory parameters of horses fed a high starch diet
Palavras-chave em inglês
Macleaya cordata
Digestibility
Inflammation
Non-structural carbohydrate
Pony
Resumo em inglês
High amounts of grains in equine diet lead to an excessive starch intake modifying microbial populations and fermentative products. These changes could compromise the gastrointestinal barrier which has serious consequences for equine health. Therefore, feed additives are receiving great attention to minimize negative effects related to high starch level inclusion. Macleaya cordata compounds are being used in animal nutrition for their multiple biological effects, including anti-inflammatory and antibiotic properties. Efficacy and security have been proven in many species, however there are no information about effects on horses. The aim of this study was to evaluate effect of increasing levels of a Macleaya cordata commercial phytoterapic on gastrointestinal tract health and systemic consequences of ponies fed a high starch diet. Eight gelding ponies, Mini-Horse breed, healthy, mean age 8.59+0.17 years old and mean body weight (BW) 146,72+16,53 kg were used. Experimental design was contemporary double Latin-square 4x4. Experimental unit was the animal inside each experimental period (n = 8 units per treatment). Diet attended daily maintenance nutritional requirement of 1.75% BW in dry matter in a concentrate:roughage proportion of 60:40. Daily starch amount was 4,4 g/kg BW, divided in two meals. Water and mineral salt were provided ad libitum. Animals were separated in four groups: 1) Control: concentrate without food additive, 2) S1: concentrate with 1 mg of phytoterapic/kg BW, 3) S1,5: concentrate with 1.5 mg of phytoterapic/kg BW, 4) S2: concentrate with 2 mg of phytoterapic/kg BW. Variables were: nutrient apparent digestibility coefficients (ADC), faecal parameters, blood parameters related to food safety and energetic metabolism, oxidative stress parameters, intestinal wall thickness (local inflammation), systemic inflammatory parameters and behaviour. Data was analysed by Statistical Analysis System program with PROC MIXED. Significant level was 5%. Results showed that phytoterapic addition had impact on: diet ether extract ADC, serum albumin, fasting triglycerides and intestinal wall thickness. S2 group had ether extract ADC (63.75%) 16% higher than control (54.55%). Also, S2 group had lower albumin (2.97 g/dl), but without prejudice to the specie. Triglycerides were lower only in S1 group (29.87 mg/dl) compared to control group (37.24 mg/dl). Intestinal wall was thinner in all treated groups (Control: 3.08 mm; S1: 2.59 mm; S1.5: 2.53 mm; S2: 2.44 mm). In conclusion, Macleaya cordata commercial phytoterapic addition in high starch equine diet is safe and beneficial, because it improves digestibility, modulates local immunity and has not negative effects for horses.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-06-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.