• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-16032012-111927
Documento
Autor
Nome completo
Marília Pastro Vidal
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2011
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Angélica Simone Cravo (Presidente)
Leme, Paulo Roberto
Vilela, Flávio Garcia
Título em português
Desempenho e características da carcaça e da carne de cordeiros alimentados com diferentes grãos de cereais
Palavras-chave em português
Dieta alto concentrado
Eficiência econômica
Milheto
Milho
Ruminante
Sorgo
Resumo em português
Vinte e quatro cordeiros cruzados, machos inteiros, com aproximadamente 70 dias de idade, com peso vivo inicial de 22 ± 1,61 kg e peso vivo final de 37 ± 2,16 kg, foram alimentados com quatro dietas com alto teor de concentrado, contendo diferentes tipos de grãos (milho quebrado, milho em grão, sorgo e milheto). Os animais foram distribuídos em um delineamento em blocos ao acaso, com quatro tratamentos e seis repetições, alimentados por 66 dias e posteriormente abatidos. Durante o período experimental avaliou-se a espessura de gordura subcutânea e área de olho de lombo, entre a 12ª e 13ª costelas por ultrassonografia. Também foi avaliado o desempenho e digestibilidade dos animais. Após o abate, foram realizadas medidas de comprimento de carcaça, comprimento de perna e estabelecido o índice de compacidade das carcaças. Foram analisadas a maciez, cor e perdas por cocção. Também foram separados cinco cortes comerciais para determinação do rendimento, em relação ao peso da meia carcaça, assim como as aparas. Posteriormente foi realizada análise econômica das quatro dietas fornecidas aos animais. Os animais alimentados com milho em grão apresentaram melhor eficiência alimentar (P<0,05), sendo superiores àqueles alimentados com controle ou com sorgo, mas sem diferença do milheto. As digestibilidades de matéria orgânica, matéria seca e proteína bruta foram maiores (P<0,05) para o milho em grão e milheto, seguidos pelo sorgo e controle. Os valores de nutrientes digestíveis totais, energia digestível e energia metabolizável não diferiram entre as dietas (P>0,05). A área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea, maciez e perda por cocção não foram influenciadas (P>0,05) pelas diferentes fontes de grãos. O teor de vermelho (a *) foi maior na carne de animais alimentados com sorgo e milheto (P=0,0017), enquanto o teor de amarelo (b *) foi maior nos animais alimentados com dietas de grãos de milho e milheto (P=0,0025), quando comparado ao sorgo. As medidas morfométricas não diferiram entre os tratamentos, nem o rendimento dos cortes, exceto pelo lombo que teve maior rendimento nos animais que receberam milho grão e sorgo (P<0,05). Não houve diferença estatística entre a eficiência técnica dos quatro tratamentos (P>0,05). Os tratamentos à base de milho grão e milheto apresentaram maior eficiência econômica. O uso do milho quebrado em substituição ao milho grão só seria recomendado com segurança se seus preços fossem 24% mais baixos que o do milho grão. Diante dos comportamentos históricos dos preços do sorgo e do milheto, estes poderiam substituir o milho sem prejuízo estatisticamente significativo do desempenho zootécnico.
Título em inglês
Performance and carcass and meat characteristics of crossbred lambs fed with different types of grain
Palavras-chave em inglês
Corn
Economic efficiency
High concentrate diet
Millet
Ruminant
Sorghum
Resumo em inglês
Twenty four male crossbred lambs, with mean weight and age of 22 kg and 70 days were fed with high concentrate level for 66 days in order to evaluate the effects of the inclusion of four different treatments (cracked corn, corn grain, sorghum grain and millet grain) on the carcass and meat quality. The animals were assigned to a randomized block design. During the trial period there were evaluated subcutaneous fat thickness and loin eye area, between 12th and 13th rib by ultrasound. There were also measured animals performance and digestibility. After slaughter, there were evaluated carcass and leg length and established carcass compactness index. There were analyzed shear force, meat color parameters and cooking losses. Moreover, there were separated five commercial cuts for determination of yield in relation to the half carcass weight, as well as chips. Economic analysis of the four treatments was realized. Animals fed corn grain were more efficient (P<0.05) than those fed control or sorghum, but no difference was observed to the millet treatment. Organic matter, dry matter and crude protein digestibility were higher (P<0.05) for grain corn and millet, followed by sorghum and control. The values of total digestible nutrients, digestible and metabolizable energy were not different among diets (P>0.05). Loin eye area, backfat thickness, tenderness and cooking losses were not affected (P>0.05) by different sources of grain. The red content (a *) were higher in meat from animals fed sorghum and millet (P=0.0017), while the yellow content (b *) was higher in animals fed corn and millet diets (P=0.0025) when compared to sorghum. Morphometric measurements and cut yields did not differ among treatments, except for loin, that presented higher yield in animals fed with corn grain and sorghum treatments (P <0.05). There was no statistical difference for the technical efficiency between the four treatments (P>0.05). Corn grain and millet showed highest economic efficiency. The use of cracked corn instead corn grain would only be recommended safely if corn grain prices were 24% lower than cracked corn. Given the historical behavior of sorghum and millet prices, these ingredients could replace corn without prejudice production performance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.