• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2012.tde-06082013-111703
Documento
Autor
Nome completo
João Guilherme Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Pirassununga, 2012
Orientador
Banca examinadora
Albuquerque, Ricardo de (Presidente)
Sartori, José Roberto
Trindade Neto, Messias Alves da
Título em português
Utilização do conceito de proteína ideal para perus de corte fêmea: desempenho, retenção de nitrogênio corporal e excreção de nitrogênio
Palavras-chave em português
Nitrogênio corporal
Níveis de proteína
Nutrição de aves
Produção
Resumo em português
Avaliaram-se diferentes níveis de proteína bruta para perus de corte fêmeas, utilizando-se 576 aves de zero a 84 dias (Experimento I), 550 aves de 28 a 56 dias (Experimento II) e 550 aves dos 57 aos 84 dias de idade (Experimento III). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com seis tratamentos e seis repetições. Nos três experimentos, as dietas dos tratamentos eram isoenergéticas, sendo à base de milho e farelo de soja, a suplementação dos aminoácidos foram realizadas, quando necessário. No Experimento I, a fase inicial recebeu tratamentos correspondentes aos níveis 23, 24, 25, 26, 27 e 28% de PB, em dietas com 3020 kcal de EM/kg. Nas duas fases seguintes (fase de ganho compensatório) as dietas foram de 26 e 23% de PB e com 3100 e 3250 de EM/kg para as fases de crescimento e final, respectivamente. No Experimento II, os tratamentos corresponderam aos níveis de 21, 22, 23, 24, 25 e 26% de PB, em dietas com 3100 de EM/kg. No Experimento III, os níveis para os tratamentos foram: 17, 18, 19, 20, 21 e 22% de PB, com 3250 de EM/kg. As variáveis avaliadas foram ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, composição e deposição de nutrientes corporais, e na fase final (do primeiro e terceiro experimento) as características e rendimento de cortes na carcaça. Na fase inicial, do Experimento I, os níveis de PB dietéticos influenciaram o consumo de ração, consumo de PB e excreção de nitrogênio, constatando-se resposta (P<0,001) linear crescente. Observou-se efeito (P<0,01) quadrático para peso vivo e ganho de peso. Dos componentes químicos, expressos em porcentagem na carcaça, houve resposta (P<0,001) quadrática para todas as variáveis. Nas fases posteriores não houve resposta para nenhuma variável, observando-se um efeito de ganho compensatório, possibilitando a redução protéica na fase inicial. No Experimento II, houve resposta linear crescente para as variáveis de peso vivo, consumo de ração, ganho de peso, deposição de proteína e água. As variáveis restantes não apresentaram resposta significativa (P>0,05), o nível de 26% foi estabelecido como melhor nível para desempenho e deposição de nutrientes nesta fase. Foram encontradas respostas no desempenho, excreção de nitrogênio e composição química, no experimento III, apenas a viabilidade não foi influenciada pelo nível de PB, todas as outras variáveis obtiveram resposta linear decrescente (P<0,05). Para as variáveis de rendimento de abate, houve resposta linear para o rendimento de carcaça (P<0,01) e quadrática para rendimento de peito e peito sem pele e osso, permitindo uma redução para 17% de PB na fase final. Essas informações obtidas nos três experimentos confirmam que a redução de PB pode ser feita sem prejudicar o desempenho e a deposição protéica, reduzindo a excreção de nitrogênio.
Título em inglês
Using the concepto of ideal protein for turkeys cutting female: performance, nitrogen retention and excretion of body nitrogen
Palavras-chave em inglês
Nitrogen body
Poultry nutrition
Production
Protein levels
Resumo em inglês
Was evaluated at different levels of crude protein for female turkeys, using 576 birds from zero to 84 days (Experiment I), 550 birds 28-56 days (Experiment II) and from 57 to 550 birds 84 days (Experiment III). The experimental design was completely randomized with six treatments and six repetitions. In three experiments, the diets were isocaloric treatments, being based on corn and soybean meal supplementation of amino acids were supplemented when necessary. In Experiment I, the initial treatment received corresponding to levels 23, 24, 25, 26, 27 and 28% CP in diets with 3020 kcal / kg. In the next two phases (phase of compensatory growth) diets were 26 and 23% CP and 3100 and 3250 / kg for the grower and finisher phases, respectively. In Experiment II, the treatments were to levels 21, 22, 23, 24, 25 and 26% CP in diets with 3,100 / kg. In Experiment III, levels for the treatments were: 17, 18, 19, 20, 21 and 22% CP with 3,250 / kg. The parameters evaluated were weight gain, feed intake, feed conversion, composition and body nutrient deposition, and the final stage (the first and third experiment) the characteristics and yield of the carcass. In the initial phase of Experiment I, the levels of dietary CP influenced feed intake, CP intake and nitrogen excretion, we noted the response (P <0.001) increased linearly. Effect was observed (P <0.01) quadratic for body weight and weight gain. Of chemical components, expressed in percentage in the carcass was no response (P <0.001) quadratic for all variables. In later stages there was no answer for any variable, observing an effect of compensatory growth, leading to a protein in the initial phase. In Experiment II, there was a linear correlation for the variables of body weight, feed intake, weight gain, protein deposition and water. The remaining variables showed no significant response (P> 0.05), the level of 26% was established as a better standard for performance and nutrient deposition at this stage. Responses were found in performance, nitrogen excretion and composition in experiment III, only the viability was not affected by CP level, all other variables had decreased linearly (P <0.05). Variables of income for the slaughter, linear response to the carcass (P <0.01) and quadratic for breast meat yield and breast without skin and bone, allowing a reduction to 17% CP in the finals. This information obtained from the three experiments confirm that the reduction of CP can be done without sacrificing performance and protein deposition, reducing nitrogen excretion.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.