• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2016.tde-12082013-121700
Documento
Autor
Nome completo
Karen Linares Ferrari
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Richtzenhain, Leonardo José (Presidente)
Castro, Alessandra Marnie Martins Gomes de
Cruz, Tais Fukuta da
Título em português
Diversidade molecular do gene Cap (ORF-2) do circovírus suíno 2 (PCV2) detectado em amostras de pulmão com e sem lesões pneumônicas macroscópicas em suínos abatidos no Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Diversidade molecular
Lesões pneumônicas
PCV2
Suínos
Resumo em português
Circovirus suíno 2 (PCV2) associado a doenças (PCVAD do inglês Porcine circovirus associated disease) pode se manifestar como infecção sistêmica, enterite, problemas reprodutivos, síndrome de dermatite e nefropatia suína e complexo de doenças respiratórias (PRDC). A ocorrência de PRDC, que afeta, principalmente, animais de crescimento e terminação, caracteriza-se por crescimento lento, tosse prolongada e dispnéia, assim como lesões macroscópicas características em pulmão. PCV2 possui três principais regiões abertas de leitura (ORFs): ORF-1 codifica proteínas envolvidas na replicação (gene Rep); ORF-2 codifica proteína estrutural do capsídeo (gene Cap) e ORF-3 codifica proteína envolvida na indução de apoptose celular. O gene Cap é a região mais variável do PCV2, havendo indícios da associação entre a proteína Cap e patogenicidade. De acordo com a nomenclatura unificada proposta por Segalés et al., três diferentes genótipos são atualmente reconhecidos (PCV2a, - 2b, -2c). O aumento na incidência e gravidade da PCVAD foi atribuído ao surgimento do PCV2b tornando-se o mais prevalente subtipo em países da América do Norte, Europa, e no Brasil. Diante dos prejuízos que a PRDC acarreta, 200 amostras de pulmão com e sem lesões pneumônicas macroscópicas foram analisadas para PCV2 pela PCR; 88,5 % (177/200) foram positivas para PCV2 por PCR corroborando com estudos em que o PCV2 foi encontrado em um grande numero de amostras e poderia desenvolver um papel da PRDC. Entretanto, não houve associação significativa entre amostras positivas e presença ou ausência de lesões pneumônicas macroscópicas (p=0,26). A análise filogenética de 27 amostras PCV2 positivas sequênciadas (22 genoma completo e cinco ORF-2 completa) foram agrupadas no genótipo PCV2b. Devido à alta identidade de nucleotídeos e aminoácidos entre as sequencias obtidas e as recuperadas de estudos anteriores com presença e ausência de PCVAD, não há indícios de associação entre patogenicidade e o subtipo de PCV2 identificado neste trabalho
Título em inglês
Molecular diversity of Cap gene (ORF-2) of porcine circovirus 2 (PCV2) detected in samples of lung with and without macroscopic pneumonic lesions in pigs slaughtered in São Paulo State
Palavras-chave em inglês
Molecular diversity
PCV2
Pigs
Pneumonic lesions
Resumo em inglês
Porcine circovirus 2 (PCV2) associated disease (PCVAD) may manifest as systemic infection, enteritis, reproductive problems, dermatitis and nephropathy syndrome and porcine respiratory disease complex (PRDC). The occurrence of PRDC, which affects mainly the growing and finishing animals, characterized by slow growth, prolonged cough and dyspnea, as well as characteristic gross lesions in the lungs. PCV2 has three main regions denominated open reading frames (ORFs): ORF-1 encodes a protein involved in replication (Rep gene), ORF-2 encodes the capsid structural protein (Cap gene) and ORF-3 encodes a protein involved in the induction of cellular apoptosis. The Cap gene is the most variable region of PCV2, with evidence of association between the Cap protein and pathogenicity. According to an unified nomenclature proposed by Ségales et al., three different subtypes are currently recognized (PCV2a,-2b-2c). The increased incidence and severity of PCVAD was attributed to the rise of PCV2b becoming the most prevalent subtype in countries of North America, Europe, and Brazil. Given the damage that leads to PRDC, 200 samples of lungs with and without macroscopic pneumonic lesions were analyzed for PCV2 by PCR; 88.5% (177/200) were positive for PCV2 by PCR corroborating with studies in which PCV2 was found in a large number of samples and could develop a role in PRDC. However, there was no significant association between positive samples and the presence or absence of macroscopic pneumonic lesions (p=0.26). Phylogenetic analysis of the 27 samples PCV2 positive sequenced (22 complete genome and five complete ORF-2) were grouped in genotype PCV2b. Due to the high identity between the nucleotide and amino acid sequences obtained and retrieved from previous studies with presence and absence of PCVAD, there is no evidence of association between subtype and pathogenicity of PCV2 identified in this work
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-04-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.