• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2009.tde-10122009-114739
Documento
Autor
Nome completo
Maria Halina Ogrzewalska
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Ferreira, Fernando (Presidente)
Battesti, Darci Moraes Barros
Dias, Ricardo Augusto
Labruna, Marcelo Bahia
Szabo, Matias Pablo Juan
Título em português
Efeito da fragmentação florestal na infestação por carrapatos (Acari: Ixodidae) em aves e infecção de carrapatos por Rickettsia spp no Pontal do Paranapanema, SP
Palavras-chave em português
Rickettsia
Aves
Carrapatos
Fragmentação
Mata Atlântica
Resumo em português
A fragmentação do habitat causa a redução na diversidade de espécies, afetando as relações entre os hospedeiros vertebrados e os parasitos. Neste estudo se verificou se o tamanho do fragmento florestal influencia a diversidade das aves silvestres o que poderia afetar a prevalência dos carrapatos nas aves. As aves foram capturadas através de redes de neblina em 12 áreas florestais: quarto fragmentos pequenos (80-140 ha); quatro grandes (480-1850 ha) e quatro controles, no Parque Estadual Morro do Diabo (~36000 ha). Adicionalmente foram coletados também carrapatos de vida livre através de arrasto com a flanela branca ao longo de trilhas. A infecção de carrapatos por riquétsias foi avaliada atrvés de PCR. No total foram capturadas 1745 aves representando 80 espécies de 24 famílias. 223 (13%) das aves foram encontradas parasitadas por formas imaturas de carrapatos: 1800 larvas e 539 ninfas. A espécie mais comum parasitando aves foi Amblyomma nodosum. Outras espécies: Amblyomma coelebs, Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma longirostre, Amblyomma calcaratum, e Amblyomma naponense foram achados nas aves esporadicamente. Entre os carrapatos de vida livre, A. cajennense foi a espécie mais comum, seguindo A. coelebs, A. naponense, Amblyomma brasilense e Haemaphysalis juxtakochi. De dois carrapatos A. nodosum foram isoladas bactérias do gênero Rickettsia em células Vero. Os isolados foram caracterizados por PCR e os fragmentos dos genes gltA, htrA sequenciados, e quando possível ompA e ompB. Um isolado foi identificado como Rickettsia bellii e o segundo, como R. parkeri. Dos 174 A. nodosum testados para a presença de riquétsia, 41 (23.6%) foram infectados por R. parkeri e 10 (5.7%) por R. bellii. A diversidade de aves era maior em áreas do controle, mas varias espécies as aves e também dos carrapatos responderam ao fragmentaço em modo diferente. A. nodosum parasitando as aves era mais abundante em áreas pequenas, enquando A. cajennense encontrado nas aves e em vida livre, era mais abundante em áreas do controle e em áreas grandes. Essas differencias de occorencia dos carraptos podem ser relacionadas com a abundância dos hospedeiros principais e fatores ambientais como temperatura e humidade nas áreas amostradas. Isso é um resultado da fragmentação do habitat que ilustra a falta de equilíbrio entre relações de parasitos, hospedeiros e ambiente.
Título em inglês
The effect of the forest fragmentation on the infestation of wild birds with ticks and infection by Rickettsia spp in the region Pontal do Paranapanema, SP
Palavras-chave em inglês
Rickettsia
Birds
Fragmentation. Atlantic Forest
Ticks
Resumo em inglês
Habitat fragmentation causes reduction in species diversity, affecting the relationships between vertebrate hosts and parasites. We tested if patch size has influence on forest birds diversity, which could affect the prevalence of ticks on wild birds. During two years we conducted a bird survey, using mist net in 12 areas: four small patches (80-140 ha), four large ones (480-1850 ha) and four control areas within the Morro do Diabo State Park (~36000 ha). Free living ticks were also collected through dragging the vegetation. Identified ticks were tested in the laboratory for the presence of Rickettsia. A total of 1,745 birds were captured representing 80 species from 24 families. A total of 223 (13%) birds were found infested by immature forms of ticks: 1,800 larvae and 539 nymphs. The most common tick parazitizing birds was Amblyomma nodosum. Other species, Amblyomma coelebs, Amblyomma cajennense, Amblyomma ovale, Amblyomma longirostre, Amblyomma calcaratum, and Amblyomma naponense were found sporadically. Among free-living ticks collected in the environment, A. cajennense was the most common followed by A. coelebs, A. naponense, Amblyomma brasilense and Haemaphysalis juxtakochi. From two individuals of A. nodosum ticks, rickettsiae were isolated in Vero cell culture and the isolates were molecularly characterized using the rickettsial genes gltA, htrA, and when possible also ompA and ompB. The first isolate was identified as Rickettsia bellii and the second isolate, was identified as R. parkeri. Among 174 A. nodosum tested, 41 (23.6%) were found to be infected by R. parkeri and 10 (5.7%) were infected with R. bellii strain Pontal. Bird diversity was higher in control and large areas, but various species of birds and also ticks responded in different way for fragmentation. A. nodosum parasitizing birds was more abundant in small patches, while A. cajennense found on birds and in the environment was more abundant in control and large areas. These differences of the occurrence of ticks could be related with the abundance of main vertebrate hosts, or environmental conditions such as temperature and humidity in sampled areas. This is a result of fragmentation of habitat and shows the lack of balance between the environment-host-parasite relationships.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.