• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2013.tde-26062013-144044
Documento
Autor
Nome completo
Wanderley Moreno Quinteiro Filho
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Palermo Neto, João (Presidente)
Gorniak, Silvana Lima
Macari, Marcos
Mendes, Ariel Antonio
Naas, Irenilza de Alencar
Título em português
Efeitos do estresse por calor sobre a imunidade e a migração de Salmonela enteritidis em frangos de corte
Palavras-chave em português
Citocinas
Corticosterona
Estresse por calor
INF-γ
Macrófagos
Resumo em português
O estresse é uma realidade na produção avícola mundial. Sabe-se que ambientes estressores prejudicam o bem-estar, os parâmetros produtivos e a imunidade de frangos de corte. Sabe-se, também, que o estresse por calor diminui a atividade de macrófagos em frangos de corte e, que existem, inúmeros estressores ambientais que insidem sobre a produção animal e podem aumentar a susceptibilidade às doenças. A Salmonella spp. é uma das maiores zoonoses do mundo, causando mais de 1 bilhão de casos de infecção. Nesse sentido, o presente trabalho analisa os efeitos do estresse por calor (31±1°C) sobre os índices zootécnicos, a imunidade, a invasão bacteriana e a integridade intestinal em frangos de corte infectados com Salmonella enteritidis; os dados obtidos foram discutidos dentro de uma perspectiva neuroimune. Os frangos foram divididos em quatro grupos: 1) Controle (C); 2) Estresse por Calor a 31±1 °C (HS31°C); 3) Controle infectados com Salmonella enteritidis (Controle Positivo [PC]) e; 4) Estresse por calor a 31±1 °C e infectados com Salmonella (PHS31°C). Nossos resultados mostraram que o estresse por calor em uma situação de infecção experimental por Salmonella enteritidis (grupo PHS31°C) 1) diminuiu os índices zootécnicos; especificamente, diminuiu o ganho de peso, consumo de alimento e a conversão alimentar; 2) diminuiu os níveis plasmáticos de INF-γ e IgA; 3) diminuiu a expressão de, IL-6 e IL-12 em baço e diminui IL1- β, IL-10 e TGF-β em tonsila cecal; 4) diminuiu a expressão de AvBD-4 e AvBD-6 em tonsila cecal e; 5) diminuiu a expressão de TLR-2 em baço e tonsila cecal. Observamos, também, 6) aumento dos níveis séricos de corticosterona nos animais dos grupos HS31°C e PHS31°C e; 7) piora no quadro de enterite produzida pela Salmonella enteritidis, quando os animais foram estressados por calor, caracterizando-se uma enterite moderada ao longo de todo o intestino delgado. Finalmente, 8) observamos que o estresse por calor aumentou a migração de Salmonella enteritidis para baço das aves do grupo PHS31°C, porém esse aumento não foi observado no fígado; observamos, também, presença de Salmonella na medula osssea dos animais estressados e infectado com essa bactéria. Os dados obtidos sugerem que a somatória dos fatores estresse por calor e infecção por Samonella prejudicou os parâmetros produtivos, a integridade intestinal, a imunidade e, em especial a ativação e atividade de macrófagos, possibilitando um aumento da migração de Salmonella enteritidis para o baço e medula óssea dos frangos de corte. Neste sentido, o estresse por calor teria prejudicado a qualidade da barreira imune intestinal, via ativação do eixo HPA e aumento dos níveis de corticosterona, diminuindo a imunidade inata proporcionando a migração das bactérias patogênicas através da mucosa intestinal para o baço e a medula óssea das aves estressadas.
Título em inglês
Effects of heat stress on immunity and Salmonella enteritidis invasion in broiler chickens
Palavras-chave em inglês
Corticosterone
Cytokines
Heat stress
INF-γ
Macrophage
Resumo em inglês
Stress is a reality in the world poultry production. Environmental stressors impair both welfare, performance parameters and immunity in broiler chickens. Heat stress decreases macrophage activity in broiler chickens and many environmental stressors that impact animal production increases animal's susceptibility to diseases. Samonella spp is one of the most endemic zoonotic diseases of the world, inducing more than 1 billion infection cases per year. In this way, we studied the effects of 31±1°C heat stress on performance parameters, immunity, bacteria invasion and intestinal integrity in broiler chickens experimentally infected with Salmonella enteritidis; the data were discussed under a neuroimmune perspective. The broiler chickens were divided into four different groups: 1) Control group (C); 2) 31±1 °C heat stressed group (HS31°C); 3) Control group infected with Salmonella enteritidis Positive control (PC) and; 4) 31±1 °C heat stressed and Salmonella enteritidis infected group (PHS31°C). We showed the heat stress applied in the course of Salmonella enteritidis infection (PHS31°C group) decreased poultry performance parameters; specifically, it decreased the body weight gain, the feed intake and the food conversion; 2) decresead INF-γ and IgA plasmatic levels; 3) decreased the mRNA expression of IL-6 and IL- 12 in spleen and the mRNA expression of IL1-β, IL-10 and TGF-β in cecal tonsil; 4) decreased the mRNA expression of AvBD-4 and AvBD-6 in cecal tonsil and; 5) decreased the mRNA expression of TLR-2 in spleen and cecal tonsil. We also observed 6) an increase in corticosterone serum levels in the animals of the HS31°C and the PHS31°C groups and, 7) more severe intestinal inflamation produced by Salmonella enteritidis in heat stressed chickens, characterized by a moderate enteritis throughout all the small intestine mucosa (PHS31°C group). Finally, 8) we showed that the heat stress increased splenic Salmonella enteritides invasion in PHS31°C broiler chickens; we also observed the presence of Salmonella in the bone marrow of stressed and infected broiler chickens. These data suggest that heat stress and Salmonella infection working together impair chicken's performance parameters, intestinal integrity and immunity (specially the macrophage activity), increasing ate the same time splenic and bone marrow Salmonella enteritidis invasion. Thus, heat stress could have impared the intestinal immunity barrier quality, via HPA axis activation and corticosterone serum levels release, decreasing the inate immunity and, providing pathogenic bacteria migration through the intestinal mucosa for spleen and bone marrow of the heat stressed chickens.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.