• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2012.tde-08102012-155353
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Fernando Nascimento Panigassi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Maiorka, Paulo César (Presidente)
Bernardi, Fernanda
Sá, Lilian Rose Marques de
Título em português
Encefalopatias não-infecciosas em cães: análise anatomopatológica e imunohistoquímica
Palavras-chave em português
Angiopatia amilóide
Cães
Imunohistoquímica
Meningoencefalite granulomatosa
Meningoencefalite necrotizante
Neuropatologia
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi verificar o comportamento anatomopatológico e expressão imunohistoquímica das proteínas GFAP, Vimentina, COX-2 e Amilóide β em 14 casos de encefalopatias não infecciosas em cães, mais especificamente Meningoencefalite Granulomatosa (MEG), Meningoencefalite Necrotizante (MEN) e Angiopatia Amilóide Cerebral (CAA). Foram coletadas informações clínicas (gênero, raça, idade) e morfológicas (necrose, presença de proteína amilóide, infiltrado inflamatório) dos animais. Para a expressão das proteínas por imunohistoquímica foram confeccionadas lâminas próprias para tal com amostras dos tecidos, juntamente com controles positivos das reações. A avaliação da expressão das proteínas foi de como positivo ou negativo para a marcação para GFAP, Vimentina e COX-2, e para o Aβ seguiu-se a classificação proposta por Olichney (1995), com quatro graduações. Animais SRD (4/14, 28%), de raça Maltês (2/14, 14%), Labrador (2/14, 14%), Poodle (3/14, 21%), Fox Terrier (1/14, 7%), Pug (1/14, 7%) e Bichon Frisè (1/14, 7%) fizeram parte deste estudo, na maioria machos (9/14, 63%). As lesões em todos os casos foram características, sendo que em MEG foi observado manguitos perivasculares abundantes com infiltrado inflamatório disperso pelo parênquima encefálico, caracterizando os quatro casos como de MEG disseminada. Em MEN foi observado o infiltrado inflamatório acompanhado de áreas de necrose, sinais característicos da doença. Nos casos de CAA foi observado agregados proteicos junto aos vasos sanguíneos do encéfalo, confirmados como sendo material amilóide por meio da coloração Vermelho Congo. Quanto a expressão dos antígenos por imunohistoquímica, houve a marcação de todos anticorpos em todos os casos, e, para os casos de CAA, houve uma maioria de casos com classificação 1 (5/6, 83%). Em conclusão: 1. os dados clínicos obtidos reproduzem o comportamento biológico destas doenças em cães; 2. a análise imunohistoquímica das lesões de MEG, MEN e CAA apresentou resultados dentro dos quadros descritos na literatura; 3. a marcação positiva para COX-2 indica um aumento na atividade macrofágica no encéfalo; 4. as marcações de GFAP e Vimentina indicam uma reação das células da glia frente a lesão apresentada; 5. a utilização da imunohistoquímica como ferramenta de diagnóstico para estas doenças é válida.
Título em inglês
Noninfectious encephalopathies in dogs: anatomopathological and immunohistochemical analysis
Palavras-chave em inglês
Amyloid angiopathy
Dogs
Granulomatous meningoencephalitis
Immunohistochemistry
Necrotizing meningoencephalitis
Neuropathology
Resumo em inglês
The goal of this study was to analyze the anatomopathological and immunohistochemical profile for GFAP, Vimentin, COX-2 and β-amyloid in 14 cases of noninfectious encephalopathies in dogs, more specifically Granulomatous Meningoencephalitis (GME), Necrotizing Meningoencephalitis (NME) and Cerebral Amyloid Angiopathy (CAA). Clinical (gender, breed, age) and morphological (necrosis, presence of amyloid protein, inflammatory infiltrate) informations were collected regarding such animals. Microscopy slides with paraffin-embedded sections of tissue were elaborated for the immunohistochemical analysis, as well as positive controls for the reactions. The expressions of the proteins were graded as positive or negative for GFAP, Vimentin and COX-2, and the grading system described by Olichney was used for the β-amyloid. Animals of mixed breed (4/14, 28%), malteses (2/14, 14%), Labrador (2/14, 14%), Poodle (3/14, 21%), Fox Terrier (1/14, 7%), Pug (1/14, 7%) and Bichon Frisè (1/14, 7%) featured in this study, and most of them were males (9/14, 63%). All of the lesions observed were characteristic of such diseases, as perivascular cuffing with an abundant inflammatory infiltrate was observed in GME cases, being all 4 cases considered as disseminated GME. Necrosis, as well as the inflammatory infiltrate, was observed in all NME cases, which is the hallmark of this disease. The deposition of amyloid protein was observed in cases of CAA, which were confirmed by the Congo Red special staining. As for the immunohistochemical expression, all antibodies performed positive staining, and for the β-amyloid there was a predominance of grade 1 cases (5/6, 83%). In conclusion: 1. the clinical data reproduce the biological behavior of such diseases in dogs; 2. the immunohistochemical analysis of the lesions from GME, NME and CAA presented results coherent with those found in the literature; 3. positive staining for COX-2 presented an increased macrophage activity in the brain of those animals; 4. GFAP and Vimentin positive staining indicate a reaction by the glial cells against the presented lesion; 5. immunohistochemistry is a valid diagnostics tool for such diseases.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.