• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.10.1994.tde-03012012-150830
Documento
Autor
Nombre completo
Rosane Maria Trindade de Medeiros
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 1994
Director
Tribunal
Gorniak, Silvana Lima (Presidente)
Lemonica, Ione Pellegatti
Spinosa, Helenice de Souza
Título en portugués
Veiculação do princípio tóxico da Crotolaria spectalibilis (Roth) em leite de cabra e rata: uma avaliação toxicológica
Palabras clave en portugués
Crotolaria spectabilis
Alcalóide pirrolizidínico
Intoxicação
Leite
Monocrotalina
Resumen en portugués
A Crotalaria spectabilis é uma leguminosa populannente conhecida coma "guizo de cascavel", "xique-xique" ou "cascaveleira", estando amplamente distribuída em áreas tropicais e subtropicais do planeta. As plantas desse gênero vêm sendo largamente utilizadas como adubação verde. Na flora brasileira, já foram registradas 32 espécies de Crotalaria, as quais são encontradas em várias regiões do país coma planta nativa, sendo muitas vezes utilizada como forrageira para o gado. A toxicidade dessa leguminosa deve-se à presença do alcalóide pirrolizidínico (AP), denominado monocrotalina (MCT), que, uma vez no fígado, é ativado a um metabólito tóxico, altamente reativo, denominado pirrol, o qual liga-se ao DNA ou enzimas hepáticas, resultando em lesões hepáticas; além disso, causa também danos no parênquima pulmonar e renal. Princípios tóxicos de várias plantas, ou seus metabólitos, podem ser eliminados no leite de animais que as ingeriram, representando risco potencial de intoxicação aos indivíduos consumidores desse alimento. Assim, o objetivo desse trabalho foi verificar se a administração de MCT a animais lactantes poderia causar toxicidade nas proles, caracterizando dessa maneira a passagem do AP através do leite. Com este intuito, ratas em lactação foram expostas nesse período à ração contendo diferentes concentrações de sementes de C. spectabilis (0,7%; 0,4%; 0,2% e 0,1 %) ou MCT (0,012% e 0,006%). Os resultados mostraram que as concentrações de 0,7%, 0,4% e 0,2%, bem como ambas as doses de MCT, causaram efeitos tóxicos nas mães e proles. Os principais sinais e sintomas de intoxicação por AP foram debilidade, ascite ou anasarca. Além disso, em alguns grupos foram observadas alterações bioquímicas. o estudo histopatológico revelou lesões como degeneração e necrose hepatocitária, pneumonia intersticial e nefrose tubular. Por outro lado, a administração de 0,1% de sementes na ração de mães lactantes não promoveu efeitos tóxicos nesses animais, entretanto suas proles apresentaram os mesmos efeitos tóxicos descritos para as proles dos grupos anteriores. Em um outro experimento, procurou-se verificar as possíveis diferenças dos efeitos tóxicos entre machos e fêmeas de proles de mães tratadas com sementes de C. spectabilis. Os resultados mostraram não haver diferenças sexuais, quanto a intensidade de efeitos tóxicos, durante a fase de aleitamento. Com o objetivo de se verificar os efeitos da administração a ratos em crescimento, de leite de cabra alimentados com C. spectabilis, realizou-se o próximo experimento. Os resultados mostraram profundas alterações nesses animais, verificando-se diminuição no ganho de peso, alterações bioquímicas e além disso, o estudo histopatológico revelou danos hepáticos, pulmonares e renais. Esses resultados mostram claramente que o MCT e/ou seu metabólito (MCTP) é eliminado no leite de animais lactantes, representando assim, um risco potencial para a saúde dos indivíduos consumidores desse alimento. Portanto, os resultados verificados no presente estudo, mostram a grande relevância também no que diz respeito à saúde pública, uma vez que o leite é o principal alimento na infância.
Título en inglés
Release of the toxic principle of Crotalaria spectabilis (Roth) in goat´s and rat´s milk: a toxicological evaluation
Palabras clave en inglés
Crotalaria spectabilis
Milk transfer
Monocratalin
Poisonous plant
Pyrrolizicline alkaloids
Resumen en inglés
Crotalaria spectabilis, Leguminosae, popularly known as "guizo de cascavel", "xique-xique", "cascaveleira", is a poisonous plant that widely grows in almost all Brazilian territory and is extensively used as soil builder. Its toxicity is due to a pyrrolizidine alkaloid (PA), monocrotaline (MCT). Previous studies showed that MCT is activated to a toxic pyrrol metabolite (MCTP), which can produce lesions in lungs, liver and kidneys. It is known that PAs could be eliminated via milk by lactating animals. Thus, the purpose of the present work was to study the possible toxic effects of young rats suckled by mothers fed on diet containing C.spectabilis seeds ( at 0.7%, 0.40/%, 0.20/% and 0.1 %) or MCT (0.012% or 0.006%). Results showed that C.spectabilis at concentrations of 0.70/% , 0.4% and 0.20/% as the both concentrations of MCT produced toxic effects in both mothers and young rats. On the other hand, toxic effects were not observed in lactating rats treated with 0.1% of C.spectabilis seeds; however their offspring did show the toxic effects produced by MCT. It was also found that males and females of lactating rats fed with 0.2% of C.spectabilis seeds on the mother's diet, did not differ in susceptibility to MCT toxic effects. The following experiment was performed to study the effects, in weaned rats, of the administration of a diet containing milk from goats treated with 10g/day of C.spectabilis seeds. The results showed deep alterations in these animals; thus, decrease in weight gain and changes in serum enzymes could be observed, as well as lesions in the liver, lungs and kidneys, revealed by histopathological analyses. The data presented here allow us to infer that the toxicity of MCT via milk should be considerated, regarding the health of the neonate or food safety for humans consume.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-08-29
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.