• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2012.tde-31102013-162300
Documento
Autor
Nome completo
Bruno Gomes Vasconcelos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Mess, Andrea Maria (Presidente)
Borelli, Vicente
Miglino, Maria Angélica
Oliveira, Moacir Franco de
Silva, Frederico Ozanam Carneiro e
Título em português
Desenvolvimento do saco vitelino do guinea pig (Cavia porcellus)
Palavras-chave em português
Evolução
Imunohistoquímica
Marcação de proliferação
Membranas fetais
Microscopia eletrônica de transmissão
Placentação
Resumo em português
O saco vitelino é uma estrutura única dos vertebrados que evoluiu uma grande diversidade de características de desenvolvimento, estrutural e funcional. É considerado de fundamental importância para a sobrevivência inicial do embrião. Apesar dos intensos estudos sobre a placentação no guinea pig, ainda existem lacunas importantes para a sua compreensão, no que se refere ao saco vitelino. Esta pesquisa visa detalhar a caracterização morfológica e do desenvolvimento do saco vitelino no Cavia porcellus. Dezessete amostras foram coletadas em idades gestacionais de 12 a 55 dias e investigadas mediante histologia convencional, histoquímica, imunohistoquímica incluindo o marcador de proliferação e microscopia eletrônica de transmissão. O material histórico da implantação embrionária foi utilizado da Embryological Collection of the Museum of Natural History Berlim, Germany. Foi observada a presença temporária do saco vitelino parietal e da cavidade do saco vitelino, durante a implantação do blastocisto. O saco vitelino, que recobre a placenta corioalantoica, mostrou uma grande diferença estrutural entre o 12º e 18º dia, como a transição do epitélio pseudoestratificado para projeções, que se assemelham a uma árvore. A membrana de Reichert não está desenvolvida no 12º dia, entretanto verifica-se um espaço preenchido de material extracelular e vacúolos. A membrana de Reichert foi encontrada a partir do 16º dia de gestação e com o desenvolvimento gestacional e se tornou cada vez mais espessa e constituída de material amorfo e acelular. Os dados morfológicos sugerem que a transferência de nutrientes do saco vitelino para o feto foi mais intensa entre o 22º e 40º dia, especialmente no 40º dia. No último terço da gestação, houve uma diminuição dos tecidos de ambos os sacos vitelinos placentário e visceral. Em conclusão, o desenvolvimento do saco vitelino do guinea pig revela grande semelhança com os outros caviomorfos. Os dados sugerem que o saco vitelino nos caviomorfos é fundamental na gestação média, mas, não tanto, para os períodos iniciais da gestação, como é o caso dos outros vertebrados.
Título em inglês
Development of the yolk sac in the guinea pig (Cavia porcellus)
Palavras-chave em inglês
Evolution
Fetal membranes
Immunohistochemistry
Placentation
Proliferation marker
Transmission electron microscopy
Resumo em inglês
The yolk sac is a unique structure of vertebrates that evolved a great diversity of developmental, structural and functional features. It is regarded to have a fundamental role for early embryo survival. Although placentation has been intensely studied in the guinea pig, there are important gaps as in regard to the yolk sac. This research will undergo a detailed morphological and developmental characterization of the yolk sac in Cavia porcellus. Seventeen specimens have been collected at gestational ages from day 12 to 55 and investigated by conventional histology, histochemistry, immunohistochemistry including proliferation marker and transmission electron microscopy. Historical material on earlier stages was used from the Embryological Collection of the Museum of Natural History Berlin, Germany. A temporary parietal yolk sac and yolk sac cavity occurred during the blastocyst implantation. The yolk sac covering the chorioallantoic placenta showed great structural differentiation between day 12 and 18 such as a transition from a pseudostratified epithelium to projections that resemble a tree. A Reicherts membrane was not developed on day 12, but a space filled with extracellular material and vacuoles was present. The membrane was found from day 16 onward and became thick and composed of amorphous and acellular material. The morphological data suggest that a transfer of nutrients from the yolk sac to the fetus was most advanced between 22th and 40th day, especially on the 40th day. In the last third of gestation a decrease in both, placenta and visceral, yolk sacs tissues was observed. In conclusion, the development of the yolk sac in the guinea pig showed similarities to other caviomorphs. Data suggest that the yolk sac in caviomorphs is most important for mid gestation, but not so much for early pregnancy as it is for other vertebrates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-12-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.