• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2011.tde-19102012-090804
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Arthur Cavalli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Liberti, Edson Aparecido (Presidente)
Chopard, Renato Paulo
Mori, Matsuyoshi
Título em português
Avaliação morfoquantitativa dos efeitos da subnutrição e da renutrição protéica no processo condilar da mandíbula de ratos wistar: uma correlação com a expressão do receptor de insulina
Palavras-chave em português
Eletrônica de varredura
Imunohistoquímica
Microscopia
Morfometria
Processo condilar da mandíbula
Ratos wistar
Renutrição
Subnutrição
Resumo em português
A cartilagem do processo condilar (PC) da mandíbula de ratos wistar é secundária e atua como sítio do crescimento mandibular. O fenômeno depende da ingestão adequada de proteínas e da ação de hormônios, entre eles a insulina. Objetivou-se correlacionar as alterações morfológicas provenientes da subnutrição protéica pré e pós-natal, da renutrição pós-natal com a detecção imunohistoquímica e a quantificação do receptor de insulina (IR) na cartilagem do PC de ratos wistar. Os grupos experimentais formaram-se animais heterogêneos (n=3) de acordo com a ração oferecida, protéica ou hipoprotéica, e com as respectivas idades, nos grupos N e S (nutridos e subnutridos com 60 dias de vida), R (renutridos do desmame até 60 dias), NN (nutridos até 100 dias) e RR (renutridos do desmame até 100 dias). Após a eutanásia, os espécimes foram processados para análise sob microscopia de luz. Cortes sagitais foram submetidos a colorações que permitiram observar o padrão celular, a matriz cartilagínea e o componente colágeno das camadas da cartilagem do PC. Cortes também foram submetidos à imunomarcação do receptor de insulina. Para se observar alteração na arquitetura tecidual do PC, realizou-se a microscopia eletrônica de varredura. Observou-se que o PC contém praticamente o mesmo número de células em proliferação na fase púbere e no adulto maduro (N=NN; p>0,05). A subnutrição determinou a diminuição significativa do número de células da camada proliferativa do PC (N≠S; p<0,05) e o restabelecimento nutricional mantido até a idade adulta não normaliza este parâmetro, de modo que o número de células permanece menor (NN≠RR; p<0,05). A densidade celular aos 100 dias é maior no grupo RR (NN≠RR; p<0,05). Quanto ao período púbere, a avaliação do colágeno demonstrou que a renutrição é capaz de prover novas áreas de desenvolvimento do componente fibroso do complexo osteocartilagíneo e aumento de espessura da camada condroblástica. Quanto à imunomarcação, todos os grupos apresentaram reatividade bastante heterogênea ao receptor de insulina, com predomínio nas camadas condroblástica e hipertrófica. O número de células imunorreativas foi menor e se equivalem estatisticamente nos grupos S e RR, enquanto que os grupos N, NN e R exibiram maior número, sendo N=R e R=NN; p<0,05. A densidade dessas células foi menor em S, N e R quando comparados ao grupo NN e não houve diferença estatística entre S, N, R e RR. O número de células do PC modifica-se pouco no período púbere, e o seu desenvolvimento normal é sensível à depleção protéica, de modo que o tecido não é capaz de responder ao restabelecimento protéico mesmo quando mantido até a idade adulta, apresentando também drástica diminuição da produção de matriz extracelular. A insulina funciona como hormônio de crescimento no PC, e o quadro apresentado em estados de subnutrição, é muito semelhante àquela condição observada no diabetes do tipo II, na qual as células se tornam resistentes à insulina.
Título em inglês
Morphoquantitative evaluation of the effects of protein deprivation and refeeding in the mandibular condyle of wistar rats: an expression correlation of the insulin receptor
Palavras-chave em inglês
Immunohistochemistry
Malnutrition
Mandibular condyle
Morphometry
Re-nourishment
Scanning Eletron Microscopy
Wistar rats
Resumo em inglês
In the mandible of wistar rats the cartilage of the condylar process (CP) is secondary and acts as a site of mandibular growth. The phenomenon depends on adequate protein intake and action of hormones, like insulina. In the present study, the morphological changes from protein malnutrition pre- and post-natal and post-natal re-nourishment were evaluated with immunohistochemical detection and quantification of insulin receptor (IR) in the cartilage of CP rats. The experimental groups were formed by heterogeneous animals (n = 3) according to the diet (protein or low protein) and age (60 or 100 days of life). Thus, the CP from animals of groups N and S (nourished and malnourished - 60 days old), R (renourished from weaning to 60 days), NN (fed up to 100 days) and RR (renourished from weaning until 100 days) were processed under light microscopy techniques. Semi-seriate sagittal sections were stained to observe the standard cellular cartilage matrix and collagen component of CP cartilage layers. Some sections were also immunolabelled with insulin receptor. The three-dimensional architecture of the CP was evaluated under electron microscopy (SEM). The CP exhibits the same number of proliferating cells at puberty (60 days) and mature phase (100 days) (N = NN; > p 0, 05). The undernutrition determine a significant decrease in the number cells present in the proliferative layers of CP (N ≠ S p <0.05). The nutritional recovery until adult phase does not normalize this parameter, with the cell number remaining lower (NN ≠ RR, p <0.05). In the adult phase, the cell density is higher in the RR (NN ≠ RR, p <0.05). When the collagen component was evaluated at puberty it was observed that re-nourishment was able to provide areas of development in the fibrous component present in the osteocartilaginous complex. The re-nourishment also increased the thickness of chondroblastic layer. All groups showed highly heterogeneous reactivity for insulin receptor, predominantly in the chondroblastic and hypertrophic layers. The number of immunoreactive cells is small and statistically equivalent in S and RR groups, while the groups N, R and NN have a great number of these cells (N = NN = R and R). The density of immunoreactive cells was lower in S, N and R than in NN. There were no statistical differences among S, N, R and RR. The number of cells in the CP is slightly altered during puberty and the normal development of CP is sensitive to protein depletion. This condition indicates that the tissues are not able to respond to the restoration of protein retained, even when maintained until the adult phase also showing a drastic decrease in the extracellular matrix production. The insulin acts like a growth hormone in the CP, and the roll of malnutrition states is very similar to that condition observed in type II diabetes, in which cells become resistant to insulin.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.