• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2010.tde-09102012-141908
Documento
Autor
Nome completo
Taís Harumi de Castro Sasahara
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Antonio Augusto Coppi Maciel (Presidente)
Blazquez, Francisco Javier Hernandez
Gama, Eliane Florencio
Machado, Márcia Rita Fernandes
Souza, Romeu Rodrigues de
Título em português
Efeitos da neurotoxina MPTP na estrutura do miocárdio de camundongos C57/BL
Palavras-chave em português
Cardiomiopatia
Desnervação cardíaca
Doença de Parkinson
Estereologia
MPTP
Resumo em português
A doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa caracterizada pela progressiva depleção dos neurônios dopaminérgicos da substância negra (pars compacta). A DP não ocasiona apenas uma desordem motora, mas também pode provocar uma disautonomia cardiovascular. A DP com sintomas similares aos que ocorrem em humanos pode ser experimentalmente induzida em ratos e camundongos com a administração das neurotoxinas 1-metil-1-4-fenil-1,2,3,6-tetrahidropirimidina (MPTP), 6-hidroxidopamina (6-OHDA) e rotenona. Mais, na década de 90, camundongos transgênicos que expressam altos níveis de alfa-sinucleína mutante humana têm sido produzidos e utilizados para investigar a possível relação entre a agregação da proteína alfa-sinucleína e a DP, uma vez que em humanos, a alta expressão dessa proteína está relacionada ao desenvolvimento do parkinsonismo associado à desnervação cardíaca simpática. No entanto, a desnervação cardíaca e suas conseqüências no miocárdio na DP não estão claramente caracterizadas, pois na literatura os métodos quantitativos empregados para tal finalidade têm sua confiabilidade e acurácia questionáveis. Desta forma, avaliou-se, no modelo de indução neurotóxico (MPTP), o miocárdio de camundongos C57/BL aplicando-se métodos morfoquantitativos tridimensionais (estereológicos). Neste trabalho, observamos que o volume da parede ventricular, o volume e a densidade de volume do interstício cardíaco foram, respectivamente, 0,8%, 5,3% e 2,4% maior no grupo MPTP. O volume do lúmen ventricular, o volume ventricular, o volume das fibras musculares cardíacas e a sua densidade de volume foram, respectivamente, 11,7%, 0,9%, 2,3% e 1,7% maior no grupo controle. O número total de núcleos de cardiomiócitos foi 14,8% menor no grupo MPTP bem como o número total de cardiomiócitos que foi 19% menor também neste grupo. Houve diferença estatística significativa entre os grupos para o parâmetro número de cardiomiócitos. Não houve, porém, diferença estatística significativa para os outros parâmetros avaliados.
Título em inglês
Effects of the neurotoxin MPTP on the myocardial structure in C57/BL mice
Palavras-chave em inglês
Cardiac denervation
Cardiomyopathy
MPTP
Parkinson´s disease
Stereology
Resumo em inglês
Parkinson´s disease (PD) is a neurodegenerative disorder mostly characterised by a profound reduction of dopamine in the striatum due to a dramatic loss of dopaminergic neurons in the substantia nigra (pars compacta). The disease is not only characterised by a motor disorder but also present cardiovascular dysautonomia. The disease has been chemically induced in rats and mice using neurotoxins such as 1-metyl-1-4-phenyl-1,2,3,6-tetrahydropyrimidina (MPTP), 6-OHDA and rotenone. In the nineties, transgenic α-synuclein mice have recently been used as a model of PD and alpha-synuclein aggregation, because the overexpression of this protein is related to the development of parkinsonism associated to the sympathetic cardiac denervation. Although, the cardiac denervation in PD and its consequences in myocardium is not well defined because the literature reports no reliable quantitative methods. Therefore, the myocardium of the C57/BL mice was investigated in the neurotoxin animal model (MPTP) applying tridimensional morphoquantitative methods (stereological). In this study, we observed an increase of 0,8%, 5,3% and 2,4% in ventricular wall volume, in cardiac interstitial volume and in cardiac interstitial volume density, respectively, in the MPTP group. The lumen ventricular volume, the ventricular volume, the cardiac muscle fibre and their volume density were, respectively, 11,7%, 0,9% , 2,3% and 1,7% larger in control group. The total number of cardiomyocyte nuclei was 14,8% lower in MPTP group as well as the total number of cardiomyocyte that was 19% lower for this group too. Significant difference was observed between the groups to the total number of cardiomyocyte. No significant difference, however, was detected for the others estimated parameters.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.