• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.10.2011.tde-04052012-093816
Documento
Autor
Nome completo
Claudia Marinovic de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Miglino, Maria Angélica (Presidente)
Carvalho, Ana Flávia de
Oliveira, Moacir Franco de
Perecin, Felipe
Rici, Rose Elí Grassi
Título em português
Diferenças nas Expressões Gênicas do Saco Vitelino de Embriões Bovinos provenientes de Inseminação Artificial e Fecundação In Vitro
Palavras-chave em português
Angiogenese
Bovino
Fecundação in vitro
Inseminação artificial em tempo fixo
Saco vitelino
Resumo em português
Altas taxas de mortalidade embrionária ocorrem no período de implantação em embriões provenientes de IATF e FIV. Acredita-se que a falha no desenvolvimento do saco vitelino possa estar relacionada com estas perdas embrionárias. O objetivo deste trabalho foi descrever as características macroscópicas, microscópicas e expressão gênica do processo de involução do saco vitelino, visto que os dados da literatura são contraditórios ao descrever os processos de formação e involução do saco vitelino em embriões provenientes de IATF e FIV. Foram utilizados 19 embriões de IATF e 16 de FIV, provenientes da Sociedade Agropecuária Imaculada Conceição-Redenção/PA, Brasil. Observou-se que não houve diferença significativa no tamanho dos embriões nas idades de 25 (p=0,1), 35 (p=0,1), 40 (p=0,4) e 45 (p=0,36) dias, quando comparados os grupos de IATF e FIV. Entretanto entre os embriões de IATF e FIV com 30 dias de gestação, apresentaram diferença estatística (p= 0,03). A curva de crescimento (Crow-Rump) aumentou gradativamente e linearmente em função da idade gestacional. Macroscopicamente, observou-se que aos 25 dias de gestação, o saco vitelino apresentava formato de T e coloração translúcida. Uma porção central se encontrava próxima a região ventral do embrião emitindo duas extremidades que eram finas membranas, estas acompanhavam o alantóide juntamente com os vasos umbilicais. Aos 30 a 35 dias, apresentava coloração amarelada, sua parte central e extremidades bem diminuídas mostrando sinais de um início de regressão. Aos 40 a 45 dias, o seu processo de involução estava caracterizado, com extremidades enoveladas e região central assemelhando-se a um pequeno grão achatado que se encontrava em contato com o âmnio. Microscopicamente, o saco vitelino era formado por três camadas: o endoderma, camada única que reveste a cavidade vitelínica, uma camada intermediária mesenquimal vascular e o mesotélio, camada simples voltada ao exoceloma. O epitélio do saco vitelino formava dobras ou criptas que se projetavam para a luz. Imunohistoquímica notou-se marcação para os anticorpos VEGF, Flt-1 e KDR. Observou-se que não houve diferença significativa na expressão do mRNA do VEGF, KDR e Flt-1 entre os grupos e nas idades gestacionais analisadas, aos 30 dias notou-se uma tendência entre os grupos em relação a expressão do Flt-1. Os fatores de crescimento b FGF, FGFR-1 e FGFR-2, não apresentaram diferenças em suas expressões, somente aos 35 dias de gestação para o mRNA FGFR-1. Conclui-se que o saco vitelino está intensamente relacionado com o desenvolvimento embrionário, na qual sua involução e desaparecimento relacionam-se com o crescimento e "maturação" embrionária.
Título em inglês
Differences in gene expressions of bovine yolk sac embryos from cattle artificial insemination and in vitro fertilization
Palavras-chave em inglês
Angiogenesis
Bovine
Fixed-time artificial insemination
In vitro fertilization
Yolk sac
Resumo em inglês
High mortality rates occur during embryonic implantation embryos from IVF and FTAI. It is believed that the failure in the development of the yolk sac may be related to these embryonic losses. The objective of this study was to describe the macroscopic, microscopic and mRNA expression features of the yolk sac involution process, since the literature relates contradictory information regarding the processes of formation and involution of the yolk sac in IVF and TAI embryos. Nineteen embryos were used for FTAI and 16 IVF; the specimes were obtained from the Sociedade Agropecuária Imaculada Conceição-Redenção/PA, Brazil. No significant differences were observed in the size of embryos aged 25 (p = 0.1), 35 (p = 0.1), 40 (p = 0.4) and 45 (p = 0.36) days in the groups of IVF and FTAI. However between FTAI and IVF embryos with 30 days of gestation, a difference (p = 0.03) was detectable. The growth curve (Crow-Rump) increased gradually and linearly with gestational age. Macroscopically, it was observed that after 25 days of gestation, the yolk sac was "T-shaped" and transparent colored. A central portion was observed in the vicinity of the ventral ends of the embryo exhibiting two thin membranes, which accompanied the allantois with the umbilical vessels. At 30 to 35 days this portion becomes yellowish and its central part together with the extremities was reduced displaying clearly signs of regression. At 40 to 45 days, the process of involution was presented in a curled fashion and ends with the central region resembling a flat small grain in contact with the amnion. Microscopically, the yolk sac was formed by three layers: the endoderm, single layer lining the vitelline cavity, an intermediate layer and vascular mesenchymal mesothelium, exoceloma focused on single layer. The epithelium of the yolk sac formed folds or crypts, which projected to the light. Immunohistochemistry marking was noted for antibodies VEGF, Flt-1 and KDR. No significant difference were observed in mRNA expression of VEGF, KDR and Flt-1 between groups and the gestational ages analyzed at 30 days there has been a trend among the groups regarding the expression of Flt-1. The growth factors bFGF, FGFR-1 and FGFR-2 showed no differences in their expressions, with the exception of 35 days of gestation for the m-RNA FGFR 1. It was concluded that the yolk sac is strongly related to embryonic development, in which the involution and disappearance are related to growth and "maturity" stage.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-04-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.