• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.10.2022.tde-30032022-150820
Documento
Autor
Nome completo
Giulia Kiyomi Vechiato Kawai
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2022
Orientador
Banca examinadora
Nichi, Marcilio (Presidente)
Crusco, Silvia Edelweiss
Dalmazzo, Andressa
Regazzi, Fernanda Machado
Vannucchi, Camila Infantosi
Título em português
Estudo do status oxidativo durante a refrigeração de sêmen de cães
Palavras-chave em português
Espécies reativas de oxigênio
Espermatozoides caninos
Estresse oxidativo
Malondialdeído
Peroxidação lipídica
Resumo em português
O sêmen refrigerado de cães apresenta maior taxa de concepção, facilidade no transporte, pois dispensa a utilização de nitrogênio líquido e fácil aplicação na inseminação artificial pela via intravaginal em relação ao sêmen criopreservado. Entretanto, os espermatozoides sofrem uma modificação em sua estrutura lipídica ao passar da fase líquido-cristalina para fase gel levando a alteração na permeabilidade e resistência da membrana plasmática. A característica espermática que confere maior resistência à membrana plasmática é a alta concentração de ácidos graxos poli-insaturados (PUFAs), predominantemente o ácido docosahexaenoico. Por outro lado, os PUFAs tornam os espermatozoides mais suscetíveis à peroxidação lipídica. Neste contexto, avaliou-se a suscetibilidade de espermatozoides de cães refrigerados a 5ºC, durante 24 horas, após a incubação com as diferentes espécies reativas de oxigênio: superóxido (O2 •- ), radical hidroxila (OH), soluções de peróxido de hidrogênio (H2O2) e o subproduto da peroxidação lipídica, malondialdeído (MDA). Além disso, objetivamos determinar a terapia antioxidante ideal para a refrigeração seminal de cães nas condições aqui apresentadas. Ejaculados provenientes de 10 animais hígidos (N = 10), entre 2 e 6 anos, foram coletados e refrigerados (50×106 espermatozoides/mL) durante 24 horas. Posteriormente, foram submetidos ao desafio oxidativo pela incubação com os sistemas geradores de superóxido, radical hidroxila, soluções de peróxido de hidrogênio e malondialdeído. As amostras foram analisadas quanto à cinética espermática (CASA Computer Assisted Sperm Analysis), integridade de membrana plasmática (Eosina-Nigrosina) e acrossomal (Fast-green Rosa-bengala), atividade mitocondrial (3, 3 diaminobenzidina), peroxidação lipídica (ensaio TBARS) e quanto à atividade enzimática da superóxido dismutase. Para a análise estatística, utilizou-se o teste LSD (Least Significant Difference), considerando-se nível de significância inferior a 0,05 para efeito significativo.
Título em inglês
Study of oxidative status during the chilling of dog sperm
Palavras-chave em inglês
Canine sperm
Lipid peroxidation
Malondialdehyde
Oxidative stress
Reactive oxygen species
Resumo em inglês
Chilled dog spermatozoa has a higher conception rate, ease of transport, as it does not require liquid nitrogen and is easy to apply in artificial insemination via intravaginal compared to cryopreserved semen. However, spermatozoa undergo changes on lipid structure when passing from the liquid-crystalline phase to the gel phase, compromising the permeability and resistance of the plasma membrane. The sperm characteristic that confers greater resistance to the plasma membrane is the high concentration of polyunsaturated fatty acids (PUFAs), predominantly docosahexaenoic acid. On the other hand, PUFAs make sperm more susceptible to lipid peroxidation. In this context, the susceptibility of chilled dog spermatozoa at 5ºC for 24 hours after incubation with different reactive oxygen species was evaluated: superoxide anion (O2 •-), hydroxyl radical (OH ), hydrogen peroxide solution (H2O2) and the by-product of lipid peroxidation, malondialdehyde (MDA). In addition, we aimed to determine the ideal antioxidant therapy for chilled dog spermatozoa under the conditions presented here. Ejaculates from 10 healthy animals (N = 10), aged between 2 and 6 years, were collected and chilled (50×106 sperm/mL) for 24 hours. Subsequently, were submitted to oxidative challenge by incubation with generating systems of superoxide anion, hydroxyl radical and solutions of hydrogen peroxide and malondialdehyde. Samples were analyzed for sperm kinetics (CASA - Computer Assisted Sperm Analysis), plasma membrane integrity (Eosin-Nigrosin) and acrossomal (Fast-green Rose-bengal), mitochondrial activity (3, 3 diaminobenzidine), lipid peroxidation (assay TBARS) and for the superoxide dismutase enzymatic activity. For statistical analysis, the LSD (Least Significant Difference) test was used, considering a significance level lesser than 0.05 for a significant effect.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-06-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.