• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2013.tde-29112013-151403
Documento
Autor
Nome completo
Daniel de Souza Ramos Angrimani
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Vannucchi, Camila Infantosi (Presidente)
Bertolla, Ricardo Pimenta
Souza, Fabiana Ferreira de
Título em português
Estudo da maturação epididimária em cães
Palavras-chave em português
Ácidos Graxos
Cães
Epidídimos
Maturação espermática
Proteômica
Resumo em português
A hipótese desta pesquisa foi que a maturação epididimária dos espermatozoides caninos envolve modificações nas proteínas e ácidos graxos do fluido sintetizado pelos distintos segmentos epididimários, além de alterações no perfil de ácidos graxos da membrana plasmática, organização celular e morfológica dos espermatozoides. Para tanto, este projeto foi realizado com 20 cães em idade reprodutiva e negativos para Brucella canis. Após a orquiectomia bilateral, os testículos e epidídimos foram acondicionados a 5°C por no máximo 24 horas, em seguida, as amostras foram colhidas por incisões na cauda, corpo e cabeça do epidídimo. As amostras foram imediatamente processadas por avaliação subjetiva e automática da motilidade e vigor espermático, concentração, morfologia espermática, integridade da membrana plasmática, acrossomal e atividade mitocondrial. Foi possível observar determinar maior número de espermatozoides dentro da normalidade na cauda do epidídimo, especialmente, referindo-se à motilidade, integridade de membrana e atividade mitocondrial. A avaliação das modificações ultraestruturais dos espermatozoides permitiu observar a migração da gota citoplasmática e alterações acrossomais. No perfil de ácidos graxos observaram-se variações na quantidade e presença dos ácidos durante o traje epididimário, destacando o acréscimo do DHA na região da cauda epididimária. Ainda, no perfil protéico do plasma epididimário canino, foi possível identificar um padrão regional de secreção de proteínas, maior nas regiões da cabeça e corpo em relação à cauda do epidídimo. Apesar das importantes informações geradas a partir do presente trabalho, mais estudos são necessários para a compreensão da fisiologia reprodutiva, especialmente da maturação espermática epididimária na espécie canina.
Título em inglês
Epididymal maturation in dogs
Palavras-chave em inglês
Dogs
Epididymis
Fatty Acids
Proteomic
Sperm maturation
Resumo em inglês
The hypothesis of this research is that the canine maturation of epididymal spermatozoa involves progressive changes in the protein and fatty acid content of the fluid synthesized by the different epididymal segments, as well as changes in the fatty acid profile of the sperm plasma membrane, cell organization and morphology of the canine sperm. Therefore, this experiment was conducted with 20 dogs in reproductive age and free of Brucella canis. After bilateral orchiectomy, testes and epididymis were stored at 5°C for up to 24 hours and then the samples were harvested through incisions of the tail, corpus and caput of the epididymis. The samples were immediately processed for subjective and automatic motility and sperm vigor, sperm count, morphology, plasma membrane integrity, acrosomal and mitochondrial activity. It was possible to observe a greater number of mature sperm in the epididymal tail compared to the corpus and caput, especially referring to motility, membrane integrity and mitochondrial activity. The evaluation of ultrastructural changes of the spermatozoa allowed to observed the migration of the cytoplasmic droplets and acrosomal changes. In the fatty acid profile was observed variations in the amount and presence of acids during epididymal maturation, highlighting the addition of DHA in the epididymal tail region. Moreover, in the protein profile of the canine epididymal plasma, it was possible to identify a regional pattern of protein secretion, higher in the caput and corpus in relation to the tail epididymis. In spite of the important data generated from this study, further studies are needed for understand the reproductive physiology, especially the epididymal sperm maturation in dogs.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-01-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.