• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Thayná Pantoja Gardés
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Vannucchi, Camila Infantosi (Presidente)
Fantoni, Denise Tabacchi
Veiga, Gisele Almeida Lima da
Título em português
Avaliação de parâmetros respiratórios e hemodinâmicos durante a gestação em cadelas de conformação braquiocefálica
Palavras-chave em português
Biometria fetal
Hemogasometria
Pré-natal
Síndrome braquiocefálica
Ultrassonografia Doppler
Resumo em português
Durante a gestação, alterações respiratórias e hemodinâmicas podem ocorrer, em função de diversos fatores, tais como mudanças hormonais e efeitos mecânicos. Em mulheres gestantes, tais fatores podem agravar-se por desordens preexistentes, como os distúrbios respiratórios do sono, e influenciar negativamente a saúde materna e o desenvolvimento fetal. Em Medicina Veterinária, cães de conformação braquiocefálica são predispostos à obstrução de vias aéreas, culminando com a ocorrência de sinais clínicos similares aos observados em algumas mulheres durante a gestação. Desta forma, o presente estudo teve por objetivo analisar características respiratórias e hemodinâmicas em cadelas de conformação braquiocefálica durante a gestação, comparando com cadelas não braquiocefálicas. Para tanto, 20 cadelas foram alocadas nos grupos experimentais: braquiocefálicas (n=10) e não-braquiocefálicas (n=10). As fêmeas foram avaliadas clinicamente a partir do exame físico completo, a partir do qual foi estabelecido um escore de gravidade da Síndrome dos Braquiocefálicos. Ademais, foi realizada aferição da pressão arterial média (PAM), sistólica (PAS) e diastólica (PAD), oximetria (saturação periférica de oxigênio) e ultrassonografia obstétrica para avaliação da hemodinâmica uteroplacentária, utilizando ferramenta Doppler das artérias uterina e umbilical (Power flow) e vascularização da placenta (Color flow), além da avaliação do desenvolvimento fetal por meio de biometria (modo-B). Ademais, amostras de sangue venoso e arterial foram colhidas para análise de glicemia, lactatemia e hemogasometria, respectivamente. O período experimental compreendeu avaliações em quatro momentos: gestação inicial (33 a 36 dias após estimativa da ovulação), média (43 a 46 dias), final (56 a 59 dias) e anestro (2 meses após o parto). Cadelas de conformação braquiocefálica apresentaram maior frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (FR), escore de coloração de mucosas e menor saturação periférica de oxigênio (oximetria) em relação ao grupo de cadelas não-braquiocefálicas, independente do momento experimental. Além disto, observou-se aumento do escore de gravidade da Síndrome dos Braquiocefálicos com o avanço da gestação, maior glicemia até o período médio da gestação e hiperlactatemia. Já os valores sanguíneos de bicarbonato, saturação de oxigênio, base excess e TCO2 foram menores em relação ao grupo controle. Quanto à biometria fetal, o comprimento do fêmur nos fetos do grupo braquiocefálico foi menor em relação ao controle. No estudo ultrassonográfico por Doppler, as variáveis de velocidade máxima do pico sistólico (PS) e a velocidade diastólica final (ED) da artéria umbilical foram maiores no grupo de conformação braquiocefálica. Em conclusão, as características conformacionais de cadelas braquiocefálicas alteram o padrão respiratório durante a gestação. Entretanto, as adaptações maternas durante a gestação, independente da conformação, são capazes de manter a higidez materna e permitir o desenvolvimento fetal adequado.
Título em inglês
Evaluation of respiratory and hemodynamic parameters during pregnancy in brachycephalic conformation bitches
Palavras-chave em inglês
Brachycephalic syndrome
Doppler Ultrasonography
Fetal Biometry
Hemogasometry
Prenatal
Resumo em inglês
During pregnancy, respiratory and hemodynamic changes may occur due to several factors, such as hormonal changes and mechanical effects. In pregnant women, such factors may be exacerbated by preexisting disorders, such as sleep and breathing disorders, and these may influence negatively on maternal health and fetal development. In veterinary medicine, dogs with brachycephalic conformation are predisposed to airway obstruction, culminating in the occurrence of clinical signs similar to those observed in some women during pregnancy. Thus, the present study aimed to analyze respiratory and hemodynamic characteristics in brachycephalic bitches during gestation, comparing with non-brachycephalic bitches. For this study 20 bitches were allocated into two experimental groups: brachycephalic (n = 10) and non-brachycephalic (n = 10). Females were clinically evaluated from the complete physical examination, from which a brachycephalic syndrome severity score was established. Mean arterial pressure (MAP), systolic (SBP) and diastolic (DBP), oximetry (peripheral oxygen saturation), and obstetrical ultrasonography were used to evaluate uteroplacental hemodynamics using a Doppler tool of the uterine and umbilical arteries (Power flow) and placental vasculature (Color flow), as well as evaluation of fetal development through biometry (B-mode). In addition, venous and arterial blood samples were collected for glycemia, lactatemia and hemogasometry analysis, respectively. The experimental period comprised evaluations in four moments: initial gestation (33 to 36 days after ovulation estimate), mean (43 to 46 days), final (56 to 59 days) and anesthesia (2 months postpartum). Brachycephalic conformation dogs presented higher heart rate (HR), respiratory rate (RF), mucosal staining score and lower peripheral oxygen saturation (oximetry) in relation to the non-brachycephalic bitches group, regardless of the experimental moment. In addition, we observed an increase in the severity score of brachycephalic syndrome with the advancement of gestation, higher glycemia until the middle of gestation and hyperlactatemia. Already the blood values of bicarbonate, oxygen saturation, excess base and TCO2 were lower in relation to the control group. Regarding fetal biometry, the length of the femur in fetuses of the brachycephalic group was lower in relation to the control. In the Doppler sonographic study, the variables of maximum systolic peak velocity (SP) and end diastolic velocity (ED) of the umbilical artery were higher in the brachiocephalic conformation group. In conclusion, the conformational characteristics of brachycephalic bitches alter the respiratory pattern during pregnancy. However, maternal adaptations during pregnancy, regardless of conformation, are able to maintain maternal health and allow adequate fetal development.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.