• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.10.2012.tde-19072012-110306
Documento
Autor
Nombre completo
Bruna Marcele Martins de Oliveira
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2012
Director
Tribunal
Celeghini, Eneiva Carla Carvalho (Presidente)
Arruda, Rubens Paes de
Silva, Luciano Andrade
Título en portugués
Hemodinâmica uterina avaliada por ultrassom Doppler colorido e taxa de fertilidade de vacas submetidas à IATF com sêmen analisado por sondas fluorescentes
Palabras clave en portugués
Associação de sondas fluorescentes
Bovinos
Endometrite pós-cobertura
Qualidade seminal
Vascularização uterina
Resumen en portugués
Após a inseminação artificial, as fêmeas apresentam reação inflamatória transitória e fisiológica, que pode resultar em alterações na vascularização uterina. A ultrassonografia Doppler colorido é uma técnica não invasiva, que vem sendo utilizada para estudar a hemodinâmica do trato reprodutivo de bovinos. Os objetivos deste trabalho foram verificar a resposta inflamatória uterina por ultrassonografia Doppler colorido e a taxa de fertilidade em bovinos após inseminação artificial (IA) com sêmen avaliado por sondas fluorescentes. Para isso foram delineados dois experimentos. O experimento 1 foi realizado para estudar a hemodinâmica uterina por ultrassonografia Doppler colorido em bovinos após a IA. Foram utilizadas 18 vacas da raça Nelore, submetidas a um protocolo para a inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e divididas em dois grupos: Grupo não inseminado (controle, GC, n=9) e grupo submetido à inseminação artificial (GIA, n=9). Avaliações por ultrassonografia foram realizadas em cinco momentos em modo espectral (30 horas antes da IA, 4, 24, 48 e 168 horas após a IA) para avaliar o índice de resistência (RI) da artéria uterina e em quatro momentos em modo color Doppler (4, 24, 48 e 168 horas após a IA) para avaliar a vascularização dos cornos uterinos. O diagnóstico de gestação foi feito após 30 dias da IA. No experimento 2 objetivou-se verificar se o percentual de espermatozóides com integridade das membranas plasmática e acrossomal e função mitocondrial (PIAIC) avaliadas por sondas fluorescentes influencia a fertilidade e estudar a hemodinâmica uterina após a deposição do sêmen com diferentes percentuais de espermatozóides PIAIC. Foram utilizadas 182 vacas paridas da raça Nelore, submetidas a um protocolo para IATF e divididas em três grupos de acordo com a qualidade do sêmen: Bom (B) 44,5%, Médio (M) 23% e Regular (R) 8,5% de espermatozóides PIAIC/palheta. Uma amostra de 30% das fêmeas (54, sendo 18 de cada grupo) foram submetidas a avaliações com ultrassonografia Doppler colorido 30 horas antes da IA, 4 e 24 horas após a IA. Foram considerados os RI das artérias uterinas direita (AD) e esquerda (AE) e vascularização subjetiva dos cornos uterinos direito (CD) e esquerdo (CE). Posteriormente, foram separados levando em consideração o lado do ovário contendo o folículo dominante para comparar RI das artérias ipsi (AI) e contralateral (AC) e vascularização subjetiva dos cornos uterinos ipsi (CI) e contralateral (CC). O diagnóstico de gestação foi realizado 30 dias após a IA. Para a análise estatística foi utilizado o programa SAS versão 9.2 (SAS 2010). As variáveis foram analisadas pelo PROC MIXED, utilizando modelo linear misto para medidas repetidas no tempo. Foram considerados os efeitos fixos de grupo, tempo e interação grupo x tempo. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância e ao teste de Duncan, pelo PROC GLM. A análise de Qui-Quadrado foi utilizada para determinar a taxa de prenhez, de acordo com a qualidade do sêmen pelo PROC FREQ. O nível de significância considerado foi de 5%. No experimento 1 não foram observadas diferenças dos parâmetros avaliados por ultrassom Doppler entre GIA e GC, mas foram notados efeitos do tempo para RI, sendo mais baixos 4 horas após a IA. Quando os dados foram avaliados de acordo com o lado do folículo dominante foi observado que 4 e 24 horas após a IA, RI da AC do GIA foi mais baixo do que o GC. No experimento 2 não houve diferença entre os animais inseminados com sêmen B, M ou R quanto a hemodinâmica uterina, mas houve efeito do tempo, sendo que 4 horas após a IA verificou-se menor valor de RI e maior fluxo sanguíneo. A taxa de prenhez dos animais inseminados com o sêmen B (64,7%) foi maior quando comparada ao sêmen R (36,2%), sendo que ambos não diferiram do sêmen M (50,0%). Pode-se concluir que não é possível detectar por ultrassonografia Doppler alterações na hemodinâmica uterina devido à IA em fêmeas bovinas. A deposição de sêmen com diferentes qualidades não altera a hemodinâmica uterina de forma detectável por ultrassonografia Doppler em bovinos. Por outro lado, é possível detectar por ultrassonografia Doppler mudanças na perfusão sanguínea do útero em relação ao tempo da IA, o que pode ser devido a alterações hormonais que ocorrem durante o ciclo estral. Por fim, a IA com sêmen contendo menor percentual de espermatozoides PIAIC causa redução na taxa de fertilidade em bovinos.
Título en inglés
Uterine hemodynamics assessed by color Doppler ultrasound and fertility rate of cows submitted to FTAI with semen analyzed by fluorescent probes
Palabras clave en inglés
Endometritis post-mating
Fluorescent probes association
Semen quality
Uterine vasculature
Resumen en inglés
After insemination, females have physiological and transient inflammatory reaction, which can result in changes in the uterine vasculature. The color Doppler ultrasound is a noninvasive technique that has been used to study the hemodynamics of cattle reproductive tract.The purposes of this work were to verify uterine inflammatory response by color Doppler ultrasound and fertility rate in cattle after artificial insemination (IA) with semen evaluated by fluorescent probes. For this, two experiments were delineated. The first experiment was conducted to study the uterine hemodynamic by color Doppler ultrasound in cattle after AI. Were used 18 Nellore cows that were subjected to a protocol for fixed timed artificial insemination (IATF). The animals were divided in two groups: Not inseminated group (control, GC, n=9) and inseminated group (GIA, n=9). Ultrasonografic evaluation were done in five moments on spectral mode (30 hours before AI, 4, 24, 48 e 168 hours after IA) to evaluate the resistence index (RI) of uterine artery and in four moments in color Doppler mode to evaluate the uterine horns vascularization. The pregnancy diagnostic was done 30 days after IA. In the second experiment the objective was to evaluate whether the percentage of sperm with plasma membrane integrity and acrossomal and mitochondrial function (PIAIC) assessed by fluorescent probes influences fertility and study the uterine hemodynamic after the deposition of semen with different percentages of PIAIC sperm. Were used 182 caved Nellore cows submitted to a protocol for IATF and divided into three groups according to semen quality: Good (B) 44.5%, Medium (M) 23% and Regular (R) 8,5% of PIAIC sperm/blade. A sample of 30% of female (54, 18 in each group) were submitted to evaluation by color Doppler ultrasound 30 hours before IA, 4 and 24 hours after IA. Were considered RI of right (AD) and left (AE) uterine arteries and subjective vascularization of right (CD) and left (CE) uterine horns. Later, they were separated taking into account the side of the ovary containing the dominant follicle to compare RI of ipsi (AI) and contralateral (AC) arteries and subjective vascularization of ipsi (CI) and contralateral (CC) uterine horns. The pregnancy diagnostic was done 30 days after IA. Statistical analysis was performed using the program SAS version 9.2 (SAS 2010). The variables were analyzed by PROC MIXED, using mixed linear model for repeated measures in time. We considered effects of group, time and group x time interaction. The data obtained were submitted to ANOVA and Duncan test, using PROC GLM. The chi-square analysis was used to determine pregnancy rate, according to the quality of semen by PROC FREQ. the significance level was 5%. In experiment 1 there were no differences of the parameters evaluated by Doppler ultrasound between GIA and GC, but time effects were noted for RI, it was lower four hours after IA. When the data were evaluated according to the side of the dominant follicle was observed that 4 and 24 hours after IA, RI of AC of GIA was lower when it was compared with GC. In experiment 2 there was no difference between animals inseminated with semen B, M or R about uterine hemodynamics, but there were effects of time, so that 4 hours after IA showed lower value of RI and increased blood flow. The pregnancy rate of animals inseminated with semen B (64.7%) was higher when compared with semen R (36.2%), both of them did not differ of semen M (50.0%). It can be concluded that is not possible to detect uterine hemodynamic changes by Doppler ultrasound due to IA in cattle. The deposition of semen with different qualities does not change the uterine hemodynamics enough to be detectable by Doppler ultrasonography in cattle. On the other hand, is possible to detect changes in blood perfusion of the uterus in relation to the time of IA by Doppler ultrasound, which may be due to hormonal changes that occur during the estrous cycle. Finally, IA with semen containing a lower percentage of PIAIC sperm causes a reduction in fertility rate in cattle.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2012-10-04
 
ADVERTENCIA: El material descrito abajo se refiere a los trabajos derivados de esta tesis o disertación. El contenido de estos documentos es responsabilidad del autor de la tesis o disertación.
  • OLIVEIRA, B. M. M., et al. Transferência de oócitos em éguas. Veterinária e Zootecnia (UNESP), 2012, vol. 19, p. 460-469.
  • OLIVEIRA, G. C., et al. Criopreservação do sêmen equino: uma revisão. Revista Brasileira de Reprodução Animal , 2013, vol. 37, p. 23-28.
  • THOME, H. E., et al. Métodos de diagnóstico da resposta inflamatória uterina em vacas. Revista Acadêmica: Ciências Agrárias e Ambientais (PUCPR. Impresso), 2013, vol. 11, p. 11-16.
  • TICIANELLI, J. S., et al. Intersexo e outras anomalias do desenvolvimento do aparelho reprodutor nos animais domésticos e o auxílio da citogenética para o diagnóstico. Revista Brasileira de Reprodução Animal , 2011, vol. 35, p. 26-32.
  • CELEGHINI, E. C. C., et al. Hemodinâmica uterina de vacas submetidas à colheita de material endometrial para avaliação citológica. In XIX Congresso Brasileiro de Reprodução Animal, Recife, 2011. Revista Brasileira de Rerprodução Animal.Belo Horizonte : Colégio Brasileiro de Reprodução /animal, 2011. Resumo.
  • CELEGHINI, E. C. C., et al. Pregnancy rates in Nellore cows inseminated whith semen evaluated by fluorescent probes associations. In III Workshop on Male Reproductive Biology, Campinas, 2011. III Workshop on Male Reproductive Biology.Campinas, 2011. Abstract.
  • OLIVEIRA, B. M. M., et al. Avaliação do perfil sanguíneo de vacas prenhes e vazias submetidas ao protocolo de IATF com sêmen avaliado por sondas fluorescentes. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. Anais do IV Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal., 2012. Resumo.
  • OLIVEIRA, B. M. M., et al. Comparison of uterine vascularization by Doppler ultrasound of pregnant and not-pregnant cows submitted to FTAI. In XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões, Mata de São João, BA, 2013. Animal Reproduction.Mata de São João, BA : Animal Reproduction, 2013. Resumo.
  • OLIVEIRA, B. M. M., et al. Efeitos da inseminação artificial sobre a vascularização uterina de bovinos. In XIX Congresso Brasileiro de Reprodução Animal, Recife, 2011. Revista Brasileira de Rerprodução Animal.Belo Horizonte : Colégio Brasileiro de Reprodução Animal, 2011. Resumo.
  • OLIVEIRA, B. M. M., et al. Effect of semen quality on cow uterine artery resistence index by color Doppler ultrasound after artificial insemination. In 17th International Congress on Animal Reproduction (ICAR), Vancouver, 2012. Reproduction in Domestic Animals.Berlin : Blackwell Verlag, 2012. Abstract.
  • OLIVEIRA, B. M. M., et al. Taxa de fertilidade e resposta inflamatória uterina avaliada por ultrassonografia com doppler colorido após inseminação artificial com sêmen de diferentes qualidades espermáticas avaliadas por associações de sondas fluorescentes em bovinos. In III Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2010. III Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução., 2010. Resumo.
  • OLIVEIRA, G. C., et al. Características espermáticas do sêmen equino congelado com diferentes criprotetores. In XI Conferência Anual da Associação Brasileira de Médicos Veterinários de Equinos, São Paulo, 2010. Anais da ABRAVEQ.São Paulo, 2010. Resumo.
  • SANCHES, T. P., et al. Coorelation between testicular vascularity by color Doppler ultrasound and sperm characteristics in rams. In XXVI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões (SBTE), Foz do Iguaçu, 2012. Animal Reproduction.Belo Horizonte : Official journal of the Brazilian College of Animal Reproduction, 2012. Abstract.
  • THOME, H. E., et al. Citologia endometrial em bovinos após inseminação artificial: avaliação das técnicas e efeitos sobre a hemodinâmica uterina. In IV Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2012. Anais do IV Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal., 2012. Resumo.
  • THOME, H. E., et al. Comparação de técnicas para avaliar a citologia endometrial em bovinos após a inseminação artificial. In XIX Congresso Brasileiro de Reprodução Animal, Recife, 2011. Revista Brasileira de Rerprodução Animal.Belo Horizonte : Colégio Brasileiro de Reprodução Animal, 2011. Resumo.
  • THOME, H. E., et al. Influência da lavagem uterina para citologia endometrial sobre a fertilidade em bovinos. In XXV Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões, Cumbuco, 2011. Acta Scientiae Veterinariae.Porto Alegre : UFRGS, 2011. Resumo.
  • THOME, H. E., et al. Resposta inflamatória uterina em bovinos após inseminação artificial com sêmen avaliado por sondas fluorescentes: efeitos sobre a fertilidade. In III Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal, Pirassununga, 2010. III Simpósio de Pesquisa e Pós-Graduação do Departamento de Reprodução Animal., 2010. Resumo.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.