• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.10.2008.tde-18072008-154438
Documento
Autor
Nome completo
Fernando José Delai Pardo
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Madureira, Ed Hoffmann (Presidente)
Arruda, Rubens Paes de
Celeghini, Eneiva Carla Carvalho
Título em português
Emprego de um novo dispositivo intravaginal para liberação sustentada de progesterona em programas de TETF em receptoras de embrião (Bos taurus taurus x Bos taurus indicus)
Palavras-chave em português
Crestar®
PHB
Progestar®
Sincronização Receptora
TETF
Resumo em português
Dentre os inúmeros fatores para o sucesso dos programas de TE, as receptoras merecem grande destaque por serem fator determinante no sucesso desta biotecnologia. Atualmente, os produtos de liberação de progesterona disponíveis no mercado brasileiro são importados e confeccionados a base de nylon e silicone. O silicone é uma matriz biocompatível, mas não biodegradável, contrariamente aos novos dispositivos que utilizam biopolímeros obtidos a partir da fermentação bacteriana da cana-de-açúcar. O presente experimento tem como objetivo estudar a eficiência do novo dispositivo intravaginal de liberação sustentada de progesterona no programa de TETF, em novilhas e vacas cruzadas, pela avaliação das taxas de aproveitamento, concepção e de prenhez. O experimento foi realizado em parceria com a empresa de Embryo-sys®, a qual foi responsável por realizar a sincronização das receptoras, assim como das inovulações. As sincronizações e as inovulações foram realizadas em três propriedades nos municípios de Paranapanema-SP, Itapetininga-SP e Ouro Fino-MG. Todos os animais foram submetidos a rigoroso manejo sanitário e ginecológico, e mantidos a pasto (Brachiaria decumbens) com suplementação mineral e água ad libitum. As receptoras (n = 205) foram agrupadas equitativamente quanto ao escore de condição corporal, condição ovariana, categoria animal e período pós-parto, em dois grupos: Grupo Controle - dispositivo auricular (Crestar®, Intervet, Holanda) contendo 3mg de norgestomet (n=103) e Grupo Tratado - implante intravaginal (Progestar®, Innovare, Brasil) contendo 1,72g de progesterona (n=102). No início da sincronização ambos os grupos foram tratados com 2mg de benzoato de estradiol (BE, Innovare, Brasil) intramuscular (IM). Os dispositivos permaneceram nos animais por oito dias, e no momento da retirada foram administradas 400UI de eCG (Novormon®, Syntex, Argentina) IM e 530μg cloprostenol sódico (Sincrocio®,Ouro Fino, Brasil) IM. Após 24 horas da retirada, foi aplicado 1mg de BE IM, como indutor de ovulação. Analisando as novilhas (n=77), vacas solteiras (n=69) e paridas (n=59), obtiveram-se os seguintes resultados, respectivamente para os grupos controle e tratamento: taxa de aproveitamento (TA) 72,8% (n=103) vs 83,3% (n=102), de concepção (TC) 47,9% (n=73) vs 42,7% (n=82) e de prenhez (TP) 34,7% (n=101) vs 35,0% (n=100). Em analise posterior, as vacas paridas foram divididas em duas classes de período pós-parto: PP1 de 2 a 4 meses (n=35) e PP2 de 4 a 8 meses (n=24). Houve efeito da interação entre PP e condição ovariana (CO) para a variável TA, obtendo no PP2, os valores, significativamente diferentes (P<0,05), foram de 83,3% para as que estavam ciclando e 50% para as que não estavam ciclando. Também houve efeito de período pós-parto para TC e os valores de PP1 foi de 48,5% e no PP2 foi de 35,3% (P<0,05). Assim como para TC, houve efeito de PP para TP: vacas no PP1 tiveram 45,7% de prenhez, enquanto as que estavam no PP2, 26,4% (P<0,05). Concluiu-se que o novo dispositivo à base de biopolímeros Progestar® foi capaz de proporcionar taxas de ovulação, de concepção e de prenhez nas inovulações em programas TETF, em novilhas e vacas cruzadas, tanto quanto dispositivos confeccionados com silicone que liberam progestágenos (Crestar®).
Título em inglês
Use of a new intravaginal device for releasing progesterone-based ETFT program in embryo recipients (Bos taurus taurus x Bos taurus indicus)
Palavras-chave em inglês
Crestar®
ET
PHB
Progestar®
Recipient Synchronization
Resumo em inglês
There are many factors for the successful of ET programs, and the recipients are the major factor on this biotechnique. Nowadays, the products available in the brazilian market for releasing progesterone are imported and made of silicone, a biocompatible polymer, but not biodegradable. Recently, intravaginal progesterone devices made of PHB, a biodegradable polymer made from bacteria fermentation of sugar cane, have been studied. The objective of this present study was to compare the efficiency in ET programs of a new intravaginal device on ovulation, conception and pregnancy rate, in croosbreed heifers and cows, with a device made of silicone Crestar®, currently available in the brazilian market. The experiment was done with help of Embryo-sys® Company, which was responsible for the recipient's synchronizations and inovulations. The synchronizations and inovulations were done in three different places: Paranapanema-SP, Itapetininga-SP and Ouro Fino-MG. All the animals were kept in pasture of Brachiaria decumbens with mineral supplementation and ad libitum water. The body and ovary condition score, postpartum period and animal category were utilized for equal division of recipients (n=205), in two groups: control - auricular device (Crestar®) with 3mg of norgestomet (n=103) and treatment - intravaginal device (Progestar®) with 1.72g of progesterone (n=102). On day 0, all the animals received 2mg of estradiol benzoate (IM). On day 8, the devices were removed, 400UI of eCG and 500μg of PGF were injected (IM). After 24 hours, was injected 1mg of estradiol benzoate (IM), as ovulation inductor. The animals had the following results, respectively for control and treatment group: ovulation rate (OR) - 72.8% (n=103) vs 83.3% (n=102), conception rate (CR) - 47.9% (n=73) vs 42.7% (n=82) and pregnancy rate (PR) - 34.7% (n=101) vs 35.0% (n=100). In further analysis, postpartum cows were divided in two classes: PP1 (2 - 4 months, n=35) and PP2 (4 - 8 months, n=24). There was an interaction between PP and ovary condition (OC) on OR, in which animals in PP2 and cyclic showed better results (83.3%) than the animals not cyclic (50%). There was effect of PP on CR, and the values for PP1 and PP2 were 48.5% and 35.5%, respectively. There was also effect of PP on PR: cows in PP1 showed 45.7% of PR, while cows in PP2, 26.4%. This experiment showed that the new intravaginal device (Progestar®) had the same efficiency on ovulation, conception and pregnancy rate, in ET programs, in crossbreed heifers and cows, as the commercially available device Crestar®.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.