• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
https://doi.org/10.11606/T.10.2020.tde-18012021-104507
Document
Auteur
Nom complet
Gabriela Siqueira Martins
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2020
Directeur
Jury
Oliveira, Claudio Alvarenga de (Président)
Furtado, Priscila Viau
Moreira, Nei
Nichi, Marcilio
Paula, Rogério Cunha de
Titre en portugais
Sobre hormônios e lobos: marcos da história de vida do lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) sob a perspectiva endócrino-reprodutiva
Mots-clés en portugais
Estradiol
HAM
Lobo-guará
Puberdade
Sazonalidade reprodutiva
Senescência
Testosterona
Resumé en portugais
O lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é considerado uma espécie chave dentro do cerrado, sendo frequentemente citado como um excelente candidato a espécie- bandeira ou espécie guarda-chuva para a proteção deste bioma ameaçado. Independentemente deste fato, atualmente as populações naturais de lobos-guará encontram-se em delicado período de declínio, sendo classificada como “Quase Ameaçada” mundialmente. Em cativeiro, baixas taxas de concepção e alta mortalidade de filhotes impedem o estabelecimento de populações autossustentáveis. Em termos gerais, esta tese visou contribuir para uma melhor compreensão da fisiologia reprodutiva do lobo-guará como parte do esforço conjunto para conservação desta espécie. O primeiro manuscrito deste documento foi estruturado como uma revisão do conhecimento atual acerca da biologia reprodutiva da espécie. Nele foram revistados os aspectos clássicos da biologia da espécie tal qual o solitarismo, a monogamia e a sazonalidade reprodutiva, como também discutidas características recém-descobertas como a presença de ovulação induzida. Ao fim desta revisão, destacamos as principais lacunas de conhecimento acerca da história de vida da espécie, entre elas: a idade a puberdade; a senescência reprodutiva; e a ainda rara caracterização da função gonadal sob condições naturais. Os manuscritos seguintes cuidaram de endereçar estas questões pelo viés endócrino-reprodutivo através da técnica de ensaio imunoenzimático. Para tanto foram utilizadas amostras de soro de lobos-guará de vida livre de diferentes idades (3 meses a 12 anos) provenientes de um banco de recursos genéticos. O segundo manuscrito teve por foco a caracterização perfis de testosterona e estradiol em diferentes categorias etárias afim de delimitar a janela da maturidade sexual para a espécie. Ademais, também foi objeto de avaliação o comportamento destes hormônios sazonalmente e o possível - e até então inédito - efeito dos padrões de chuva regionais sobre o estabelecimento e duração da estação reprodutiva. Os resultados obtidos sugerem que, em concordância com dados observacionais, a puberdade ocorre entre o primeiro e o terceiro anos de vida. Adicionalmente, nossos resultados também reafirmaram o padrão endócrino-reprodutivo sazonal centrado nos dias curtos de outono característico da espécie. Contudo, a ocorrência de um segundo período de elevação nas contrações hormonais durante a primavera sugere que o início da estação chuvosa (setembro-outubro) possa atuar como um gatilho para o início precoce da atividade reprodutiva. Os dois momentos de alta hormonal encontrados em épocas diferentes do ano, podem implicar na possibilidade poliestria além de serem uma possível consequência da ocorrência de ovulação induzida nas fêmeas desta espécie. Por fim, no terceiro manuscrito apresentamos o primeiro relato da mensuração de hormônio anti-Mülleriano (HAM) em um canídeo selvagem, assim como discutimos a validade da sua utilização como marcador da função ovariana. Aqui, encontramos diferença significativa (p<0,05) entres as concentrações séricas de fêmeas imaturas e maduras, reafirmando a janela de puberdade do manuscrito anterior. Nas fêmeas maduras, diferenças sazonais nas concentrações de HAM foram identificadas, com fêmeas dentro de estação reprodutiva apresentando concentrações mais elevadas do que aquelas fora de estação reprodutiva. Enfim, embora o HAM seja um reconhecido marcador da senescência ovariana, não foi detectada queda em suas concentrações associada ao envelhecimento de modo que a caracterização da senescência reprodutiva continua em aberto para a espécie. Em conclusão, consideramos que ao mesmo tempo que esta tese contribuiu para seu propósito de elucidar parte história de vida do lobo-guará, ela provou que este ainda é um território carente de exploração: a partir de nossas análises conseguimos prover informações importantes a respeito da puberdade e da sazonalidade reprodutiva da espécie, além de provarmos o potencial do HAM como marcador da função ovariana. Ao mesmo tempo dúvidas importantes foram levantadas acerca da influência da fatores ambientais sobre a reprodução de populações selvagens, da possível ocorrência de poliestria ou ainda da flexibilização da estação reprodutiva.
Titre en anglais
About hormones and wolves: stages of the maned wolf's (Chrysocyon brachyurus) life history from an endocrine-reproductive perspective
Mots-clés en anglais
AMH
Maned wolf
Oestradiol
Puberty
Reproductive seasonality
Senescence
Testosterone
Resumé en anglais
The maned wolf (Chrysocyon brachyurus) is considered a key species within its main habitat, the cerrado, and is often cited as an excellent flagship or umbrella species candidate for the protection of this threatened biome. Regardless of that fact, currently the natural populations of maned wolves are in a delicate period of decline, being classified as “Near threatened” worldwide. In captivity, low conception rates and high infant mortality prevent the establishment of self-sustaining populations. Overall, this thesis aimed to contribute to a better understanding of the maned wolf's reproductive physiology as part of the joint efforts to conserve this species. The first manuscript was structured as a review of current knowledge about the species' reproductive biology. For that, classic aspects of the species' biology such as its solitary habits, monogamy and reproductive seasonality were revisited. We also discussed recently discovered characteristics like the occurrence of induced ovulation. At the end of this very review, main gaps in knowledge about the species' life history were highlighted, including age and puberty, reproductive senescence, and the (still rare) characterization of gonadal function under natural conditions. The following manuscripts aimed to address such issues through an endocrine-reproductive perspective using enzyme immunoassays. For this purpose, banked serum samples of free-living maned wolves of different ages (3 months to 12 years) were used. The second manuscript is focused on the characterization of testosterone and estradiol profiles in different age categories in order to delimit sexual maturity window for the species. In addition, we also evaluated the seasonal fluctuations of these hormones and the possible (and until now unprecedented ) effect of regional rainfall patterns on the establishment and duration of the reproductive season. Our results suggest that, in agreement with observational data, puberty occurs between the first and third years. Additionally, our results also reaffirmed the species' typical seasonal endocrine-reproductive pattern centered on the short autumn days. However, a second period of increase in hormonal contractions was observed during the spring, suggesting that the beginning of the rainy season (September- October) may act as a trigger for the early onset of reproductive activity. The two moments of high hormone found at different times of the year, may also imply the possibility of polyestrous, being a possible consequence of the occurrence of induced ovulation in this species. Finally, in the third manuscript we present the first report of the measurement of anti-Müllerian hormone (AMH) in a wild canid, as well as examined the validity of its use as a marker of ovarian function. In this study, we found a significant difference (p<0.05) between the serum concentrations of immature and mature females, reaffirming the puberty window of the previous manuscript. In mature females, seasonal differences in AMH concentrations were identified, with females within the breeding season showing higher concentrations than those outside the breeding season. Finally, although AMH is often used as marker of ovarian senescence, no drop in its concentrations was detected associated with aging in our samples, so that the characterization of reproductive senescence remains open for the species. In conclusion, while this thesis contributed to its purpose of elucidating part of the maned wolf's life history, it also proved that this is still a territory in need of exploration: from our analysis we were able to provide important information about the puberty and the reproductive seasonality of the species, in addition to proving the potential of AMH as a marker of ovarian function. At the same time, important questions about the influence of environmental factors on the reproduction of wild populations, the possible occurrence of polioestrus or even the flexibilization of reproductive seasons were raised.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2021-07-28
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.