• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.10.2020.tde-13052020-093248
Documento
Autor
Nome completo
Laísa Garcia da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Baruselli, Pietro Sampaio (Presidente)
Carvalho, Júlia Gleyci Soares de
Gimenes, Lindsay Unno
Título em português
Produção in vitro de embriões de novilhas Nelore (Bos indicus) de 12 e 24 meses de idade tratadas ou não com FSH
Palavras-chave em português
FSH
IGF1
Novilha
PIVE
TE
Resumo em português
A utilização de novilhas jovens para a produção in vitro de embriões (PIVE) acelera o ganho genético dos rebanhos, diminuindo o intervalo de gerações. Entretanto, doadoras jovens possuem competência oocitária inferior à de doadoras adultas, sendo menos eficientes na PIVE. No presente estudo buscou-se avaliar a eficiência da aspiração folicular (OPU), da PIVE e da prenhez/transferência de embrião (P/TE) de novilhas Nelore (Bos indicus) de 12 e 24 meses de idade, tratadas ou não com FSH. Ainda, buscou-se relacionar essas variáveis com a concentração plasmática de IGF1 das doadoras no momento da OPU. Foram utilizadas 46 novilhas de 12 meses e 45 novilhas de 24 meses de idade, submetidas a um delineamento fatorial 2x2 (cross- over). Todos os animais receberam protocolo de sincronização no dia 0. As novilhas do grupo FSH receberam duas doses de 30mg de FSH no dia 4 e duas doses de 20mg de FSH no dia 5 em intervalos de 12 horas, totalizando 100mg de FSH. No dia 7, todas as novilhas foram submetidas à OPU. Esse protocolo se repetiu com intervalo de 40 dias, invertendo-se os animais nos grupos de tratamento. Os embriões produzidos foram vitrificados (n=202) e posteriormente transferidos em receptoras sincronizadas. As análises estatísticas foram feitas utilizando o PROC GLIMMIX e PROC CORR (SAS®). Não foi observada interação Idade×FSH para as variáveis estudadas. As novilhas de 24 meses (N-24) tiveram maior número de oócitos recuperados (N-12= 16,6±1,2; N- 24= 20,8±1,5; P=0,02), número de oócitos viáveis (N-12= 12,5±1,0; N-24= 15,4±1,1; P=0,06), número de clivados (N-12= 9,2±0,7; N-24= 12,0±1,0; P=0,02), número de embriões produzidos/OPU (N-12= 3,4±0,4; N-24= 6,4±0,7; P=0,0004) e taxa de blastocisto (N-12= 20,9%; N-24= 29,9%; P=0,02) quando comparadas às novilhas de 12 meses (N-12). O tratamento com FSH (NFSH) aumentou a quantidade de folículos médios (NC= 1,1±0,2; NFSH= 15,7±1,7; P<0,0001) e grandes (NC= 0,2±0,1; NFSH= 4,2±0,6; P<0,0001) e a taxa de oócitos viáveis (NC= 72,7%; NFSH= 78,8%; P=0,02), porém diminuiu a quantidade de oócitos recuperados (NC= 21,2±1,5; NFSH= 16,2±1,1; P=0,01) e a taxa de recuperação (NC= 92,9%; NFSH= 51,8%; P<0,0001) em relação às novilhas do grupo controle (NC). Não se verificou efeito de tratamento com FSH sobre número e taxa de blastocistos. Não houve efeito de categoria e FSH na P/TE. A concentração plasmática de IGF1 foi maior para novilhas de 24 meses (N-12= 224,2ng/ml; N- 24= 358,3ng/ml; P<0,0001), porém, não foi influenciada pelo tratamento com FSH. Houve correlação positiva entre IGF1 e taxa de oócitos viáveis (r=0,0678; P=0,05). Observou-se interação Idade×IGF1 (P=0,0004) para P/TE, em que apenas os embriões de novilhas de 24 meses apresentaram aumento na P/TE conforme o aumento da IGF1. Os resultados do presente estudo permitem concluir que novilhas de 24 meses são mais eficientes na PIVE que novilhas de 12 meses de idade, e a P/TE de novilhas de 24 meses aumenta conforme a elevação das concentrações circulantes de IGF1 da doadora. Ainda, o tratamento com FSH melhora a taxa de oócitos viáveis em novilhas Nelore, porém não tem efeitos sobre a PIVE e a P/TE.
Título em inglês
In vitro embryo production of 12- and 24-month-old Nellore heifers (B. Indicus) treated or not with FSH
Palavras-chave em inglês
ET
FSH
Heifer
IGF1
IVEP
Resumo em inglês
The use of young heifers for in vitro embryo production (IVEP) accelerates genetic gain of herds, reducing the generation interval. However, young donors have lower oocyte competence than adult donors, being less efficient in IVEP. The present study aimed to evaluate the efficiency of follicular aspiration (OPU), IVEP and pregnancy / embryo transfer (P / ET) of 12- and 24-month- old Nellore heifers (Bos indicus), treated or not with FSH. Furthermore, it was aimed to relate these variables to donor's plasma IGF1 concentration at the time of OPU. For this experiment, 46 12-month and 45 24-month-old heifers were submitted to a 2x2 factorial arrangement design (cross-over). All animals received a synchronization protocol on day 0. Heifers from FSH group received two doses of 30mg of FSH on day 4 and two doses of 20mg of FSH on day 5 within 12- hour intervals, totalizing 100mg of FSH. On day 7, all heifers were submitted to OPU. After a 40- day interval the described protocol was repeated, switching animals of treatment groups. The produced embryos were vitrified (n= 202) and later transferred to synchronized recipients. Statistical analyzes were performed using PROC GLIMMIX and PROC CORR (SAS®). No Age × FSH interactions were observed for the studied variables. 24-month-old heifers (H-24) had higher number of recovered oocytes (H-12= 16.6±1.2; H-24= 20.8±1.5; P= 0.02), number of viable oocytes (H-12= 12.5±1.0; H-24= 15.4±1.1; P= 0.06), number of cleaved embryos (H-12= 9.2±0.7; H-24= 12.0±1.0; P= 0.02), number of produced embryos / OPU (H-12= 3.4±0.4; H-24= 6.4±0.7; P= 0.0004) and blastocyst rate (H-12= 20.9%; H-24= 29.9%; P= 0.02) when compared to 12-month-old heifers (H-12). Treatment with FSH (NFSH) increased the number of medium (HC= 1.1±0.2; HFSH= 15.7±1.7; P<0.0001) and large follicles (HC= 0.2±0,1; HFSH= 4.2±0.6; P<0.0001) and the viable oocytes rate (HC= 72.7%; HFSH= 78.8%; P= 0.02), but decreased the number of recovered oocytes (HC= 21.2±1.5; HFSH= 16.2±1.1; P= 0.01) and recovery rate (HC= 92.9%; HFSH= 51.8% ; P<0.0001) when compared to heifers from control group (HC). There was no effect of FSH treatment on blastocysts number and rate. There was no effect of age or FSH on P / ET. Plasma IGF1 concentration was higher for 24-month-old heifers (H-12= 224.2ng/ml; H-24= 358.3ng/ml; P<0.0001), however, was not influenced by treatment with FSH. There was a positive correlation between IGF1 and viable oocytes rate (r= 0.0678; P= 0.05). Age × IGF1 (P= 0.0004) interaction was observed for P / ET, in which P / ET of embryos from 24- month-old heifers was raised as the IGF1 concentration increased. The results of the present study allow us to conclude that 24-month-old heifers are more efficient in IVEP than 12-month- old heifers, and P / ET of 24-month-old heifers is enhanced as the donor's circulating IGF1 concentrations increases. In addition, treatment with FSH improves viable oocytes rate in Nellore heifers, but has no effect on IVEP and P / TE.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.