• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
DOI
10.11606/T.44.2013.tde-23102013-091118
Documento
Autor
Nome completo
Renato de Moraes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Banca examinadora
Correia, Ciro Teixeira (Presidente)
Barbosa, Johildo Salomão Figueiredo
Girardi, Vicente Antonio Vitorio
Oliveira, Marcos Aurelio Farias de
Trouw, Rudolph Allard Johannes
Título em português
Estudo sobre a geração e evolução de granulitos e migmatitos, usando como exemplos as rochas da Faixa Araçuaí, BA e do Complexo Anápolis-Itauçu, GO
Palavras-chave em português
Geotermabarometria
Granulitos
Migmatito
Petrografia
Resumo em português
A crosta continental inferior é formada principalmente por migmatitos, granulitos e granitos, sendo que a gênese dessas rochas está relacionada entre si pelo processo de fusão parcial. Os migmatitos são rochas que marcam locais de fusão parcial in situ, sendo nenhum ou quantidade apreciável de fundido possa ter sido perdido. Grande parte dos granulitos pode ser considerada como resíduos do processo de fusão, após intensa anatexia e retirada quase total do fundido. Os granitóides, por sua vez, são produtos da cristalização do magma gerado e coletado após o processo de anatexia que gerou migmatitos e granulitos. O presente trabalho investiga a formação de granulitos e migmatitos. Vários métodos ermobarométricos foram aplicados à migmatitos e granulitos da Faixa Araçuaí, no sul da Bahia e do Complexo Anápolis-Itauçu, em Goiás. Os migmatitos e granulitos da Faixa Araçuaí são agrupados sob o nome Complexo Jequitinhonha. Os tipos mais comuns são cordierita-granada diatexito e granulito félsico com ou sem granada. Leitos de granulito félsico ocorrem em meio aos migmatitos e a anatexia está relacionada à gêneses dos dois litotipos. Reações de fusão por desidratação foram cruzadas pelas rochas, gerando liquido granítico e produtos peritéticos, tais como granada e cordierita, nos diatexitos, e ortopiroxênio e granada, no granulito félsico. As condições P-T da fusão parcial e do metamorfismo granulítico foram calculadas com o THERMOCALC e com termobarometria convencional, usando o termobarômetro granada-ortopiroxênio e o barômetro granada-ortopiroxênio-plagioclásio-quartzo. As condições do pico metamórfico de 850 °C e 7 kbar foram calculadas para os diatexitos, considerando condições próximas da saturação de H2O para a rocha. Valores semelhantes foram calculados para granada granulito félsico, ajustando a atividade de H2O para valor de 0,3, com o qual a qualidade estatística dos resultados é a melhor. No Complexo Anápolis=Itauçu ocorrem granulitos com paragêneses típicas de temperaturas ultra-altas. As amostras aqui investigadas apresentam espinélio + quartzo, paragênese que não pode ser usada, inequivocadamente, como diagnóstica de condições de temperatura ultra-alta, pois variações na composição química do espinélio pode expandir significativamente seu campo de estabilidade. Nas amostras investigadas o espinélio apresenta Fe3+, Cr e Zn, o que impede a inferência de temperaturas ultra-altas pela presença da paragênese. No entanto, condições de temperatura ultra-altas forma calculadas a partir de granulito com ortopiroxênio rico em Al2O3 e granada rica em piropo, com valores do pico metamórfico de 920 °C e 10 kbar. Outros resultados de temperaturas elevadas, > 900 °C, foram obtidos com o termômetro Zr em rutilo. Esse termômetro é bastante versátil, pois mesmo em rochas intensamente retrometamorfizadas, contendo cloritóide + cianita, temperaturas > que 850 °C foram obtidas. O retrometamorfismo intenso, em condições da fácies xisto verde e anfibolito, está ligado a influxo de fase fluida rica em H2O e como não se sabe a idade deste evento, em relação ao pico metamórfico granulítico, não pode ser descartada a possibilidade de que seja de metamorfismo mais novo. Em todas as rochas investigadas, as texturas ligadas à fusão parcial ou cristalização de líquido aprisionado in'situ são inequívocas e muitas vezes responsáveis por parte do retrometamorfismo. A relação da anatexia com a formação de migmatitos e granulitos é aqui reforçada.
Palavras-chave em inglês
not available
Resumo em inglês
The lower continental crust is primarily composed of migmatites, granulites and granites, and the genesis of these rocks are related to each other by partial melting. The migmatites are rocks that mark sites of in situ partial melting, where none or an appreciable amount of melt may have been lost. Most granulites can be regarded as residues from the partial melting process, after intensive anatexis and with almost complete withdrawal of generated melt. Granites, in turn, are the products of crystallization of the magma generated and collected after the process of to generating migmatites and granulites. This work investigates the formation of granulites and migmatites. Several thermobarometric methods were applied to migmatites and granulites of the Araçuaí Belt, in southern Bahia, and Anápolis-Itauçu Complex, Goias. The migmatites and granulites of Araçuaí Belt are grouped under the name Jequitinhonha Complex. The most common types are garnet-cordierite diatexite and felsic granulite with or without garnet. Layers of felsic granulite occur among the migmatites and anatexis is related to the genesis of the two rock types. Dehydration melting reactions were crossed by these rocks, which generated granitic liquid and perithetic products, such as garnet and cordierite, in diatexites, and orthopyroxene and garnet, in felsic granulite. The P-T conditions of partial melting and granulite facies metamorphism were calculated with THERMOCALC and conventional thermobarometry, using the garnet-orthopyroxene thermobarometer and garnet-orthopyroxene-plagioclase-quartz barometer. The metamorphic peak conditions of 850 °C and 7 kbar were calculated for diatexites, considering conditions approaching saturation H2O. Similar values were calculated for felsic garnet granulite by adjusting the H2O activity to value of 0.3, which produced the best statistical results. In the Anápolis-Itauçu Complex occur granulites with parageneses typical of ultra-high temperatures. The samples investigated here have spinel + quartz, paragenesis that can not be used, unequivocally, as diagnosticis to infer ultra-high temperatures, because variations in the chemical composition of the spinel significantly expand its stability field. In the investigated samples spinel has Fe3+, Cr and Zn, which prevents the inference ultra-high temperatures by the presence of this paragenesis. However, conditions of ultra-high temperature were calculated from granulite with orthopyroxene rich in Al2O3 and pyrope=rich garnet with values for the metamorphic peak as 920 °C and 10 kbar. Other results of high temperatures > 900 °C, were obtained with Zr in rutile thermometer. This thermometer is very versatile, because even in intensely retrogressed rocks, containing chloritoid + kyanite, temperatures > 850 °C were obtained. The intense retrometamorphism, in Green schist and amphibolite facies conditions, is linked to influx of fluid phase rich in H2O, and as the age of this event in relation to granulite metamorphic peak is unknow, it can not be ruled out that it might be a younger metamorphisc event. In all investigated rocks, textures linked either to in situ partial melting or crystallization of trapped liquid are clear and often account for much of retrogression. The relationship of anatexis with the formation of migmatites and granulites is reinforced here.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-10-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.