• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Duarte
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2000
Banca examinadora
Kohn, Andre Fabio (Presidente)
Amadio, Alberto Carlos
Ávila, Aluisio Otávio Vargas
Caldas, Ibere Luiz
Tani, Go
Título em português
Análise estabilográfica da postura ereta humana quasi-estática
Palavras-chave em português
Biomecânica
Controle motor
Resumo em português
Desde que nós humanos adotamos a postura ereta bípede, temos sido desafiados pela força de gravidade para manter o equilíbrio do corpo sobre a pequena área de suporte delimitada pelos pés. Quando permanecemos parados, não permanecemos sem movimento - nós oscilamos. Somente quando a habilidade de controlar a postura ereta se deteriora, como nos idosos e em certas patologias, por exemplo, distúrbios do sistema vestibular, derrame e portadores de mal de Parkinson, é que se percebe o quão difícil e crucial esta tarefa é. A oscilação do corpo durante a postura ereta é usualmente investigada utilizando-se uma plataforma de força, um instrumento de medida sobre o qual os sujeitos permanecem em pé durante os experimentos. A variável mais comum para analisar esta oscilação é a posição do centro de pressão (COP), o ponto de aplicação da resultante das forças agindo na superfície de suporte. O deslocamento do COP representa uma somatória das ações do sistema de controle postural e da força de gravidade. Devido à oscilação do corpo e às forças inerciais, a posição do COP é diferente da projeção do centro de gravidade (COG) sobre a superfície de suporte; o COG indica a posição global do corpo. O presente trabalho descreve pesquisas sobre a interpretação das variáveis COP e COG e outras pesquisas baseadas nestas duas variáveis.
Título em inglês
Stabilographic analysis of the human quasi-static erect posture
Palavras-chave em inglês
Biomechanics
Motor Control
Resumo em inglês
Since humans adopted their bipedal stance, they have been challenged to maintain equilibrium of the body over a small area of support. Only when the ability to control the upright stance deteriorates, as for example in elderly people and in certain pathologies (e.g., vestibular disorders and stroke), does one realize how difficult and crucial this task is. The most common variable to analyze this sway is the location of the center of pressure (COP), the point of application of the resultant of vertical forces acting on the surface of support. The COP displacement represents a collective outcome of the postural control system and the force of gravity. Due to body sway and inertial forces, the COP position is different from the center of gravity (COG) position, the latter indicating the global position of the body. The present work describes researches on the interpretation of the variables COP and COG and other researches based on these two variables.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
duarte.pdf (1.33 Mbytes)
Data de Publicação
2007-02-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.