• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.99.2017.tde-22082017-114131
Documento
Autor
Nome completo
Anderson Guilherme dos Santos Barssotti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Goto, Hiro (Presidente)
Galisteo Junior, Andrés Jimenez
Hiramoto, Roberto Mitsuyoshi
Título em português
Efeito do fator de crescimento insulina símile I na infecção in vitro de macrófagos peritoneais de camundongos por Leishmania (L.) amazonensis
Palavras-chave em português
Expressão gênica
Fator de crescimento Insulin-Like I
Leishmania
Macrófagos
Óxido nítrico
Parasitismo
Resumo em português
Na infecção por Leishmania a resposta imune se inicia logo após a inoculação de promastigotas no indivíduo. Nesse contexto vai haver a participação de diversos fatores da resposta imune inata que vai direcionar para uma resposta imune adaptativa responsável pela evolução da doença. Um desses fatores que participa dessa interação parasito-hospedeiro é o fator de crescimento insulina-símile I (IGF-I). Foi demonstrado que o IGF-I extrínseco favorece a proliferação do parasito e progressão da infecção. No entanto, IGF-I está presente constitutivamente em macrófagos. Neste trabalho avaliamos a expressão do IGF-I, o parasitismo e a produção de óxido nítrico em macrófagos murinos infectado por Leishmania (L.) amazonensis e o efeito da inibição de IGF-I no parasitismo após o silenciamento do IGF-I por RNA de interferência. Macrófagos peritoneiais foram infectados por 2 e 4 horas com promastigotas de L. (L.) amazonensis na presença de soro fetal bovino (SFB) 5% e Albumina de Soro Bovino 0,5% (BSA) na presença ou ausência de small-interfering RNA (siRNA) de IGF-I e lipossoma (Lipo). As células foram lavadas e mantidas depois em meio de cultura por 24, 48 e 72 h. Quando o recombinante para IGF-I foi adicionado separadamente durante a incubação inicial o parasitismo aumentou em relação ao controle. Quando o siRNA foi adicionado houve diminuição na expressão de IGF-I e consequentemente diminuição no parasitismo em relação ao controle. Os resultados obtidos sugerem um papel importante de IGF-I na infecção de macrófagos peritoneais de camundongos murinos por Leishmania (l.) amazonensis.
Título em inglês
Effect of insulin-like growth factor I on the in vitro infection of mouse peritoneal macrophages by Leishmania L. amazonensis
Palavras-chave em inglês
Gene expression
Insulin-like growth factor-I
Leishmania
Macrophages
Nitric oxide
Parasitism
Resumo em inglês
In Leishmania infection the immune response begins soon after the inoculation of promastigotes in the individual. In this context will be the participation of several factors of the innate immune response that will direct to an adaptive immune response responsible for the evolution of the disease. One of these factors that participates in this parasite-host interaction is the insulin-like growth factor I (IGF-I). It has been shown that extrinsic IGF-I favors parasite proliferation and infection progression. However, IGF-I is constitutively present in macrophages. In this work we evaluated the expression of IGF-I, parasitism and nitric oxide production in murine macrophages infected with Leishmania (L.) amazonensis and the effect of IGF-I inhibition on parasitism after IGF-I silencing by RNA from interference. Peritoneal macrophages were infected for 2 and 4 hours with L. (L.) amazonensis promastigotes in the presence of 5% fetal bovine serum (FBS) and 0.5% Bovine Serum Albumin (BSA) in the presence or absence of IGF-I small-interfering RNA (siRNA) and liposome (Lipo). Cells were washed and then maintained in culture medium for 24, 48 and 72 h. When the recombinant IGF-I was added separately during the initial incubation the parasitism increased relative to the control. When the siRNA was added there was a decrease in IGF-I expression and consequently a decrease in parasitism in relation to the control. The results obtained suggest an important role of IGF-I in the infection of murine mouse peritoneal macrophages by Leishmania (L.) amazonensis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
BarssottiAGSparcial.pdf (597.75 Kbytes)
Data de Liberação
2019-08-22
Data de Publicação
2017-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.