• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.99.2018.tde-09102018-090250
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Leme Cardoso Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Levi, José Eduardo (Presidente)
Campolina, Alessandro Gonçalves
Pessôa, Mário Guimarães
Covas, Dimas Tadeu
Soárez, Patrícia Coelho de
Título em português
Avaliação tecnológica do teste molecular (NAT) para HIV, HCV e HBV na triagem de sangue no Brasil
Palavras-chave em português
Avaliação de tecnologias da saúde
Biologia molecular
Hepatite B
Hepatite C
HIV
Transfusão de sangue
Resumo em português
Após anos de debates, o teste de detecção de ácidos nucleicos (NAT) para HIV e HCV na triagem de sangue foi implementado de forma obrigatória no Brasil em 2013, e HBV, em 2016. Um dos motivos citados sobre o atraso em sua implementação foi o custo elevado que seria adicionado à sorologia e, até o momento, uma ampla avaliação econômica em saúde (AES) a respeito de sua eficiência no país não está disponível. Diversos artigos já demonstraram que a razão incremental de custo-utilidade (ICUR) do NAT em relação à sorologia varia de 0,21 a 8,84 milhões de dólares americanos (US$) para cada QALY ganho. Esta grande variação dá-se, principalmente, por diferenças entre a idade média dos receptores de sangue (RS), incidência/prevalência dos vírus entre os doadores de sangue (DS), custo dos testes e tratamentos médicos, cobertura da vacina contra o HBV e sensibilidade do teste utilizado. Assim, faz-se necessária uma avaliação abrangente desta tecnologia e sua efetividade para o cenário brasileiro. Objetivos: Realizar uma revisão sistemática (RevS) de estudos econômicos completos sobre o uso do NAT para HIV, HCV e/ou HBV no mundo; realizar a AES sobre o NAT sob a perspectiva pública brasileira; caracterizar as doações de sangue em janela imunológica no país. Métodos: Metodologia Cochrane de RevS das bases de dados Medline, Embase, LILACS, CRD, BVS ECO, Google Scholar e IDEAS; questionário aplicado aos bancos de sangue e modelo econômico on-line da International Society of Blood Transfusion (ISBT) para cálculo da ICUR do "NAT em mini-pool de seis amostras individuais" (MP6) versus "testes sorológicos" (SR) no Brasil. Resultados: Quatorze estudos de dezesseis diferentes países foram avaliados. O NAT apresentou a maior relevância nos países de baixa renda, onde há as maiores prevalências e incidências virais, menores taxas de doadores de repetição (DR) e RS mais jovens. A maioria dos estudos concluiu que o NAT, independente do vírus analisado, não é custo-efetivo. As principais diferenças entre as características dos estudos foram relacionadas aos custos médicos e idade dos RS. O maior desvio dos padrões de uma RevS foram: não incluir o racional para definição dos desfechos e o modelo utilizado e não ter claro o conflito de interesse dos autores; para esta AES, o MP6 versus SR apresentou um ICUR de US$ 231.630,00/QALY, ou seja, 26,2 vezes o PIB per capita nacional) e um ICER de US$ 330.790,00/Ano de vida ganho (AVG). A análise de sensibilidade univariada do modelo demonstrou que somente a taxa de desconto, idade do RS, custo do NAT e epidemiologia dos vírus alteraram de forma significativa o ICUR obtido, variando desde US$ 76.957,00/QALY a US$ 933.311,00/QALY; a maioria dos casos de janela imunológica no Brasil são jovens, média de 29 anos, do sexo masculino, com pelo menos o ensino médio completo e mesmo com a obrigatoriedade do Anti-HBc no Brasil, o NAT-HBV é o que apresentou o maior rendimento. Conclusões: Os jovens, principalmente, ainda buscam os bancos de sangue como locais de testagem após comportamento de risco e é de extrema importância a revisão do custo real e completo do teste NAT no Brasil para ampla abordagem da tecnologia nacional incorporada e, se necessário, revisar a forma e modelo de reembolso da mesma e permitir a defesa do bem-estar da população e do bem público.
Título em inglês
Health technology assessment of HIV, HCV and HBV molecular test (NAT) for blood screening in Brazil
Palavras-chave em inglês
Blood transfusion
Costs and cost analysis
Hepatitis B
Hepatitis C
HIV
Molecular biology
Resumo em inglês
After years of discussion, nucleic acid (NAT) testing in the blood screening for HIV and HCV was implemented in Brazil in 2013 and HBV in 2016. One of the reasons cited for the delay in its implementation was the high cost that would be added to serology screening and a comprehensive economic assessment of its efficiency in the country is not yet available. Several articles have already shown that the incremental cost-utility ratio (ICUR) of NAT versus serology ranges from 0.21 to 8.84 million American dollars (US$) for each QALY gained. This large variation is mainly due to differences between the mean age of the blood recipient, viruses' incidence / prevalence among donor population, cost of medical tests and treatments, HBV vaccine coverage, and sensitivity of the test used. Thus, a comprehensive evaluation of this technology and its effectiveness under the perspective of the Brazilian public health system (SUS) is needed. Objectives: Development of a systematic review (RevS) of complete economic studies about the use of NAT for HIV, HCV and / or HBV in the world. Conduct an economic evaluation of NAT under SUS perspective; characterize Brazilian blood donations in the serology "window period". Methods: Cochrane RevS Methodology of the Medline, Embase, LILACS, CRD, CRD ECO, Google Scholar and IDEAS databases; Questionnaire applied to blood banks and online economic model from the International Society of Blood Transfusion (ISBT) to calculate the ICUR for "NAT in mini-pool of six individual samples" (MP6) versus "Serology Tests" (SR) in Brazil. Results: Fourteen studies from sixteen different countries were assessed. NAT was most relevant in low-income countries, where there are the highest prevalences and viral incidences, lower rates of repeat donors and younger recipients of blood (RS). Most of the studies concluded that NAT, regardless of the virus evaluated, is not cost-effective. Differences in the characteristics of the studies were related to the costs and age of RS. The major deviations from RevS standards were: not including the rationale for selecting the outcomes and the model used and not being clear about the authors' conflict of interest; MP6 vs SR showed an ICUR of US$ 231.630,00/QALY, 26,2 times Brazilian GND per capita) and an ICER of US$ 330.790,00/Life year gained (AVG). The univariate sensitivity analysis of the model demonstrated that only changes on discount rate, NAT cost, RS age and viruses' epidemiology significantly altered the ICUR in a range between US$ 76.957,00/QALY and US$ 933.311,00/QALY; Most RS window period cases in Brazil are young, average of 29 years old, male, with at least high school education completed and even with the requirement of Anti-HBc in Brazil, NAT-HBV is the one that presented the highest yield. Conclusions: Young people, mainly, still seek blood banks as testing sites, especially after a risk behavior. It is extremely important to reveal the real and complete cost of the Brazilian NAT to fully evaluate its efficiency and, if needed, reassess its current reimbursement model, allowing the wellbeing defense of the population and public interest.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-10-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.