• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.98.2014.tde-16032015-083602
Documento
Autor
Nome completo
Adriana Bertolami Manfredi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Hirata, Mario Hiroyuki (Presidente)
Araujo, Daniel Branco de
Santos Filho, Raul Dias dos
Spósito, Andrei Carvalho
Título em português
Aterosclerose subclínica e marcadores de inflamação, de resistência à insulina e genéticos em portadores de hiperglicemia
Palavras-chave em português
Aterosclerose; Estado pré-diabético; Transtornos do metabolismo de glucose; Ultrassonografia doppler; Tomografia; Teste de esforço.
Resumo em português
A doença aterosclerótica macrovascular se inicia em fases precoces das alterações do metabolismo glicídico. Este estudo teve por objetivos: 1) avaliar a prevalência de aterosclerose subclínica diagnosticada por métodos não-invasivos em indivíduos com indicação de teste oral de tolerância a glicose; 2) avaliar a distribuição de biomarcadores e de marcadores genéticos nessa população; e 3) determinar os fatores de risco para aterosclerose subclínica em pacientes disglicêmicos. Indivíduos em prevenção primária foram inicialmente submetidos a teste oral de tolerância a glicose e classificados em grupos controle, glicemia de jejum alterada, intolerância à glicose e diabete melito; posteriormente, foram submetidos a pesquisa de aterosclerose subclínica e de biomarcadores, e a avaliação de polimorfismos genéticos e expressão gênica. Foram incluídos 103 pacientes no grupo controle, 80 no grupo glicemia de jejum alterada, 98 no grupo tolerância diminuída à glicose e 59 no grupo diabete melito, com média de idade de 59 + 7,4 anos, sendo 62,4% mulheres. Não foram encontradas diferenças quanto às características clínicas e laboratoriais entre os grupos. Foi observada alta prevalência de aterosclerose subclínica na população (77,1%) e, apesar de não haver diferença entre os grupos, houve tendência a prevalência crescente de acordo com a piora do perfil glicídico. Dentre os biomarcadores, foi encontrada diferença entre os grupos na análise de microalbuminúria, resistina, fator de necrose tumoral alfa e fosfolipase A2 associada a lipoproteína. Não houve diferença com relação aos polimorfismos, mas o grupo glicemia de jejum alterada apresentou maior expressão de mRNA do gene da fosfolipase A2 associada a lipoproteína. Concluímos que indivíduos com indicação de teste oral de tolerância a glicose têm alta prevalência de aterosclerose subclínica, independentemente do perfil glicídico. Após análise multivariada, os fatores que determinaram aterosclerose subclínica foram idade, pressão arterial sistólica, colesterol ligado à lipoproteína de alta densidade, fator de necrose tumoral alfa e uso de estatinas.
Título em inglês
Subclinical atherosclerosis and inflammation, insulin resistance and genetic markers in hyperglycemic patients
Palavras-chave em inglês
Atherosclerosis; Pre diabetic state; Disorders of glucose metabolism; Doppler ultrasonography; Tomography; Exercise testing.
Resumo em inglês
Atherosclerotic macrovascular disease begins in early phases of glucose metabolism alterations. The objectives were: 1) To evaluate the prevalence of subclinical atherosclerosis diagnosed by non-invasive methods in patients with an indication for oral glucose tolerance test. 2) To evaluate the distribution of biomarkers and genetic markers in this population. 3) Determine the risk factors for subclinical atherosclerosis in dysglycemic patients. Individuals in primary prevention underwent oral glucose tolerance test and were classified as controls, impaired fasting glucose, decreased glucose tolerance and diabetics and submitted to subclinical atherosclerosis search, evaluation of biomarkers, genetic polymorphisms and gene expression. A group of 103 patients were included as controls, 80 as impaired fasting glucose, 98 as decreased glucose tolerance and 59 as diabetes with a mean age of 59 ± 7.4 years, 62.4% women. No differences were found between clinical and laboratory characteristics of the groups. High prevalence of subclinical atherosclerosis (77.1%) was observed, although there was no significant difference between groups, a tendency of higher prevalence according to worsening of glucose increasing profile was verified. Among the biomarkers difference between groups were found in the analysis of microalbuminuria, resistin, tumor necrosis factor alfa and phospholipase A2 associated with lipoprotein. There was no difference regardind the polymorphisms, but the impaired fasting glucose group had higher expression of PLA2G7. After multivariate analysis, the factors that determined subclinical atherosclerosis were age, systolic blood pressure, HDL-cholesterol, tumor necrosis factor alfa and statins. We concluded that individuals with indication of oral glucose tolerance test have a high prevalence of subclinical atherosclerosis regardless of glucose profile. The factors that determine the presence of subclinical atherosclerosis were age, systolic blood pressure, HDL-cholesterol, tumor necrosis factor alfa and statins.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.