• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Carvalho Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Lorena, 2017
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Rita de Cássia Lacerda Brambilla (Presidente)
Pereira, Marco Antonio Carvalho
Santos, Ricardo Mendonça Neves dos
Suzuki, Paulo Atsushi
Título em português
Proposta de avaliação formativa aplicando aprendizagem baseada em problemas (ABP) no ensino médio
Palavras-chave em português
Aprendizagem baseada em problemas
Avaliação formativa
Dimensões culturais de Hofstede
Ensino de Biologia
Resumo em português
Avaliação de aprendizagem é um tema muito controverso. É um dos maiores problemas no desenvolvimento do processo pedagógico nos diferentes níveis e modalidades de ensino. A avaliação é classificada em diferentes tipos como diagnóstica, formativa e somativa (classificatória). O objetivo da avaliação diagnóstica é descobrir as causas dos problemas de aprendizagem e planejar ações corretivas. A avaliação formativa é usada para monitorar o progresso de aprendizagem do aluno durante a instrução com a finalidade de fornecer feedback contínuo aos alunos e professores sobre o sucesso e ou fracasso no processo de ensino/aprendizagem. A avaliação somativa é dada no final do curso ou unidade de instruções para descobrir qual aluno, até que ponto tem dominado os resultados de aprendizagem pretendidos. Avaliação é uma questão importante discutida também na aplicação de metodologias de ensino como a aprendizagem baseada em problemas (ABP). A ABP é uma metodologia de aprendizagem no qual os alunos encontram-se primeiro com um problema, seguido de um processo de investigação e reflexão sistemático centrado no aluno. Além disso, o ambiente cultural, em conjunto com a metodologia de ensino escolhida, pode influenciar a forma como os alunos aprendem. Desta forma, Hofstede (1980) apresentou um método de identificação de dimensões culturais: índice de distância hierárquica (PDI), individualismo versus coletivismo (IDV), masculinidade versus feminilidade (MAS), índice de aversão à incerteza (UAI) e orientação de longo prazo versus orientação normativa de curto prazo (LTO). Neste contexto, este trabalho teve como objetivo verificar se a ABP poderia promover a integração da avaliação formativa como elemento de redirecionamento e motivação para o processo de ensino-aprendizagem dos estudantes de biologia no ensino médio. Os perfis culturais de Hofstede dos alunos foram levados em consideração durante a aplicação desta metodologia. Esta metodologia foi aplicada para duas salas de aula diferentes durante três bimestres. Os alunos foram avaliados considerando suas atitudes durante a aplicação da ABP e testes escolares. A metodologia ABP integrada na avaliação formativa foi favorecida pela elaboração do formulário de acompanhamento do professor. Além disso, outro formulário auxiliar favoreceu uma rápida anotação do professor sobre o desempenho acadêmico do aluno em ABP. Cada aluno preencheu o seu formulário de autoavaliação, o que contribuiu positivamente para mudar a postura do estudante aumentando o seu interesse durante as aulas. Durante o período de aplicação da metodologia, observaram-se melhoras nas médias dos testes escolares dos alunos a um nível de 95% de confiança. A proposta de integrar a avaliação formativa com a aprendizagem baseada em problemas (ABP) no ensino médio melhorou o desempenho dos alunos também em aspectos comportamentais. Os formulários utilizados neste trabalho foram disponibilizados para serem incluídos no plano pedagógico de uma escola pública do estado de São Paulo para favorecer a avaliação formativa dos alunos.
Título em inglês
Proposal of formative evaluation applying problem-based learning (PBL) in high school
Palavras-chave em inglês
Cultural Dimensions of Hofstede
Formative evaluation
Problem-based learning
Teaching of Biology
Resumo em inglês
Learning evaluation is a very controversial topic. It is one of the greatest problems in the development of the pedagogical process in the different levels and modalities of teaching. Evaluation is classified into the different types as diagnostic, formative and summative (classificatory). The aim of diagnostic evaluation is to find out the causes of learning problems and plan to take remedial actions. Formative evaluation is used to monitor student's learning progress during instruction with the purpose of providing ongoing feedback to students and teachers regarding success and failure of teaching/learning process. Summative evaluation is given at the end of the course or unit of instructions to find out which student, to what extent has mastered the intended learning outcomes. Evaluation is an important issue also discussed during the application of different teaching methodology as problem-based learning (PBL). The PBL is a method of learning in which learners first encounter a problem followed by a systematic, learner-centered inquiry and reflection process. Also, the cultural environment together with the chosen teaching methodology can influence the way of students learns. In this way, Hofstede (1980) has presented an identification method of cultural dimensions: power distance index (PDI), individualism versus collectivism (IDV), masculinity versus femininity (MAS), uncertainty avoidance index (UAI) and long term orientation versus short term normative orientation (LTO). In this context, this work aimed to ascertain if PBL could promotes the integration of formative evaluation as an element of redirection and motivation for the teaching-learning process for high school biology students. The Hofstede's cultural profiles of the students were taking account during the application of the methodology. This methodology was applied for two different classrooms during three set of bimester. The students were evaluated considering their attitudes during the PBL application and school tests. PBL methodology integrated into formative evaluation was favored by the elaboration of the teacher's follow-up form. Also, another auxiliary form favored a quick teacher annotation about the attitudinal student performance in PBL. Each student had it on self-evaluation form, which contributed positively to change student posture by increasing interest during the classes. During the period of the methodology was applied it was observed an improvement in the averages of the students school tests at a 95% confidence level. The proposal to integrate the formative evaluation into problem-based learning (PBL) for high school biology students improved student's performance also in behavioral aspects. The forms used in this work were made available to be included in the pedagogical plan of a public school in the state of São Paulo to favor the formative evaluation of the students.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
PED17003_C.pdf (1.34 Mbytes)
Data de Publicação
2017-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.