• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.96.2019.tde-30112018-144457
Documento
Autor
Nome completo
Rafael Moreira Antônio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Ambrozini, Marcelo Augusto (Presidente)
Borba, José Alonso
Bruni, Adriano Leal
Gaio, Luiz Eduardo
Krauter, Elizabeth
Martinez, Antonio Lopo
Título em português
O uso de derivativos para hedge melhora os ratings de crédito das empresas brasileiras?
Palavras-chave em português
Agência de classificação de risco ; Ratings de crédito ; Risco
Resumo em português
O risco é um aspecto importante a ser considerado nas avaliações empresariais e, diante das crises financeiras globais, os ratings divulgados pelas agências de classificação de riscos são fundamentais para o gerenciamento de riscos nas empresas, bem como para a tomada de decisão dos investidores ao escolher em qual empresa investir. Diante do exposto, o presente trabalho se propôs a identificar os fatores que podem explicar as atribuições dos ratings com especial atenção ao impacto do uso de derivativos. A partir disso, a principal novidade apresentada nesta pesquisa foi a de averiguar o reflexo do uso de derivativos juntamente com as posições de proteções assumidas pelas empresas nas classificações de créditos - ajudando a suprir, assim, essa lacuna na literatura da área. Para isso, foram utilizados 2.090 ratings e analisadas as empresas não financeiras da B3 entre os anos de 2010 e 2016 por meio de análise dos dados em painel, conferindo maior robustez às análises e aos achados. Os resultados indicaram que as empresas que utilizam instrumentos financeiros derivativos não recebem os melhores ratings. Esses resultados contestam a teoria de que o uso de derivativos é visto positivamente pelos investidores. No entanto, apesar de nenhum impacto significativamente estatístico ter sido encontrado nos ratings das empresas que utilizam derivativos, observou-se que as empresas que usam derivativos e possuem os maiores valores nocionais foram as que receberam as melhores notas da agência Moody's.
Título em inglês
Does the use of hedge derivatives improve the credit ratings of brazilian companies?
Palavras-chave em inglês
Credit rating agencies ; Credit ratings ; Risk
Resumo em inglês
Risk assessment is an important aspect concerning business valuation and, considering the global economic crisis, the information disclosed by rating agencies is essential to developing a risk management plan and making investment decisions. The purpose of the present study is therefore to identify the factors that may explain the attribution of risk ratings, focusing on the impact of derivatives. Thereafter, ascertaining the effects of derivatives combined with protective business behaviors regarding credit ratings is innovative and assists in filling knowledge gaps in research and literature. In this study, 2.090 ratings were considered and B3's non-financial companies were examined between 2010 and 2016 by using panel data analysis, which lends robustness to the analysis and the findings. Results indicate that companies that use derivative instruments are not attributed the best ratings, thus opposing the theory that the use of derivatives attracts investors. Although ratings showed no significant statistical impact on companies that use derivatives, companies with the highest notional values, which also use derivatives, were attributed the best ratings by Moody's.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.