• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.96.2008.tde-28012009-114915
Documento
Autor
Nome completo
Marli Auxiliadôra da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Evandro Marcos Saidel (Presidente)
Nagano, Marcelo Seido
Nakao, Sílvio Hiroshi
Título em português
Aplicação de leis de potência para tratamento e classificação de tamanho de empresas: uma proposta metodológica para pesquisas contábeis
Palavras-chave em português
Leis de potência
Pesquisas contábeis
Tamanho de empresa
Resumo em português
Em contabilidade, tamanho de empresa é comumente utilizado como proxy para caracterizar inúmeros conceitos teóricos. Muito se tem discutido sobre a validade e confiabilidade desta proxy devido a alta variância das medidas operacionais usadas para a mensuração de tamanho de empresa. Com o intuito de reduzir esta variância alguns procedimentos estatísticos são aplicados para ajustar os valores. Pesquisas internacionais evidenciam que a distribuição de probabilidade da variável tamanho de empresa segue uma lei de potência. Diante desse cenário esta pesquisa teve como objetivo investigar se é possível tratar e classificar as medidas operacionais para proxy de tamanho de empresas brasileiras, por meio de Leis de Potência. Foram utilizados dados do período de 1997 a 2006, relativos às medidas operacionais Receitas (REC), Ativo Total (AT), Patrimônio Líquido (PL) e de 1996 a 2004 para a medida Número de Empregados (NE), de bases diferentes, FIPECAFI, Economática® e IBGE. Observou-se a ocorrência da lei de potência, -m > P(v ) = c v , em toda a extensão da variável v = REC , com expoente m próximo de 1, como verificado em todas as pesquisas internacionais, enquanto que para as demais variáveis foi confirmada a lei de potência, apenas na cauda da distribuição. Na seqüência a formulação proposta, P(v> )*v , foi aplicada para a proxy em um estudo específico na área contábil. Observou-se que a ponderação de v pela probabilidade de ocorrência de valores superiores a v, utilizada como proxy, leva à significância estatística exigida nos modelos da área contábil. Os resultados obtidos são satisfatórios, pois, confirmam a natureza da lei de potência de P(v> ) para o cenário brasileiro e, com relação à proxy proposta, espera-se validá-la no cenário da pesquisa contábil, pois a mesma inclui informações sobre a natureza estatística de medidas operacionais para tamanho de empresa.
Título em inglês
Application of the power laws for treatment and classification of companies: a methodological proposal for accounting researches
Palavras-chave em inglês
Accounting researches
Firm size
Power laws
Resumo em inglês
Firm size is frequently used, in accounting, as a proxy to characterize several theoretical concepts. It has been discussing a lot about the validity and reliability of this proxy due to the variance of the operational measures used for the firm size mensuration. With the intention of reducing this variance, statistical procedures are applied to adjust the values. International researches evidence that, statistically, the company size can be represented by power law distributions. The present research has the objective of investigate if it is possible to treat and classify the operational measures for proxy of Brazilian firm size as a power law. Using data from 1997 to 2006, relative to the measures of operational Incomes (REC), Total Assets (AT), Equity (PL) and from 1997 to 2004 for the measure Number of Employees (NE), of three different data bases, FIPECAFI, Economática® and IBGE. The power law, -m > P(v ) = c v , was verified for v = REC , with values of m equivalent to that obtained on international researches, while for the other variables, the power law was confirmed just in the tail of the distribution. In the sequence, the proposed formulation, P(v> )*v , was applied to a specific study in the accounting area. It was observed that this proxy alows for statistical significance required to validate researches into accounting area. The obtained results confirm the power law nature of P(v> ) for Brazilian firms and, related to the proxy suggested, the expectation is that it can be validate into the accounting research area, once it includes information on the statistical nature of operational measurements for firm size.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-01-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.