• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
Documento
Autor
Nome completo
Lúcia Aparecida da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Merlo, Edgard Monforte (Presidente)
Mendonca, Paulo Sergio Miranda
Nagano, Marcelo Seido
Título em português
Atitude do consumidor em relação às marcas próprias de supermercados: um estudo exploratório
Palavras-chave em português
Atitude do consumidor
Marca própria de supermercado
Varejo
Resumo em português
O setor varejista devido à alta competitividade vem passando por grandes transformações, a fim de atender de forma eficiente e eficaz às exigências do consumidor. Para tanto, a criação e a implementação de ações estratégicas que proporcionem diferenciais competitivos para os varejistas tornaram-se uma constante no dia-a-dia do varejo. A adoção de marcas próprias no mix de produtos do supermercado é um exemplo destas estratégias. No entanto, percebe-se um crescimento lento das marcas próprias na participação de mercado no Brasil, o que reflete a atitude dos consumidores diante destes produtos. Entender o comportamento do consumidor bem como a atitude deste aos produtos de marca própria torna-se importante para uma melhor compreensão deste fenômeno. Desta forma, o presente trabalho tem o objetivo de avaliar os elementos componentes da atitude do consumidor em relação aos produtos de marcas próprias. Para o alcance do objetivo deste estudo, foram feitas revisões da literatura sobre varejo, marcas próprias e sua evolução, no Brasil, e a atitude do consumidor frente aos produtos de marcas próprias. A pesquisa de campo foi de caráter exploratório com abordagem quantitativa. Por meio de uma survey com questionário auto-administrado, elaborado com base no modelo da Teoria da Ação Racional (TRA) de Fishbein, foi possível coletar opiniões dos clientes de supermercados, elemento da pesquisa, para avaliar a atitude do consumidor diante das marcas próprias. A amostra foi composta por 983 pessoas, de ambos os sexos e provenientes de 26 Estados do Brasil, com predominância de São Paulo e Minas Gerais. Os resultados obtidos demonstram que os respondentes não possuem uma imagem muito favorável aos produtos de marcas próprias, devido à grande variação na qualidade dos produtos dentro das categorias e entre as categorias ofertadas, ao risco percebido, à ausência de comunicação efetiva sobre os produtos e à imagem de inferioridade transmitida pelos atributos das marcas próprias como embalagem, forma de exposição e preço. O componente mais importante obtido com a aplicação do modelo da TRA para prever a intenção comportamental foi a atitude. Dos fatores obtidos na análise fatorial, destacam-se a imagem da loja, a comunicação e preço, a qualidade e preço como os mais importantes para os respondentes e que exercem maior influência em seu comportamento. A partir da análise de regressão, conclui-se que o risco percebido, a qualidade, a influência de pessoas próximas e a imagem da loja são os fatores que mais influenciam na intenção comportamental dos respondentes frente aos produtos de marcas próprias.
Título em inglês
Consumers attitude towards supermarkets own brands: an exploratory study
Palavras-chave em inglês
Consumers attitude
Retail
Supermarkets own brands
Resumo em inglês
The retail sector is going through major changes due in order to meet efficiently and effectively the demands of the consumer in a highly competitive environment. Thus, the creation and implementation of strategic actions that provide competitive differentials for retailers have become essential in the day to day of retailing. The adoption of own brands in the mix of products in supermarkets is an example of these strategies. However, it is perceived a slow growth of own brands market share in Brazil, which reflects the attitude of consumers towards these products. Understanding consumer behavior and attitude toward own-brand products is important to the better comprehension of this phenomenon. Thus, this study aims to evaluate the components of consumer attitude related to products of own labels. To reach the goal of this study, there were made revisions on the literature about retail, own brands and its development in Brazil, and the attitude of consumers toward the own labels products. The fieldwork had exploratory nature with quantitative approach. Through a survey composed by a self-administered questionnaire, based on the model of the theory of reasoned action (TRA) of Fishbein, it was possible to collect opinions of supermarket customers. That constituted a part of the research which aimed to evaluate the attitude of the consumer toward own brands . The sample consisted on 983 persons of both sexes from the 26 Brazilian states, with predominance of São Paulo and Minas Gerais. The results show that the respondents do not hold a very favorable image to own brands products. This find can be explained by the wide variation in the quality of products within the categories and between categories offered, the perceived risk, the lack of effective communication about the products and the image of inferiority transmitted by attributes of own brand products such as packaging, price and the form of exposition. The most important component obtained with the implementation of the TRA model to predict the behavioral intention was the attitude. Among the factors obtained in factor analysis, those who exert more influence on respondents behavior are the image of the store, communication and price as well as quality and price. From the regression analysis, it was concluded that the majority of the influence on behavioral intention of respondents was derived from perceived risk, quality, store image and influence of close people.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.